Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Moradores dizem que bairro Jd do Colégio é abandonado

Por | 3/07/2012

jd_capa

DivulgaçãoMoradores do bairro dizem que são os mais esquecidos da cidade

“Estamos esquecidos há vários anos. Falta segurança, saúde, creche e saneamento básico. Dificilmente obras ou melhorias são feitas aqui”, reclamam os moradores Ostílio José Fernandes, José Fernandes, Marciana Alves Teodoro, Fernando da Silva. Todos moram no Jardim do Colégio, em Embu das Artes, há mais de 10 anos.

A realidade vivida pelos entrevistados e pelos demais moradores, caracteriza o bairro, principalmente as ruas Cruzeiro do Sul e Centauro. Basta uma rápida passada em ambas as ruas para constatar o abandono.

A começar pelas calçadas, repletas de buracos, parte delas, sem guias e sarjetas. As duas ruas constam como asfaltadas na Prefeitura, mas um pedaço delas, não possuem pavimento.

A praça, que há pouco tempo, estava com mato alto, recentemente foi capinada pela Prefeitura. Ela  conta com uma quadra, sem alambrado e parte  está quebrada. Quando tem evento, na praça, ou jogo na quadra, os próprios moradores é quem realizam a limpeza e até pintam a arquibancada.

“O alambrado (tela) foi retirado pela prefeitura, porque estava desgastado e não foi mais reposto”, afirmou Fernando da Silva, de 30 anos.

A saúde e a falta de vagas em creches são alguns dos principais problemas que os moradores enfrentam no bairro. “Demora para marcar consulta, quando marca, o atendimento é devagar e muitas vezes, o exame pedido até vence, e é necessário fazer outro”, crítica Marciana Alves Teodoro de 27 anos.

Ela é uma entre tantas pessoas, que espera por anos, para fazer uma cirurgia, mas não consegue vaga. “Aguardo mais de três anos para fazer uma cirurgia no rim e só hoje é que consegui marcar a consulta para passar no médico e ter as orientações. A demora é tanta, que pessoas às vezes, até morrem esperando por uma vaga”, completou.

A segurança também é um problema grave no bairro. “Difícil passar polícia por aqui e a Guarda Municipal só aparece de vez em quando. Quando tem festa, é a maior bagunça aqui no bairro e nem chamando, os policiais aparecem. Estamos esquecidos mesmo”, ressaltou José Fernandes, 51 anos e morador do bairro há trinta e dois anos.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da prefeitura, mas até o fechamento dessa matéria não obteve retorno.

jd01

Praça abandonada e com mato alto

jd02

Calçadas sem sargetas e ruas sem asfalto

jd04

Rua sem asfalto, apesar de constarem na prefeitura como asfaltadas

Festa junina do bairro foi cancelada

Não bastasse o esquecimento que dificulta a vida no bairro a comunidade do Jardim do Colégio ficou decepcionada com a atitude do prefeito de Embu que proibiu a festa junina que seria realizada no bairro no dia 1º de julho. Moradores e barraqueiros não entenderam porque a festa foi suspensa depois de acontecer dois dias seguidos. A justificativa dada pela administração é de que o som da festa feriu a Lei do Silêncio, mas a desculpa não foi aceita pela população já que o
mesmo som ficou ligado nos dias anteriores.

“Isso foi uma armação política. Durante todo o dia seis viaturas da Guarda ficaram paradas perto da praça e ninguém sabia o motivo. Somente perto da hora da festa é que eles disseram que não podia ligar o som”, relatou uma moradora do bairro que acompanhou a movimentação
durante o dia.

“O que fizeram com a gente é muito injusto. Quem vai pagar o nosso prejuízo? Eu pago os meus impostos em dia. Nós limpamos aqui, fizemos as barracas, informamos a prefeitura da festa e agora na última noite levamos um golpe desses? É um absurdo”, salientou uma barraqueira.

O pedido de autorização da festa foi feito na praça de atendimento da prefeitura sob o número 11940/2012. O evento foi comunicado por meio de ofício à Guarda Municipal e o Departamento de Trânsito da cidade. Nenhum dos dois órgãos se posicionou contra a atividade.

jd03

11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

10/12/2017

Multidão lota Ginásio Ayrton Senna para acompanhar o Natal Nota 10

Mais uma vez uma multidão de pais e familiares de alunos compareceu ao Ginásio de Esportes...

08/12/2017

Jorge Costa inaugura Unidade de Saúde da Família no Jardim Montezano

O prefeito de Itapecerica da Serra, Jorge Costa, inaugurou na manhã dessa quinta-feira (30) a...

05/12/2017

Justiça autoriza prefeitura de Embu a voltar a cobrar taxa do lixo

Suspensa após liminar a taxa de lixo da cidade de Embu das Artes, volta a ser cobrada. A decisão...

04/12/2017

Aprovado Voto de Louvor à caminhada histórica pelo fim da violência à mulher

A Câmara Municipal de Itapecerica da Serra aprovou por unanimidade na sessão do dia 28,...

03/12/2017

Adolescente que pilotava moto e bateu em ônibus será sepultado na Saudade

O adolescente de 14 anos, conhecido como Tete, que morreu depois de bater na lateral esquerda de...

02/12/2017

Montagem da super estrutura do Embu Summer Fest começou

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa do evento

Nesta semana, a A Luz Eventos deu início a...

01/12/2017

Família pede liberdade do carteiro de Embu preso em audiência onde testemunhava

Funcionário dos Correios de Embu das Artes há mais de 20 anos o carteiro Denivaldo Jesus de...

30/11/2017

Caminhada entra na história de Taboão como maior ato contra violência à mulher

Uma multidão de crianças, jovens, adultos e idosos caminhou em Taboão da Serra, vestida de...

12/12/2017

Enem para presos e segunda aplicação começam hoje

Cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade farão hoje (12) e amanhã (13) as provas do Exame...

12/12/2017

Prefeitura de Itapecerica da Serra abre vagas para frente de trabalho

A Prefeitura de Itapecerica da Serra abriu inscrições para a equipe da Frente de Trabalho 2018....

12/12/2017

Parentes de mortos em acidente da TAM fecham acordo de R$ 30 milhões com Airbus

Dez anos após o acidente que matou 199 pessoas, na queda do avião da TAM em São Paulo, parte dos...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.