Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Comerciantes da região temem assaltos no Natal

Por | 9/12/2011

comercio

Karen SantiagoComerciantes e pedestres temem aumento no número de assaltos neste final de ano

A expectativa para um Natal mais gordo do que no ano passado e o temor em relação ao aumento de casos de roubos e furtos aos pedestres e nos comércios devido às compras de final de ano e aglomeração de pessoas circulam como um dos assuntos mais comentados nas diversas lojas dos comércios das cidades da região. A abertura de vagas de emprego também é assunto constante entre os lojistas.

A reportagem do Jornal na Net visitou os comércios e constatou que a procura por presentes ainda está fraca, o motivo, segundo os lojistas, é a variedade de produtos que são oferecidos aos consumidores e as mais variadas formas de pagamento, além das promoções.

“A expectativa é que esse Natal seja melhor do que no ano passado, com um aumento de 20% de vendas. Se fosse há três anos atrás, a loja já estaria cheia, mas parece que esse ano será fraco como no ano passado, porque a procura ainda é pequena”, disse a lojista Iara Honorato.

Alguns lojistas mesmo prevendo um Natal fraco, ainda estão esperançosos que os consumidores comecem a correr atrás dos presentes neste final de semana e adiantam que o costume do brasileiro de deixar para cima da hora as compras, pode ser levado à risca neste final de ano.

“O Natal para nós lojistas começa a partir do dia 10 a 15 de dezembro. Pelo Natal cair no domingo, à previsão é que as lojas recebam um número grande de pessoas até mesmo na véspera do dia 25”, prevêem os gerentes Alcione e Jacson Santos.

Para Jacson Santos, esse final de ano não está fácil, ele não sabe dizer se a falta de movimento se dá pelo efeito que a greve dos bancos e correios deixaram, devido ao atraso das contas.

Roubos e furtos a comerciantes e pedestres

O temor dos comerciantes e pedestres em serem alvos dos criminosos é constante em todo o ano, mas na época de final de ano esse medo se torna ainda maior. Apesar da polícia militar e guarda civil municipal (GCM) de cada município intensificar o policiamento pela área comercial das cidades, os assaltos ainda fazem parte da realidade de quem vive do ramo e dos pedestres, que sem escolhas, entregam a vida na mão de Deus.

“O que nos resta é rezar para não ser mais assaltado, ou para nunca ser alvo dos bandidos que agem a qualquer hora do dia e as principais vítimas são as mulheres, com bolsas e celulares a mostra. O comércio também é alvo dos criminosos. Para o final de ano, esse medo é maior, porque as lojas aumentam as vendas e os pedestres retiram o dinheiro do banco e andam com eles em suas bolsas e carteiras ”, pontuou um lojista que não quis se identificar.

A gerente da loja Antunes Calçados do comércio da Kizaemon Takeuti, Alcione, contou a reportagem um dado alarmante, todos os dias as lojas do local são alvos de furtos. “Todo dia temos que ficar em cima, tem que olhar o provador. Porque sempre tem um espertinho que furta e sai correndo. Na minha opinião, para evitar que ocorrências deste tipo aconteçam, basta ficar em cima, e eu fico”,  disse.

E completou “hoje mesmo presenciei um furto de uma peça de roupa. Segui o menor de 15 anos até a loja Macedo e fiz ele devolver a peça, se não eu chamava a polícia. Eu corro atrás mesmo, trabalho e os outros roubam os produtos”, disse.

Por fim, os comerciantes e pedestres pediram mais policiamento, especialmente nesta época. “Só queremos segurança para trabalhar e os pedestres para comprar”, finalizou um lojista que pediu anonimato.


17/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

17/11/2017

Evento beneficente promete agitar Taboão da Serra no domingo, 26

Gente bonita, modelos, artistas, personalidades, palco repleto de atrações, além de muitos...

17/11/2017

Corpo de Thabata será sepultado no Cemitério da Saudade

Mulher que foi assassinada e teve o corpo descartado numa área do Jardim Santo Antônio, em meio...

16/11/2017

Família da mulher morta e jogada no lixão apareceu após apelo no Jornal na Net

A mulher que passou três dias sem identificação no IML de Taboão da Serra, depois de ser...

15/11/2017

Moradores de Taboão elaboram Projeto de Segurança Pública

Cansados da falta de segurança e de serem vítimas frequentes da criminalidade que assola o...

15/11/2017

Mulher jogada em lixão no Embu pode ser enterrada como indigente

A mulher morta encontrada seminua em meio a blocos, entulho e todo tipo de lixo no jardim Santo...

14/11/2017

Poupatempo Móvel estará no Parque Rizzo entre os dias 21/11 e 02/12

A Secretaria do Trabalho e Emprego, por meio do Secretário Paulo Vicente firmou uma parceria com...

10/11/2017

Prefeitura e PC lançam dois projetos de combate à violência contra a mulher

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Coordenadoria dos Direitos da Mulher em parceria com...

08/11/2017

Advogacia de Taboão da Serra ganha nova Casa do Advogado

A Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Taboão da Serra, inaugurou nesta terça-feira (7) a...

07/11/2017

Disque Denúncia e Homem Sim, Consciente Também vão reforçar combate à violência

O combate à violência contra a mulher em Taboão da Serra e na região vai ganhar o reforço de um...

17/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

17/11/2017

Representado pelo paulista André Akkari, Poker segue crescendo no Brasil

Um dos esportes mentais mais populares do planeta, o poker cresceu muito de popularidade nas...

17/11/2017

Licenciamento: novembro é o mês de veículos com final 9

Os proprietários de veículos com placa final 9 já podem fazer o licenciamento. Já os donos de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.