Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Homem embriagado atropela duas pessoas em Itapecerica

Por | 22/11/2011

dp_1

Karen SantiagoHomem é indiciado; e ao menos quatro embriagados aguardavam atendimento na Delegacia

A mistura de bebida alcoólica e direção quase termina em tragédia na madrugada desta terça-feira (22) em Itapecerica da Serra. D.P.S visivelmente embriagado perdeu o controle da direção e atropelou mãe e filha que estavam na calçada da rua Palmerino Pereira Bueno (Cefam). Ele foi indiciado por embriaguez ao volante, dirigir sem habilitação e lesão corporal na direção.

D.P.S estava dirigindo seu Fiat Uno quando atropelou mãe e filha. Populares que estavam no local no momento do atropelamento tentaram linchar o acusado, eles só não conseguiram porque diversas viaturas da Polícia Militar chegaram rapidamente no local do crime.

O indiciado recusou fazer o teste do bafômetro e foi submetido a exame de sangue no Pronto Socorro. Ele negou na delegacia que atropelou mãe e filha, mas assumiu que dirigiu mesmo bêbado. Sua ex-mulher, afirmou a reportagem do Jornal na Net que ele não costuma beber tanto e que presenciou o acidente.

As vítimas foram levadas ao Pronto Socorro central e posteriormente transferidas ao Hospital Geral. A mãe foi liberada ainda na madrugada, já a filha de 21 anos, deslocou o Cóquis e está em observação.

O veículo foi apreendido e levado ao Pátio Global Municipal. A ocorrência foi apresentada pelos soldados José e Rômulo e contou com o apoio de diversas viaturas, entre elas do Tenente Marques e soldado Aquino.

Distrito Policial

Todos os acidentes de trânsito que apresentarem vítimas de trânsito com vítima, o Boletim de Ocorrência precisa ser registrado no Distrito Policial. E nesta madrugada não foi diferente. A quantidade de embriagados na porta da Delegacia chamou atenção da reportagem.

Ao menos quatro homens embriagados faziam parte do cenário policial. Um mais calmo, conversava sozinho no orelhão, outro um pouco mais violento era rude, outro por sua vez chorava ao contar sua história e pedia conselhos aos policiais. Pasmem cada um em ocorrências distintas.

A facilidade de venda de bebida alcoólica em diversos locais e horários é um dos agravantes para o número de alcoólatras que podem se envolver em acidentes, de acordo com uma testemunha que presenciou o acidente. “As leis precisam ser mais duras, porque tenho medo de que tragédias ocorram na cidade”, finalizou.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.