Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Servidores de Taboão esperam 3 anos por imóveis

Por Edimon Teixeira | 26/03/2012

ap

Karen SantiagoEspera por apartamento já dura três anos, segundo servidores de Taboão

Funcionários públicos municipais da Prefeitura de Taboão da Serra enfrentam, há quase três anos, verdadeiro drama, à espera de morar na tão sonhada casa própria. O programa habitacional realizado pela Secretaria de Habitação, em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), tropeça em burocracia, e prejudica servidores que tiveram mudanças em seu quadro de trabalho.


O processo seletivo iniciado em 2009 tinha como um dos principais critérios para participar do programa, a renda máxima de três salários mínimos. Cada apartamento estava avaliado em R$ 53 mil e, a princípio, para os servidores inscritos e aprovados, o subsídio (parte do empreendimento pago pelo Governo Federal) seria de R$ 23 mil, cabendo aos interessados uma parcela única, à vista, de R$ 2 mil.


A demora nos trâmites mudou a situação de alguns servidores. É o caso de E.T.P,29 anos, funcionário há cinco. Ele pediu para não ser identificado, pois teme ser ‘mais’ prejudicado se virem seu depoimento. Ele teve aumento salarial em virtude de uma gratificação incorporada a seu salário e sua documentação para financiamento foi devolvida pela Caixa.


“Alegaram que meu piso não suporta os três salários exigidos pelo ‘Minha Casa, Minha Vida’. É um absurdo isso. Quando assinei contrato meu salário estava, inclusive, bem abaixo do que pediam”, reclama o servidor. “É a terceira casa que moro nos últimos três anos. Pago R$ 450 de aluguel, o valor mais em conta que encontrei próximo do trabalho”, explica o funcionário que divide quarto, sala e cozinha com uma irmã.


O subsídio para o apartamento de E.T.P. também vai diminuir, assim como aumentarão os valores das parcelas pagas por ele, se aprovado o financiamento. “De acordo com a projeção que fiz em dezembro de 2011, meu subsídio vai baixar para R$ 19 mil e minhas parcelas que seriam de R$ 220 vão para R$ 260”, disse. “E os gastos não param por aí: só com documentação e abertura de conta serão mais R$ 1.400”, completou.


Situação parecida enfrenta a servidora Alessandra Cordeiro, 34. Funcionária pública há 18 anos, colabora com o funcionalismo do município há cinco.  Ela e dois filhos moram em uma casa composta por quarto e cozinha, cedida pela mãe dela. Nos últimos dois anos Alessandra disputa o espaço também com objetos que comprou para decorar o apartamento.


“Choro quando paro para olhar tudo o que comprei com tanto trabalho, amontoado, se desgastando a cada dia e eu e meus filhos neste sufoco todo. É desumano o que fazem com a gente”, desabafa a servidora. A previsão para entrega do apartamento dela era para o fim de março de 2010.  No último contato com a construtora Alessandra foi informada que estava fora do plano.



“A última vez que consegui falar com a Tenda disseram que haviam recebido a informação de que eu não era mais funcionária pública do município e que estava fora do plano. Eu tinha sido exonerada e não sabia”, ironiza a funcionária que trabalha em escala de plantão 12 horas por dia. “Toda vez que você liga, quando consegue falar, é uma informação diferente da outra. Eles mesmos não se entendem”, completa.


No final de setembro de 2011, houve a assembleia para escolha de síndico e conselheiros do empreendimento que deve beneficiar 137 famílias. A previsão è época era que em meados de outubro as chaves fossem entregues. Até o fim do referido mês apenas os 25 primeiros funcionários haviam sido contemplados.  Desde o início dos trâmites do programa habitacional mudanças significativas aconteceram.


No fim de 2010 a Tenda fora incorporada pela Gafisa; já na administração do município, a então Secretária de Habitação, Ângela Amaral foi substituída por Edna Maciel, que assumiu a pasta em fevereiro de 2011, em reforma administrativa promovida pelo prefeito Evilásio Farias (PSB).

O outro lado

A reportagem não conseguiu falar com a Secretária de Habitação de Taboão da Serra, Edna Maciel. A funcionária responsável por responder pelo empreendimento voltado para os servidores, Juliana Martins, está de férias. O Jornal Na Net esteve no escritório da Construtora, na Sé, Centro de São Paulo. De acordo com informações obtidas, a Tenda esteve em reunião com a Caixa Econômica Federal na última semana.

“Discutimos a questão do piso salarial e, provavelmente, a Caixa vai levar em consideração o valor apresentado à época da assinatura do contrato de compra e venda”, disse o agente Rafael, que cogitou outra possibilidade. “Houve reajuste salarial em janeiro de 2012 e o novo piso nacional do mínimo é de R$ 622. Esta pode ser também uma solução, caso ao banco opte por usar este critério”, explicou.

24/05/2018

Procon de Itapecerica multou posto acusado de vender combustíveis com preços abu

O Procon de Itapecerica da Serra multou o posto de gasolina que estava vendendo gasolina a R$...

24/05/2018

Em Taboão, Café Sensorial promove protagonismo de pessoas com deficiência

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD), ligado à Secretaria de Assistência Social...

24/05/2018

Motoqueiros fizeram ato na Régis, no centro de Taboão em apoio ao protesto

Motoqueiros realizaram protesto no início da noite desta quinta-feira 24, contra o aumento no...

23/05/2018

Governo faz reunião para discutir greve de caminhoneiros

O governo convocou para hoje (23), às 14h, uma reunião para discutir a paralisação dos...

11/05/2018

Após 6 meses de vigência, reforma trabalhista espera regulamentação

Meio ano após a implantação da reforma trabalhista, os resultados das mudanças ainda não são...

11/05/2018

Centro de Formação Continuada de Embu capacita 50 novos Guardas Civis

No dia 06 de Abril o Prefeito Ney Santos inaugurou as instalações do CEFECON (Centro de Formação...

11/05/2018

Em comemoração ao Dia das Mães Bom prato terá cardápio especial nesta sexta

Para comemorar o Dia das Mães que será celebrado no domingo, 13, as unidades do Bom Prato terão...

09/05/2018

Preço da cesta básica diminui em 16 capitais em abril, diz Diesse

A cesta básica diminui em 16 capitais no mês de abril, segundo dados da Pesquisa Nacional da...

08/05/2018

Vereadores e prefeito entregam título de Cidadão Taboanense ao padre Weliton

A presidente da Câmara de Taboão da Serra, Joice Silva e os vereadores Cido da Yafarma, Dr....

26/05/2018

Caminhoneiros mantém bloqueio na BR e recebem apoio de moradores de Embu

A greve dos caminhoneiros, que teve início na segunda-feira (21), continua na rodovia Régis...

26/05/2018

Audiência Pública irá avaliar prestação de contas da saúde pública em Taboão

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza na próxima...

26/05/2018

Comissão de Direitos Humanos debate Empoderamento Feminino em Taboão

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Taboão da Serra debateu o Empoderamento...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.