Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Ivan Jerônimo pode ter sido assassinado, aponta laudo

Por | 5/07/2012

investigadorivan1

Arquivo Jornal na NetLaudo aponta que Ivan pode ter sido assassinado e não ter cometido suicídio

A morte do investigador Ivan Jerônimo da Silva, de 38 anos, no dia 8 de março deste ano, ainda é um mistério e é investigada pela Polícia Científica do 34º Distrito Policial, da Vila Sônia. Um laudo necroscópico, divulgado na semana passada, mostra que o tiro causador da morte de Ivan, foi disparado de longa distância, descartando a possibilidade do suicídio. Outros dois laudos ainda podem ser divulgados para esclarecer a morte do policial.

No dia da morte de Ivan, que teve seu corpo encontrado no banheiro de uma banca da Cidade Jardim, chamada Varandas, a causa da morte, era suicídio, uma vez, que segundo amigos próximos do policial, ele sofria depressão, tomava fortes medicamentos, mudava muito rápido de temperamento e havia atirado contra si mesmo, com a sua pistola, calibre .40.

A primeira versão da morte de Ivan era a que ele estava em companhia de mais dois amigos policiais tomando café na banca e foi até o banheiro, onde teria cometido suicídio, com um tiro no peito – relembre aqui. Um dia depois, do registro do Boletim de Ocorrência, em vez de um disparo dentro do banheiro, dois foram apontados pela perícia. Que não indicou de fato, se o primeiro tiro foi no chão, ou se o policial havia atirado no peito e a arma caiu no chão, disparando sozinha.

A reportagem do Jornal na Net tentou contato com a viúva de Ivan e com amigos próximos dele, durante toda esta quinta-feira, dia 05, mas eles quiseram falar sobre a possibilidade do policial ter sido assassinado. Muito abalados, e inconformados, os amigos e familiares de Ivan, cremaram em Itapecerica da Serra, o corpo dele – veja mais aqui

O investigador foi um dos principais responsáveis pelas prisões dos políticos acusados de cometer fraudes em Taboão da Serra. Ele era casado e tinha um casal de filhos.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.