Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Taboão ultrapassa perigosamente Itapecerica e Embu em roubos e furtos de veículos

Por Karen Santiago | 6/02/2012

pm

ArquivoRoubos e Furtos de veículos em Taboão ultrapassa Itapecerica e Embu das Artes

A cidade de Taboão da Serra se comparada aos municípios vizinhos Itapecerica e Embu das Artes, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, apresenta dados alarmante de roubos e furtos de veículos. Por dia cerca 4,78 são roubados ou furtados, ao todo a cada cinco horas um é alvo dos ladrões.

O município ultrapassa perigosamente as cidades de Itapecerica da Serra que não chega a dois por dia (1,53) e, por sua vez, contabiliza um roubo ou furto a cada dezesseis horas e Embu das Artes quase na casa dos três diariamente (2,33), e metade das ocorrências deste tipo em comparação a Taboão, portanto um veículo a cada dez horas.

No ano de 2010, em Taboão, 1.506 carros haviam sido furtados e roubados, em 2011, o número de ocorrências subiu 86%, contabilizando 1.747 veículos. Itapecerica teve em 2010, 390 roubos e furtos de carros, já em 2011, o número aumentou 43%, totalizando 558 casos. Embu das Artes teve queda uma mínima queda de 1% nos roubos e furtos de veículos, se comparado a 2010 (859) para 2011 (851).



GCM 1ºcl. candido

Unidades Estatais, Municípios: § 8º - Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens,serviços e instalações,conforme dispuser a lei. Interpretação do Termo: Proteção Ao realizarmos uma interpretação ipsis litteris, podemos constatar que o constituinte ao inserir o termo proteção, considerou de maneira gramatical, traduzindo na tutela jurisdicional do Estado, para com os itens mencionados no texto constitucional, a que se refere o termo proteção. Ressaltando que proteção, conforme o ordenamento jurídico, deriva do “Latimprotectio, de protegere (cobrir, amparar, abrigar), entende-se toda espécie de assistência ou auxílio, prestado às coisas ou às pessoas, a fim de que se resguardem contra males que lhe possam advir”. Interpretação do Termo: Bens Saliente-se que a leitura de todo o texto constitucional, deve ser interpretada utilizando-se das técnicas jurídicas existentes, deste modo, quando o constituinte se refere ao termo bens, sendo este um conceito originário do Código Civil, trata-se de maneira ampla, abrangendo a vida e o corpo das pessoas (bens corpóreos e incorpóreos), pois o maior bem do município são os seus munícipes. Vejamos: No Código Civil Brasileiro em seu art. 98, temos a descrição dos bens públicos do domínio nacional, sendo estes os que pertencem às pessoas jurídicas de direito público interno, excluindo com isso desta interpretação os bens particulares, seja qual for à pessoa a que pertença. Ainda, conforme a Lei n.º 10.406/02, Código Civil, em seu art.99, teremos a descrição dos bens públicos, sendo eles: os de uso comum do povo; os de uso especial; e os dominicais. Em especifico no que diz respeito aos bens dos municípios, encontramos na categoria de bens de uso comum do povo, rios, mares, estradas, ruas e praças. No que concerne a bens de uso especial, edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento da administração municipal, inclusive os de suas autarquias. Quanto aos bens dominicais, são os que constituem o patrimônio das pessoas jurídicas de direito público, como objeto de direito pessoal, ou real, de cada uma dessas entidades. Conforme o professor Leib Soibelman, nos ensina, “Bem é um conceito muito mais amplo que o de coisa. Bem é todo valor representativo para a vida humana, de ordem material ou imaterial. Nem tudo que no mundo material é coisa adquire a mesma categoria no mundo jurídico, como acontece por exemplo com o corpo do homem vivo, considerado elemento essencial da personalidade e sujeito de direito, já que não é possível separar na pessoa viva o corpo da personalidade. Os direitos também não são coisas embora freqüentemente sejam mencionados como ”coisas incorpóreas”. Juridicamente não existem coisas imateriais. Se desta natureza, o mais admitido hoje é falar em bens incorpóreos. A palavra coisa refere-se sempre aos bens materiais, corpóreos tangíveis, sensíveis. Coisa é o que não sendo pessoa pode ser tocado, ou pelo menos sentido como as energias. Todo o valor que representa um bem para uma sociedade, e cuja distribuição, segundo os padrões nela vigentes pode provocar injusta competição, torna-se objeto do direito”. Corroborando com este entendimento temos as lições do saudoso professor Hely Lopes Meirelles, “O conceito de bem é amplo, abrangendo tudo aquilo que tenha valor econômico ou moral e seja suscetível de proteção jurídica. No âmbito local consideram-se bens ou próprios municipais todas as coisa corpóreas ou incorpóreas: imóveis, móveis e semoventes: créditos, débitos, direitos e ações que pertençam, a qualquer título, ao Município”. Interpretação do Termo: Serviços Tratando da definição da terminologia serviços, cabe lembrar que na esfera de atuação do poder público municipal, tal a sua abrangência na prestação de serviços, desde a área de Educação, Saúde, Trânsito, Meio Ambiente, ainda, temos um número quase que incalculável de atribuições e atividades desempenhadas pela municipalidade, onde, para fornecer segurança à prestação de todos esses serviços, efetivamente o Guarda Municipal estará realizando o policiamento ostensivo/preventivo. Como nos ensina o mestre Celso Antônio Bandeira de Mello, “A prestação de serviços pelo Poder Público é a atribuição primordial do governo, e até certo ponto, a sua própria razão de ser. O Estado na sua acepção ampla – União, Estado-membro e Município – não se justifica senão como entidade prestadora de serviços públicos aos indivíduos que compõem”. Mantém o mesmo entendimento nosso saudoso Jurista Lopes Meirelles, “A função governamental, e particularmente a administrativa, visa a assegurar a coexistência dos governados em sociedade, mantendo a paz externa e a concórdia interna, garantindo e fomentando a iniciativa particular, regulando a ordem econômica, promovendo a educação e o ensino, preservando a saúde pública, propiciando, enfim, o bem-estar social, através de obras e serviços necessários à coletividade (serviços públicos propriamente ditos) ou convenientes aos indivíduos (serviços de utilidade pública)”. Segurança também é um serviço público municipal e tem que ser de qualidade,sobre pena de responsabilidade de todos os órgãos governamentais de acordo o que trata o caput Art. 144,(Grifo nosso) Interpretação do Termo: Instalações Sobre instalações, considerando a sua interpretação gramatical derivada do verbo instalar, uma vez que não é uma terminologia jurídica, cabe lembrar que este item sim pode ser considerado sobre o aspecto meramente patrimonial, pois se refere ao ato ou efeito de instalar-se, desse modo, às edificações pertencentes ou sob a guarda do poder público municipal, podem ser consideradas instalações púbicas, trazendo com isso, data vênia, a pseudo interpretação de “Guarda Patrimonial”. § 9º - A remuneração dos servidores policiais integrantes dos órgãos relacionados neste artigo será fixada na forma do § 4º do art. 39.

