Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Empinar pipas próximo a rede elétrica pode causar graves acidentes

Por | 18/02/2010

pipa350.jpg

Soltar pipas próximo à rede elétrica é arriscado

A brincadeira antiga de empinar pipas continua em alta para a garotada de hoje em dia e a época de férias é sem dúvida o período em que as pipas passeiam livremente no céu, uma mais bonita que a outra. Além de proporcionar a diversão, o ato de empinar pipas pode ser perigoso quando não são tomados os cuidados necessários no preparo da mesma no local escolhido para empiná-las.

Se a criança selecionar materiais condutores de energia para a construção da pipa como linhas metálicas e rabiolas de fitas VHS ou cassetes, e empiná-las em locais impróprios, próximos à rede elétrica, a criança corre o risco de sofrer um grave acidente.

Segundo a AES Eletropaulo em 2009, ocorreram 11 acidentes com pipas, sendo dois fatais e em janeiro de 2010, já foram registrados dois acidentes. Nos últimos seis anos, dos 97 acidentes com pipas, 21 resultaram em morte.

São nas regiões periféricas da capital que a maioria dos acidentes ocorrem. Para evitar que a brincadeira acabe mal, a AES Eletropaulo orienta que as crianças e os adolescentes empinem as pipas longe da rede elétrica e que se isso não for possível se dirijam aos parques e às praças públicas para brincar com segurança. “Um acidente elétrico pode deixar seqüelas como queimaduras (de primeiro, segundo ou terceiro grau), amputação de membros e até causar a morte”, afirma Fábio Carmo, diretor de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, da AES Eletropaulo.

A criançada além de arriscar as suas vidas empinando pipas em locais próximos a rede elétrica, usa o cerol que é o pó de vidro de cola na rabiola e esse ato oferece mais um risco: corta a camada de borracha que reveste os fios de alumínio ou de cobre, facilitando assim a transferência de corrente elétrica.

Além desse grande risco, o cerol também pode provocar acidentes com motociclistas, enfatiza a Eletropaulo. Segundo a Eletropaulo, além dos acidentes, a AES Eletropaulo também registrou no ano passado 13.943 ocorrências com pipas que causaram problemas no fornecimento de energia elétrica a maioria nos meses de janeiro e julho (2.867 e 2.329 casos, respectivamente). A Eletropaulo afirma que nos últimos seis anos, registrou 99.375 ocorrências com pipas que causaram interrupções ou problemas no fornecimento de energia elétrica.

“Os danos são provocados pelo rompimento de fios e pelo desligamento automático dos circuitos (que possuem dispositivos de segurança contra intervenção de objetos na rede). Um simples ‘lança-gato’ (pedra presa em uma linha) ou qualquer outro objeto condutor de energia elétrica, como barra de ferro, um trilho de cortina ou pedaço de madeira, pode ser fatal durante o resgate de uma pipa”, alerta o gerente de Operações da AES Eletropaulo, Fernando Mirancos.

 A AES Eletropaulo se preocupa com a segurança e a disseminação de informações para os 16,5 milhões de habitantes residentes na área de concessão da empresa e é por isso que criou um plano de segurança para a população “Esse plano tem como objetivo intensificar ações para a conscientização do público sobre os perigos da rede elétrica”, explica Fábio Carmo.

A empresa divulga essas informações através de colagem de faixas nos carros da frota e de adesivos em postes, indicando os riscos de empinar pipas e de construir próximo a rede elétrica, a distribuição de folders sobe o perigo da rede elétrica nas lojas de atendimento, uso de painéis informativos nas estações de trem, metrô e rodoviárias entre outros.

A AES Eletropaulo também realiza palestras, segundo a empresa no ano passado, foram realizadas aproximadamente 3.150 palestras sobre segurança e uso racional de energia elétrica para mais de meio milhão de pessoas. A AES Eletropaulo conta com 150 conferencistas treinados e equipados para proferir palestras em escolas, centros comunitários, igrejas, entidades, empresas e na comunidade. Para solicitar palestra, acesse o site: www.aeseletropaulo.com.br e clicar no link segurança.

09/01/2018

Moradores do Parque Adélia voltam a ficar ilhados após chuva em Itapecerica

Moradores do Parque Santa Adélia já não aguentam mais ficarem ilhados toda vez que chove....

08/01/2018

Corpo de Bombeiros orienta como prevenir acidentes domésticos nas férias

O tão esperado período de férias chegou. Junto, uma notícia preocupante, especialmente para os...

13/12/2017

Taboão da Serra celebra Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD), ligado à Secretaria de Assistência Social...

11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

10/12/2017

Multidão lota Ginásio Ayrton Senna para acompanhar o Natal Nota 10

Mais uma vez uma multidão de pais e familiares de alunos compareceu ao Ginásio de Esportes...

08/12/2017

Jorge Costa inaugura Unidade de Saúde da Família no Jardim Montezano

O prefeito de Itapecerica da Serra, Jorge Costa, inaugurou na manhã dessa quinta-feira (30) a...

05/12/2017

Justiça autoriza prefeitura de Embu a voltar a cobrar taxa do lixo

Suspensa após liminar a taxa de lixo da cidade de Embu das Artes, volta a ser cobrada. A decisão...

04/12/2017

Aprovado Voto de Louvor à caminhada histórica pelo fim da violência à mulher

A Câmara Municipal de Itapecerica da Serra aprovou por unanimidade na sessão do dia 28,...

03/12/2017

Adolescente que pilotava moto e bateu em ônibus será sepultado na Saudade

O adolescente de 14 anos, conhecido como Tete, que morreu depois de bater na lateral esquerda de...

17/01/2018

Secretario de transporte de Taboão implementa Movimento de Segurança do Trânsito

O secretário de transportes de Taboão da Serra, Gerson Pereira Brito, se reuniu na manhã de...

17/01/2018

Embu realiza Campeonato de Churrasco e Feira Gastronômica na cidade

A cidade de Embu das Artes realizará, entre os dias 20 e 21 de janeiro, das 11h às 20h, um...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.