Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Pedestres se arriscam entre os veículos na BR-116

Por | 12/03/2012

Sandra PereiraEquipes da OHL instalam barreiras para impedir travessia de pedestres

Apesar das passarelas de pedestres implantadas na Rodovia Régis Bittencourt entre as cidades de Itapecerica, Embu das Artes e Taboão da Serra mortes por atropelamentos continuam sendo registradas. No ano passado 25 pessoas morreram entre os km 268 e 298 da rodovia. Já entre janeiro e fevereiro deste ano, quatro mortes.

Os números representam uma realidade preocupante. As pessoas, mesmo sabendo da existência das passarelas, preferem arriscar sua vida e atravessar entre os veículos que trafegam em alta velocidade na rodovia.

Para perceber a preferência das pessoas não é necessário, ficar muito tempo próximo a BR-116. Poucos minutos já retratam a realidade preocupante e assustadora. A reportagem do Jornal na Net constatou a travessia perigosa dos pedestres, na maioria das vezes, até próximo às passarelas e questionou alguns.

A maioria deles afirmam prestar atenção e não acham perigosa a travessia. “É mais prático atravessar a rodovia entre os carros. Muitas vezes as passarelas estão distantes dos pontos de ônibus, e precisamos andar até eles. Por isso, opto em atravessar na rodovia mesmo. Presto muita atenção para não ser atropelado”, comentou um pedestre que não quis se identificar.

Passarelas

A Autopista Régis Bittencourt informou por meio de nota que as duas novas passarelas das cidades de Taboão da Serra e Embu das Artes localizam-se no km 274,1 e no 275,8. Há mais um novo dispositivo em fase final de implantação no km 270,8.

Itapecerica por sua vez, conta com passarelas no km 290 e 293,6. Há previsão de instalação de mais duas novas passarelas com locais já definidos em Itapecerica da Serra, no km 285,3 e km 287,4, ainda em 2012.

Desde 2009, a Autopista já construiu nove novas passarelas entre os municípios de Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.