Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Câmara atende GCM, aprova Orçamento e recusa fundo para instalação de Bombeiros

Por Sandra Pereira | 14/12/2011

aaaaaaaaaaaa

Sandra PereiraCâmara ficou lotada de ADIs e GCMs as primeiras esperam ser atendidas em suas reivindicações

Numa sessão predominantemente política com discursos de elogio por todos os lados vereadores de Taboão da Serra aprovaram o projeto que reduz de 192 para 160 horas a carga de trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM). O problema nasceu com a aprovação do Estatuto da GCM, quando os vereadores sem perceber, ampliaram o horário de trabalho da guarda. Deu trabalho, mas a categoria se mobilizou e conseguiu reverter o problema.

Mas ainda resta corrigir outras distorções criadas pelo Estatuto como o pagamento da sexta parte e gratificação de nível superior. Todas essas conquistas foram retiradas pelo Estatuto criado pelo governo municipal e aprovado pela Câmara.

Os GCMs conseguiram derrubar a determinação após muita conversa com os vereadores e a prefeitura. A negociação em torno dos demais itens da pauta de reivindicação da categoria deve ser retomada no começo do ano legislativo.
Antes de conseguir reduzir a carga de trabalho os GCMs chegaram a ameaçar cruzar os braços. Eles também sofreram tentativa de retaliação por parte do Comando da GCM.


O movimento da categoria começou pequeno, sofreu retaliação  e cresceu a cada sessão. Depois da aprovação todos os vereadores da Casa fizeram o que mais sabem: política. Foram à tribuna elogiar a Guarda e declarar que os GCMs são patrimônio da cidade.

Orçamento


De tanto fazer política em torno da reducação da carga horária da GCM os vereadores só começaram a deliberar sobre o Orçamento da cidade para 2012 ás 22h14. Trataram do assunto pouco mais de 20 minutos e aprovaram o texto final da Lei que vai reger a administração dos recursos da cidade com várias emendas dos vereadores. O orçamento previsto para a cidade em 2012 é supera R$ 700 milhões.

Corpo de Bombeiros

Como já havia adiantado a reportagem do Jornal na Net, se depender da determinação dos vereadores de Taboão da Serra a cidade não terá uma unidade do Corpo de Bombeiros. Os vereadores não deliberaram sobre a criação do Fundo para a manutenção da corporação na cidade e declararam que a Câmara fez a sua parte aprovando a lei que doa o terreno para a construção da área.

ADIs

Depois da GCM agora são as ADIs que cobram da prefeitura de Taboão da Serra o reenquadramento da categoria. Elas alegam que trabalham como professoras, mas não são reconhecidas como tal. Elas receberam apoio da maioria dos vereadores da cidade.



Carlos

A obrigação da instalação e manutenção dos bombeiros e do governo do estado, este deveria estar menos preocupado com a copa do mundo e mais com o bem estar da população e arcar com sua obrigação de manter não só o corpo de bombeiro mas todas as instituições estaduais, poís apesar de estarmos residentes no municipio, pagamos nossos impostos estaduais para isso e a prefeitura que arque com a sua responsabilidade dos organismos municipais

antonio luiz pereira

A responsabilidade é do Governo do Estado, a Prefeitura cedeu o terreno, é inaceitável a postura da Corporação mendingando verba junto à população,deve existir um planjamento de alocação de verbas e locais de novas bases, com a palavra os deputados da região e o Prefeito da Cidade.

kandrevas

Todos os argumentos para a não aprovação da taxa são válidos e todos estão com a razão, já existe lei aprovada,orçamento,a população já está bastante onerada e por ai vai..OCORRE QUE PELO QUE FOI COLOCADO SEM O FUNDO OS BOMBEIROS NÃO VEMMMM.Se (Deus nos livre) acontecer uma tragédia em nosso município e vidas,ou uma vida que seje, se perderem por falta de socorro Ai eu quero ver onde os que recusam estarão,. vão culpar o governo,deputados,mas... de nada adiantará

FRANCISCO

entendo quão importante é a instalção desta corporação para qualquer municipio, mas isso não pode dar as custa do contribuinte, criar taxa para manter um corporação que pertence ao estado não justo para o municipio que já arca com outras despesas que são do estado tais como pagamneto de alugueres de predio utilizado pela PM e PC, então ao inves de colocar a culpa nos vereadores cobrem dos deputados que foram eleitos por Taboão.

