Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Nova tarifa da Autopista Régis Bittencourt começa a valer no dia 29/12

Por Jodely Dias | 26/12/2011

br

Arquivo Jornal na Net Tarifa de R$ 1,80 passa a valer a partir de quinta-feira, dia 29

A Autopista Régis Bittencourt, concessionária que administra o trecho da BR-116 entre São Paulo e Curitiba, informa que o reajuste anual da tarifa de pedágio praticada em todas as seis praças do trecho começa a valer a partir da zero hora do dia 29 de dezembro de 2011 (quinta-feira). 

De acordo com o Contrato de Concessão, assinado entre a Autopista Régis Bittencourt e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no dia 14 de fevereiro de 2008, está previsto um reajuste anual da tarifa, sempre na data de aniversário, 29 de dezembro. Diante disso, a tarifa básica passa de R$ 1,70 para R$ 1,80.

Confira na tabela abaixo os novos valores a serem praticados no trecho da Autopista Régis Bittencourt:

 
Automóvel, caminhonete e furgão / simples - R$ 11,80

Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão / dupla - R$ 23,60
Automóvel com semi-reboque e caminhoneta com semi-reboque / simples - R$ 1,52,70
Caminhão, caminhão-trator, caminhão trator com semi-reboque e ônibus / dupla - R$ 35,40
Automóvel com reboque e caminhoneta com reboque / simples - R$ 23,60
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque / dupla - R$ 47,20
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque / dupla - R$ 59,00
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque / dupla - R$ 610,80
9Motocicletas, motonetas e bicicletas a motor / simples - R$ 0,50,90

Abaixo, as localizações das praças de pedágio da Régis Bittencourt:Km 299 – São Lourenço da Serra (SP)Km 370 – Miracatu (SP)Km 427 – Juquiá (SP)Km 485 – Cajati (SP)Km 542 – Barra do Turvo (SP)Km 57 – Campina Grande do Sul (PR) Investimentos.

Desde fevereiro de 2008, início da concessão, a Autopista Régis Bittencourt investe em melhorias na BR-116 SP/PR, como obras de recuperação da rodovia e serviços de atendimento aos usuários 24 horas. Em 2010, a Concessionária deu início a sua obra mais importante: a duplicação da Serra do Cafezal.

As obras de duplicação são realizadas a partir do km 336, onde a Concessionária já concluiu o trevo de acesso ao Distrito Barnabés, com alças laterais de acesso, trincheira de passagem sob a rodovia, canalização do córrego, calçadas e passarela para pedestres, além de segunda pista em toda a extensão de influência do trevo, até o km 337,5. 

Do trevo do Barnabés até o km 344, as obras de duplicação estão em curso, com 80% da terraplanagem já executada, sete obras de contenção em fase final de execução, drenagem profunda completamente executada, trevo do Bairro do Engano (km 340) em início de construção e vários segmentos recebendo pavimentação asfáltica. Na outra extremidade da Serra, do km 363 ao km 367, as obras de duplicação também estão bastante avançadas.

Os 19 quilômetros restantes da Serra (trecho central) estão em processo de licenciamento ambiental junto ao Ibama. Outras obras e serviços já realizados: recuperação da sinalização horizontal e vertical ao longo da rodovia; recuperação de cerca de 70% do pavimento da rodovia; estabilização de cortes e aterros; obras de contenção de enchentes/alagamento na região de Taboão da Serra (km 273,3), Embu das Artes (km 283,2 e km 283,9) e Itapecerica da Serra (km 286); recuperação de 10 passarelas; construção de 27 novas passarelas; recuperação, reforço e alargamento de pontes; e construção de 4,6 quilômetros de vias marginais em Registro (SP), entre outras.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.