Flavia

A secretária de segurança divulga estes dados,mas esquece de falar que estes municipios possuem guarda municipal que também fazem sua parte na segurança publica e os Srs.prefeitos tem feito investimentos como o governo federal também investe com o pronasci o programa nacional de segurança com cidadania parabéns para os prefeitos e que eles continuem a fazer sua lição de casa pois o cidadão necessita de segurança com cidadania

24/05/2017

PM de Embu Guaçu surpreende ladrões com arma e veículo roubado

Policias do 25º BPM de Embu Guaçu, conseguiram efetuar a prisão de dois indivíduos na noite...

24/05/2017

ROM e ROMU prendem assaltante que agia em pontos de ônibus de Itapecerica

Policiais da ROM e ROMU conseguiram prender no início da manhã desta quarta-feira (24), um homem...

23/05/2017

GCM prende homem acusado de esfaquear outros três após briga num bar em Taboão

Uma briga de bar quase terminou em tragédia na noite desta segunda-feira, 22, em Taboão da...

23/05/2017

Polícia prende dois acusados de cometer assaltos em Embu

Os soldados Mendes e o soldado Arcanjo da Polícia Militar conseguiram efetuar a prisão de dois...

23/05/2017

25º Batalhão de Polícia Militar faz aniversário e presta homenagem a autoridades

Comemorando seu 28º aniversário de criação, o 25º Batalhão de Policia Militar Metropolitano...

23/05/2017

PRF recupera veículo roubado na Régis Bittencourt

Na última segunda-feira (22), a PRF realizou patrulhamento na BR 116, na Régis Bittencourt...

22/05/2017

Homem é preso tentando fugir com carro roubado em Embu

Policiais da M-36103 efetuaram a prisão de um individuo que fugia pela contra mão ao roubar um...

19/05/2017

Bandido tenta assaltar GCM e leva dois tiros em Taboão

Um criminoso se deu mal ao tentar assaltar GCM na tarde desta sexta-feira (19), em Taboão da...

17/05/2017

Embu lidera ranking da violência nos casos de homicídios, lesão e estupros

Os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo demonstram que a violência...

25/05/2017

Contas de Taboão estão em dia, mas capacidade financeira está no limite

O vereador José Aparecido Alves, o Cido, elogiou a condução da audiência pública e a atuação do...

25/05/2017

ANTT aprovou projeto do retorno na Régis para atender Taboão da  Embu

A Autopista Régis Bittencourt informou por meio de nota enviada à reportagem do Jornal na Net...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.