Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

GCM de Itapecerica continua parada e sem porte de arma

Por | 9/04/2012

gcm_3

Divulgação Problema teria sido causado por falta de renovação de convênio

Nesta segunda-feira, dia 09, completam 18 dias que a Guarda Civil Municipal de Itapecerica da Serra continua na mesma situação, sem porte de arma (relembre aqui). A corporação está literalmente parada e com portões fechados, devido uma determinação judicial motivada pelo Ministério Público do município, uma vez, que o convênio de armamento com a Polícia Federal não foi renovado.

Ainda é incerto a normalização do trabalho da corporação. “O prazo para o retorno do trabalho da corporação, não depende de mim. E sim do prazo legal, além da parte burocrática”, afirmou o comandante Marques.

A falta de renovação se estende desde 2008. Uma denúncia anônima de um guarda ao MP, dias antes, resultou no recolhimento das armas e munições no dia 23 de março. Em maio de 2010, sob novo comando, os quesitos necessários para a renovação do convênio começaram a serem cumpridos, segundo o comandante Marques.

Entre os quesitos está à obrigatoriedade de todos os guardas contarem com o curso de formação credenciados pela Polícia Federal. A reportagem do Jornal na Net apurou que mais da metade dos gcms não possuem o curso, e trabalhavam de forma irregular, entre eles está o guarda que denunciou a não renovação do convênio.

“Temos o prazo de 15 dias para regularizar a situação com a PF. O curso já foi feito. Agora só falta encaminhar os certificados para a Polícia Federal e alguns documentos que estão pendentes”, explicou o comandante Marques.

Os guardas cumprem horário de expediente normalmente, mas sem farda e sem poder usar as viaturas. Metade da corporação está na base da GCM e a outra, na prefeitura municipal.

Esta é a segunda vez que a corporação fica parada. A primeira aconteceu em 2010, dia 18 de junho. O motivo: falta de renovação de convênio com a PF, o que retirou o armamento dos GCMs, relembre aqui.

Erro no Plano de Carreira


O Secretário de Segurança, Trânsito e Transportes da cidade, Max, não é mais responsável pela GCM da cidade. Um erro no plano de carreira da corporação: pasmem, motivado por alguns guardas, não fez constar o nome dele, e por este motivo ele não responde mais, pela corporação.

Max, só volta a ser responsável pela guarda, quando o erro for corrigido no Plano de Carreira aprovado por unanimidade em fevereiro deste ano na Câmara Municipal. (relembre aqui).

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.