Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Policiamento é normalizado em Taboão da Serra

Por | 29/03/2012

policia

Arquivo Jornal na NetPoliciais já não estão mais estacionados em terreno no Salete

Após matéria publicada pelo Jornal na Net (relembre aqui)  o policiamento que estava reduzido nos bairros Jardins Salete, São Judas, São Salvador, Leme, Record, Saint Moritz, Vila Indiana, Santo Onofre, entre outros, além das imediações da Kizaemon Takeuti na cidade de Taboão da Serra, desde o dia 22, foi normalizado, na quarta-feira (28) de acordo com o capitão da polícia militar, Jairo Léo.

A afirmação aconteceu no 1o encontro de policiamento escolar, realizado na manhã desta quinta, na Faculdade Anhanguera. A retirada dos policiais do terreno, localizado no Jardim Salete, aconteceu porque houve um acordo com o CDH para fazer vigilância no local.

Segundo ele, o terreno só contava com patrulhamento devido uma determinação do comando metropolitano em razão de uma possível invasão. "Foi uma forma de previnir a invasão, como aconteceu em Embu das Artes", relembre aqui.

Jairo ressaltou ainda que em nenhum momento os bairros ficaram com o policiamento reduzido e o atendimento das ocorrências pelo 190, que tem prioridade, de acordo com o capitão, foi prejudicada por causa da determinação. Quanto as viaturas que estavam "estacionadas no local" eram as de piores condições.

Em relação as ocorrências que ficaram pendentes, ao todo 15, no sábado, dia 24, o subcomandante major Klinger pontuou que é um número normal que acontece em Embu das Artes e Taboão da Serra, não sendo previlégio somente deste sábado. "As ocorrências são principalmente de pertubação de sossego", comentou.

Por fim Klinger frisou que nenhum morador de Taboão da Serra ficou sem atendimento nestes últimos dias, uma vez que a cidade conta com duas companhias (2a e 4a).

O terreno em questão está localizado na rua Esmeralda, bairro Jardim Salete. Duas viaturas da polícia militar estavam estacionadas no local dia e noite, há mais de cinco dias. Uma ordem do comando do 36º Batalhão da PM obrigava os policiais a permanecerem no local. Eles ainda não poderiam deixar a área sem autorização, nem ao menos para atender ocorrências.
 
Enquanto o policiamento permanecia reduzido nos bairros, o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) de Taboão da Serra, Guilherme Boulos negou a informação dada pelo capitão da Polícia Militar, Jairo Léo, de que o movimento invadiria o terreno localizado no bairro Jardim Salete relembre aqui

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.