Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Alunos das EMEIS de Taboão da Serra ficam sem vagas

Por | 6/02/2012

salario1_1

Arquivo Jornal na NetFalta de vagas nas EMEIS deixa alunos sem aula

O primeiro dia de aula na rede de ensino infantil de Taboão da Serra foi marcado por alegrias de uns alunos e tristeza de outros. A ansiedade tomou conta dos alunos que com muito esforço de seus pais conseguiram uma vaga para se matricular. Outros pequenos, por sua vez, nem se prepararam para o início do ano letivo, o motivo: não conseguiram vagas e permanecem por tempo indeterminado sem voltar para a escolinha, ou retornam em escola paga.

Essa realidade na cidade de Taboão da Serra se repete mais um ano na família de Valquíria Santos, ela, assim como diversas mães, não conseguiram vaga para seus filhos e novamente, por necessidade, porque trabalham fora, precisam desembolsar por volta de R$ 300 para matricular as crianças em escolas particulares.

Ela contou a reportagem do Jornal na Net que ano passado, um vereador disse para ela, que a vaga na creche só não foi garantida, porque a inscrição foi feita no mesmo ano (2011), mas como a inscrição para conseguir vaga para 2012 foi no ano passado, a vaga já estava garantida, e não foi isso que aconteceu, afirma ela.

“Fiquei muito chateada. Agora é mais um ano de escola particular. Paciência. Agora é esperar pela possível desistência de algum aluno, ou a possível construção de duas outras novas EMIS até março em Taboão e ainda não é 100% de certeza, pois a lista de espera é grande, segundo informação de uma assistente social da secretaria de educação”, comentou.

As famílias que aguardavam na fila de espera para falar com a Assistente Social, em uma casa, em frente à Secretaria de Educação, ganharam uma ficha com um número, e cadeiras para esperar por volta de 1h30, dependendo do horário. Foi assim desde o início do mês de janeiro. A vaga foi garantida para algumas, outras não tiveram a mesma sorte.

“Desanima bastante esperar uma coisa e não conseguir. Dói bastante os filhos perguntarem quando vão para a escola e respondermos que ainda não é certeza que eles irão e ainda ter que gastar um dinheiro por mês, para matricularmos em escola particular, poderíamos aplicar esse dinheiro em outro lugar”, finalizou Valquíria.

De acordo com o secretário municipal de educação, José Marcos, infelizmente a rede municipal ainda não consegue absorver em 100% a demanda. Para tentar amenizar o problema de falta de vagas, a prefeitura irá construir, segundo ele, mais quatro novas escolas municipais, já com recursos garantidos do Governo Federal.

“Para esse ano, será instituído mais um PAC nas imediações do Parque Pinheiros e uma nova Escola Infantil funcionará em um anexo da Escola Estadual Laurita Ortega Mari, que terá, portanto, essa parte municipalizada para ajudar nessa demanda”, finalizou.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.