Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Aumento da tarifa dos ônibus causa revolta em Taboão

Por | 8/01/2012

Circular

Arquivo Jornal na Net Aumento da passagem, para R$ 3, continua sendo o assunto mais comentado na cidade

O aumento da passagem dos ônibus circulares de Taboão da Serra que passou de R$ 2,75 para R$ 3, logo no primeiro dia do ano é motivo de manifestações por parte dos estudantes e muita revolta que promete se estender ainda mais nos próximos dias. Os estudantes foram pegos de surpresa após assinatura do prefeito Evilásio Farias a um convênio que autorizava o aumento na tarifa.

As principais reclamações dos estudantes e moradores que organizaram por meio da rede social Facebook um movimento que realizou até o momento duas manifestações, a primeira na sexta-feira, na Praça Nicola Vivilechio, e no último sábado, na Praça Luiz Gonzaga são, segundo eles, as condições precárias dos coletivos, sucateio dos ônibus que não contam nem com cobradores, os próprios motoristas precisam cobrar a condução, lotação e demora dos ônibus, principalmente nos finais de semana.

“As manifestações são válidas. A passagem é cara demais para um serviço precário. Pego ônibus às 6 da manhã e já está lotado, sem estrutura e conforto nenhum. É um absurdo", enfatizou a estudante Lualla Alves.

O aumento que entrou em vigor a partir da 0h do dia 1º de janeiro e foi autorizado por um decreto assinado pelo prefeito Evilásio Farias teve um acréscimo de 9%, acima da inflação oficial que em 2011 foi cerca de 7%.

A população de Taboão da Serra já havia presenciado o último reajuste da tarifa do transporte municipal no começo de 2011, quando passou de R$ 2,50 para R$ 2,75.

Segundo informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal o reajuste estava previsto em Lei (Decreto no 162, de 27 de Dezembro de 2011). O Decreto salienta nos artigos 1º ao 6º que a tarifa poderá ser cobrada no interior do veículo, ou ainda por qualquer dispositivo ou meio hábil de compensação monetária autorizada pelo município.

No ato do pagamento, os motoristas e cobradores devem disponibilizar aos usuários troco para notas não superiores a R$ 20,00. São de responsabilidade deles também a afixarem nos veículos, em locais visíveis ao usuário, co¬municado contendo o valor da nova tarifa, bem como informação sobre o troco máxi¬mo obrigatório.

E por fim, os moradores que utilizam de forma gratuita os circulares e ainda recebem descontos tarifários estabelecidos em Decreto Municipal 031 de 19 de maio de 2005 permanecem garantidas.  Confira o decreto no site oficial da Prefeitura Municipal

As cidades de Itapecerica da Serra e Embu das Artes também contam com ônibus circulares. A tarifa dos ônibus, em Itapecerica, por exemplo, varia do tempo de trajeto. O ônibus que leva 20 minutos para transportar o passageiro aos bairros que compreendem ao município cobram R$ 2,15. “O valor tarifário para cada bairro e período gasto no trajeto pode chegar a R$ 3,00” contou uma passageira.

A reportagem do Jornal na Net entrou em contato com a Assessoria de Imprensa de Embu das Artes e com a empresa Miracatiba via telefone, mas até o fechamento da matéria não obteve retorno.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.