Nilton Benedito Esteves - Síndico Jardim Iolanda

Capitão Vitorino, só temos que agradecer o empenho de Vossa Senhoria pela instalação desta tão GRANDIOSA CORPORAÇÃO EM NOSSA CIDADE "CORPO DE BOMBENIROS". Como pode ver não existe vontade política dos Vereadores. Sabe DEUS quando vamos ter outra oportunidade. Se depender de Deputados eleitos pelas urnas de Taboão da Serra jamais teremos este tipo de equipamento "CORPO DE BOMBEIROS". Infelizmente vamos ter que conviver com este tipo de atitude de alguns Vereadores, Deputados, Prefeito e Governador. Uma coisa é certa, só tomarão providências se sentir na pele com senti no dia 13 de Maio de 2.005 às 16:00 horas. “Será a maior VERGONHA para os Vereadores de Taboão da Serra NÃO aprovar a implantação do CORPO DE BOMBEIROS em Taboão da Serra, mesmo criando uma TAXA de CONTRIBUIÇÃO. Se existe uma corporação que tem o maior respeito do povo É O CORPO DE BOMBEIROS. TAXA DE CONTRIBUIÇÃO A SERVIÇO DA VIDA. Vale lembrar que estes 13 TABOANENSES que ocupam as cadeiras de Vereadores, foram eleitos pelo POVO, portanto, trabalhem, façam uma AUDIÊNCIA PÚBLICA URGENTEMENTE e CONVOQUEM EXTRAORDINARIAMENTE OS VEREADORES para votar a implantação do Corpo de Bombeiros ainda no ano de 2011. Já senti na pele a demora do corpo de bombeiros terem que vir da Cidade de Itapecerica da Serra atender OCORRÊNCIA na nossa Cidade.”

26/06/2017

Eleição define as integrantes do Conselho da Mulher de Itapecerica da Serra

Uma eleição geral realizada na tarde dessa segunda-feira (19), no Auditório José David...

25/06/2017

Hugo Prado viabiliza parceria e traz cursos superiores da UniVesp para Embu

O desemprego crescente em Embu e a falta de mão-de-obra qualificada ampliam a necessidade de...

24/06/2017

Audiência Pública na Câmara Municipal debateu investimentos da saúde em Taboão

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou no último dia 14...

24/06/2017

Câmara Municipal de Taboão da Serra aprova LDO em primeira votação

Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 20,...

23/06/2017

Vereadores de Itapecerica pedem criação de 3º Companhia da PM

A segurança pública vem sendo tema frequente durante as sessões na Câmara Municipal de...

23/06/2017

Deputada Analice busca recurso para projeto Cultural

O prefeito Fernando Fernandes planeja colocar em funcionamento um Centro Cultural, que atenda...

23/06/2017

Analice busca solução para problema de transporte entre Embu e Itapecerica

Prefeitos e vereadores de Embu-Guaçu e de Itapecerica da Serra se uniram à deputada Analice...

23/06/2017

Alckmin participa de mutirão para migração de rádios AM para FM

O governador Geraldo Alckmin participou nesta sexta-feira, 23, junto ao ministro da Ciência,...

20/06/2017

Vereadores de Taboão da Serra aprovam LDO em 1ª votação em sessão movimentada

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em primeira votação nesta terça-feira, 20, a Lei de...

19/06/2017

Comissão de Finanças da Câmara de Taboão discute LDO 2018

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou na...

26/06/2017

Jovem PM feminina inspira e incentiva sonhos de estudantes em Taboão

Com sorriso aberto, simplicidade, carisma, olhos e rosto bem maquiados a policial militar Sara...

26/06/2017

Polícia Civil prende homem que extorquia mulher com vídeo erótico

Na tarde de quarta-feira (21/6), policiais civis do 92º Distrito Policial (Decap) prenderam um...

26/06/2017

Eleição define as integrantes do Conselho da Mulher de Itapecerica da Serra

Uma eleição geral realizada na tarde dessa segunda-feira (19), no Auditório José David...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.