Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Circuito Sesc de Artes abre comemoração dos 135 anos do município

Por Departamento de Comunicação da Prefeitura de Itapecerica da Serra | 9/05/2012

sesc1

DivulgaçãoComemorações dos 135 anos de Itapecerica começaram com as apresentações culturais do Circuito Sesc

Para iniciar os festejos do 135º aniversário da cidade, a Secretaria de Cultura de Itapecerica da Serra trouxe para a população itapecericana o “Circuito SESC de Artes”, evento que reuniu uma intensa programação artística composta por atividades de artemídia, artes visuais, circo, dança, literatura, música, teatro e vídeo.

Com nove atrações realizadas no bairro do Jardim Jacira no último dia 2 de maio, o circuito apropriou-se da rua Machado de Assis, com o intuito de promover uma suspensão no cotidiano da cidade, criando um diálogo com o cidadão e promovendo os seus sentidos.

A atração começou às 14 horas com a arte visual “Bebês Abayomi, de Lena Martins. A técnica se resume em produzir bonecas com estética afro-brasileira, feitas com materiais reaproveitados em uma atividade que desenvolve a expressão criativa, a interação, e a responsabilidade social.

Às 14h30 a arte circense tomou conta da rua, com o grupo Zibaldoni do Gran Circo Internazionale, que arrancou risos e contagiou a platéia com seu espetáculo irreverente. Já o grupo internacional Die Audio Gruppe, da Alemanha, se apresentou duas vezes, às 15h20 e às 16h50. Bailarinas coreografam suas performances e têm seus movimentos captados por sensores presos a seus corpos que reproduzem sons que fazem a trilha sonora.

Outra atração que ocupou dois horários do circuito foram os Curtas de Animação (18h30 e 19h), que exibiram os filmes brasileiros: Primeiro Movimento, Anão que virou Gigante e Monkey Joy.

Antes, às 16 horas, o espetáculo de dança performática “Pequenos Atos de Rua” (Grupo de Dança Primeiro Ato- MG) transformou o cenário urbano em um ambiente de sonho e possibilidades se inspirando em contos e no realismo fantástico.

A parceria entre SESC e Secretaria de Cultura trouxe também o espetáculo teatral “O Doente Imaginário”, da Cia do Miolo – SP. Baseado na obra de 1673 do escritor francês Molière, a peça conta a história do Barão Argan em uma narrativa invertida que começa com a morte do Barão e interage com público e cenário para criar a história.

Para encerrar a noite, às 19h30 entrou no palco a atração mais esperada pelo público: a banda Os Opalas acompanhada do rapper Max B.O. trouxeram muito hip hop e outros estilos da música negra americana ao palco montado na periferia de Itapecerica da Serra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.