Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Passageiros se revoltam com aumento do preço da passagem no Taboão

Por Anderson Dias | 3/01/2012

Circular

Anderson DiasOs tabonenses se manifestaram contra o aumento da passagem dos ônibus circulares

O aumento na tarifa das linhas circulares de Taboão da Serra, além de pegar a população de surpresa, deixou muitos passageiros revoltados. Sem que houvesse nenhum tipo de divulgação, os munícipes ganharam um presente de ano novo, os 9% de aumento no valor da passagem da linha municipal. Até o dia 1º o valor era de 2,75 quantia que já havia sofrido reajuste no início do ano passado, agora o valor se equipara ao mesmo para sair de Taboão da Serra, e ir até o centro de São Paulo, ou seja andar pelo menos 1 hora de ônibus, quando dentro de Taboão qualquer lugar que se vá o trajeto não passa de 30 minutos. O reajuste faz parte do acordo contratual entre a empresa e prefeitura. 

O susto foi quase que um baque para quem depende do transporte coletivo, os passageiros foram recepcionados logo no 1º dia do ano (domingo), coma placa na frente dos ônibus, que informava R$ 3,00 ao invés do habitual R$2,75. Muitos pensaram estar enganados, ou que tivesse algum erro por parte da empresa, mas ao entrarem nos veículos tinham confirmação do motorista. "Muitos passageiros me perguntavam se era o circular, porque achavam engano não receberem o troco de volta", disse o motorista da Viação Fervima. 

Mas a verdade é que poucos ficaram sabendo da novidade ainda no domingo, a maioria só ficou mesmo sabendo na manhã de segunda-feira (2), ao irem ao trabalho, inconformados os passageiros tinham muitas vezes que completar mais 25 centavos, o que não agradou a ninguém, alguns passageiros mais exaltados chegaram a xingar e ameaçar a jogar pedras nos ônibus. "Trabalhar para enriquecer as empresas, e nenhum beneficio a população é demais, chaga de palhaçada",disse um passageiro. 

Em dezembro do ano passado o Jornal na Net publicou matéria com reclamação das linhas circulares, pessoas de idade, grávidas e mulheres com crianças de colo relataram que constantemente são destratados pelos motoristas, que arrancam os ônibus com brutalidade, não esperam idosos sentarem e os obrigam a apresentar o RG para a câmera instalada nos coletivos. "Pagar mais caro por um transporte que presta um mal serviço é um absurdo", reclamou uma passageira. 

Hoje as duas únicas empresas que atendem ao transporte público de Taboão da Serra, pertencem ao mesmo grupo de sócios, são elas Pirajuçara e Fervima. A população diz que é preciso criar uma central de reclamações, já que o que se tem hoje, não da prioridade aos acontecimentos que se referem ao direito do consumidor. "Aumentos abusivos têm todo ano, mas quando a população que paga pelo serviço precisa reclamar não existe ninguém para escutar", disse um passageiro.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.