Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Professora é acusada de agredir criança em Embu

Por | 25/06/2012

crianca

DivulgaçãoCriança ficou com o pescoço roxo e cheio de unhadas

Uma professora da Escola Municipal Jardim Marajoara, na cidade de Embu das Artes, é acusada de ter agredido, enquanto três crianças brincavam de luta, na última quinta-feira (21), uma criança de apenas sete anos. Com o pescoço todo roxo e marcas de unha, a criança contou à mãe sobre a possível agressão e uma ocorrência foi registrada no dia seguinte na Delegacia da cidade.

Depois da agressão, a mãe da criança conta que foi até a escola e a professora assumiu que agrediu a criança, por acidente. Mas, quando a policia militar foi chamada pela mãe, a professora de nome Fátima, negou a agressão. Ela acusa também a diretora da escola, Célia de ter a mal tratado e decidiu que vai entrar na justiça contra a professora e a diretora.

“A diretora disse que meu filho já chegou lá na quinta-feira com o arranhão no pescoço”, afirmou. E completou – “Tenho certeza absoluta que foi na escola, porque sou eu quem coloco a roupa no meu filho quando ele vai para a escola. Se depender de mim, ela não vai mais fazer isso com ninguém”, frisou Mari, a mãe da criança.

O menino foi submetido a exame de corpo delito e não foi à escola desde o ocorrido. A possível agressão ganhou grande proporção na rede social Facebook. Conhecidos da mãe da criança expressaram por meio de mensagens e comentários, a indignação e apóiam Mari, a procurar a justiça, para que a professora, não haja novamente dessa maneira, com outras crianças.

A reportagem do Jornal na Net entrou em contato com a escola e foi informada que o ocorrido está sendo apurado administrativamente. “A mãe do aluno vai responder por denúncias falsas”, frisou de forma ríspida, a diretora da escola, Célia.

Depois de afirmar que a mãe vai responder pela denúncia e ser questionada sobre o seu nome completo, a diretora Célia, comunicou que não iria se manifestar sobre o assunto. E que cabe a Secretaria de Educação, se defender das denúncias.

De acordo com a comunicação, por meio do Facebook, uma sindicância foi aberta para apurar a possível agressão.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.