Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

O amor usa os recursos que tem!

Por Sandra Pereira | 12/06/2012

namorados

Sandra PereiraDivaci e Daniel iniciaram romance em Igaci, no ano de 1975, agora vivem em Rio das Pedras

Num pote. Usando a desculpa de buscar água no açude. Foi assim que Divaci, 59 anos, levou as coisas pessoais durante a fuga para os braços do seu amor em 1975, no interior de Alagoas. O casal apaixonado, impedido de casar pelo pai dela, contou com a ajuda de dois cumplices. Uma irmã ajudou a construir o plano e outra operacionalizou a fuga com ares de filme romântico. 

Passados 37 anos e com cinco filhos criados o casal protagoniza bem a plenitude das histórias de amor espalhadas mundo afora nesse Dia dos Namorados.

Os dois casaram quatro dias depois da fuga cinematográfica, sem a presença da família da noiva. O pedido oficial de casamento foi feito um ano antes.  Mas o pai dela recusou. Marcou uma data distante acreditando que assim afastaria o indesejado genro. Somente quatro meses depois de casados eles voltaram à casa dos pais da noiva. 

O cenário para o romance não poderia ser mais inusitado. Cravado no sertão do interior de Alagoas. Num pequeno povoado chamado Lagoa do Curral. O casal se viu a primeira vez em Igaci, cidade do interior alagoano. 

“Quando a vi pela primeira vez numa festa passei perto dela e senti uma coisa diferente. Eu ia toda terça-feira na rua para vê-la. Ficava sem dormir”, conta Daniel.

Com aflição peculiar aos corações envolvidos pelo amor os dois oscilavam entre certezas e dúvidas. Será que vai acontecer? Vai dar certo?  “Não foi fácil. Passei muito tempo para conseguir ficar com ela. Não é como hoje que as pessoas ficam juntas tão rápido e também se separam com a mesma velocidade”, compara.

As datas dos encontros de ambos estão até hoje na memória dos dois. Ela ainda lembra as palavras que usou para descrevê-lo a uma amiga. “Até aquele dia nunca tinha sentido uma coisa assim. Quando eu olhei pra ele meu coração bateu de um jeito diferente”, lembra.

E como não há método eficaz para segurar correnteza rio abaixo o amor prevalece. Em algum momento do percurso pode ser suave como o rio manso.  Em outro pode ser selvagem como enchente. Mas amor que é verdadeiro sobrevive. Fica ali quieto esperando a hora até brotar cada vez maior.

É assim desde os primórdios da humanidade. O amor utiliza os recursos de que dispõe para prevalecer e apressar os batimentos dos corações que aprisiona. O amor encontra seu próprio rumo, define seus caminhos, encontra os meios e se estabelece. Não há como deter corações apaixonados. Essa é a lição que a vida ensina a quem está disposto a aprender. Feliz Dia dos Namorados!


11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

10/12/2017

Multidão lota Ginásio Ayrton Senna para acompanhar o Natal Nota 10

Mais uma vez uma multidão de pais e familiares de alunos compareceu ao Ginásio de Esportes...

08/12/2017

Jorge Costa inaugura Unidade de Saúde da Família no Jardim Montezano

O prefeito de Itapecerica da Serra, Jorge Costa, inaugurou na manhã dessa quinta-feira (30) a...

05/12/2017

Justiça autoriza prefeitura de Embu a voltar a cobrar taxa do lixo

Suspensa após liminar a taxa de lixo da cidade de Embu das Artes, volta a ser cobrada. A decisão...

04/12/2017

Aprovado Voto de Louvor à caminhada histórica pelo fim da violência à mulher

A Câmara Municipal de Itapecerica da Serra aprovou por unanimidade na sessão do dia 28,...

03/12/2017

Adolescente que pilotava moto e bateu em ônibus será sepultado na Saudade

O adolescente de 14 anos, conhecido como Tete, que morreu depois de bater na lateral esquerda de...

02/12/2017

Montagem da super estrutura do Embu Summer Fest começou

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa do evento

Nesta semana, a A Luz Eventos deu início a...

01/12/2017

Família pede liberdade do carteiro de Embu preso em audiência onde testemunhava

Funcionário dos Correios de Embu das Artes há mais de 20 anos o carteiro Denivaldo Jesus de...

30/11/2017

Caminhada entra na história de Taboão como maior ato contra violência à mulher

Uma multidão de crianças, jovens, adultos e idosos caminhou em Taboão da Serra, vestida de...

11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

11/12/2017

Ney Santos reajusta bolsa da Frente de Trabalho de R$ 350 para R$ 1.000,00

A partir de janeiro de 2018 os integrantes da Frente de Trabalho de Embu das Artes vão receber...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.