Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Despejo irregular de entulho é constante em Itapecerica

Por | 5/03/2012

entulho_1

Arquivo Jornal na NetDespejo continua na cidade e GCM age para evitar o crime

Mais um despejo irregular de entulho, ainda constante no município foi desmantelado em Itapecerica da Serra. Dois homens (dono do caminhão [J.B, 59 anos] e seu motorista [C.A.D.P, 36 anos]) foram detidos em flagrante, no mês de fevereiro, pela Guarda Civil Municipal, despejando uma grande quantidade de detritos em um terreno da rua Gilmar Viana, no bairro Santa Júlia.

Diversas denúncias de moradores do local resultaram na prisão dos envolvidos e apreensão do caminhão. Devido o local ser de difícil acesso, a GCM montou um esquema especial para de fato chegarem aos acusados e por fim, a mais um despejo irregular de entulho.

O dono do caminhão, J.B disse que era a primeira viagem e tinha autorização do proprietário do terreno, de nome Nelson, para despejar o entulho. A ocorrência foi registrada na Delegacia Seccional de Taboão e o caminhão ficou apreendido no Pátio Global de Itapecerica.

As denúncias foram checadas e ajudaram a GCM que realizou o esquema na Operação Carnaval.

Despejos irregulares

Ainda é constante os despejos de entulho na cidade. O tráfego de caminhões carregados pelos detritos também. Eles fazem tudo na calada da noite, não mais durante o dia. O horário possibilita o crime, porque a cidade fica com pouca fiscalização, no dia seguinte, é possível notar a grande quantidade despejada.

Diferente do ano passado, em que os bota-foras, eram os mais freqüentes, a investigação dos envolvidos realizada pelo Ministério Público e Polícia Civil, surtiu efeito e pós fim a prática do crime, mas os despejos irregulares continuam dando dor de cabeça aos moradores.

Quem convive em meio ao lixo, reclama de mau cheiro, acumulo de animais, como ratos e cobras, e apesar do medo de represálias, denunciam o crime, em uma área de 100% aos mananciais.

“A guarda conta com a colaboração dos moradores para que eles continuem ligando e denunciando o crime ambiental. Ligue 153 ou 4668 1423. De segunda a sexta até 17h, 4667 9409”, disse subcomandante Fábio.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.