Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Secretários Municipais de Itapecerica falam sobre redução de salários

Por | 15/03/2010

itapecerica_1.jpg

Vereadores votaram Lei que reduziu salários no final de 2009

Os Secretários Municipais de Itapecerica da Serra estão confiantes que a liminar concedida pela justiça que manteve o pagamento integral dos salários do secretariado será definitiva. Segundo eles, o Projeto de Lei apresentado pelos vereadores da cidade é inconstitucional, o que impediria a sua regulamentação.

Em entrevista exclusiva a Reportagem do Jornal na Net, o Procurador de Itapecerica da Serra, Doutor Myke enumerou quais foram às Leis que os vereadores feriram ao reduzir os vencimentos dos secretários.

Segundo ele, o projeto criado pelo Legislativo fere a Lei Orgânica do Município, no artigo 115 inciso X, também na Constituição do Estado de São Paulo artigo 115, inciso XVI e por fim a Constituição Federal artigo 37, inciso XVI.

“Depende do Desembargador, mas na minha opinião a Liminar será confirmada pelo Tribunal de Justiça”, afirmou o procurador.

De acordo com o  Secretário de Segurança, Trânsito e Transporte da cidade, João Pereira, a apelação dos vereadores é inconstitucional. “Afinal a Constituição prevê que o salário dos secretários não pode ser reduzido”, argumenta, João Pereira.

Outro secretário que não quis se identificar contou que o valor do salário dos secretários não é R$ 8.200,00 como todos dizem, pois com todos os descontos, o salário passa a ser mais ou menos R$ 6.000,00.

Caso a liminar seja mantida, os secretários permanecem recebendo R$ 8.200,00 mais 13º salário e férias.


Os secretários ficaram descontentes com o projeto de lei apresentado pelo José Maria e assinado pelos outros vereadores, e, entraram na justiça com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN). Eles garantiram, em caráter liminar, o pagamento integral de seus vencimentos que foram reduzidos de R$ 8.200,00 para R$ 5.323,00, após lei aprovada pela Câmara de Vereadores.

Tudo começou com a aprovação da Lei de autoria do Legislativo. A Lei foi parar nas mãos do prefeito Jorge Costa que saiu em defesa do seu secretariado e a vetou, os vereadores não contentes com o valor recebido pelos secretários derrubaram o veto sob o argumento de que a redução permitiria uma equiparação entre os vencimentos dos secretários e dos vereadores.

18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

17/10/2017

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente...

15/10/2017

Ney Santos fará reforma no governo de Embu, João Ramos deixará prefeitura

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) vai anunciar nos próximos dias uma reforma...

13/10/2017

Câmara Municipal aprova reajuste de abono para servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, um...

11/10/2017

Convenção realizada no domingo elegeu novo diretório do PSDB de Itapecerica

O diretório municipal do PSDB de Itapecerica da Serra realizou, no último domingo (8 de...

11/10/2017

STF deve decidir hoje se Congresso pode rever medidas contra parlamentares

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir hoje (11) se parlamentares podem ser afastados do...

11/10/2017

Analice intercede por liberação de recursos para Embu das Artes

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos e a deputada estadual Analice Fernandes participaram de...

10/10/2017

Ney Santos lança Cartão Cidadão prometendo economia de recursos públicos

Anunciado como a maior ferramenta de gestão tecnológica de dados de toda a região, o Cartão...

10/10/2017

Parecer do relator de denúncia contra Temer deve ser lido nesta terça

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.