Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Trecho Sul do Rodoanel ainda tem pontos incomunicáveis

Por Outro autor | 10/11/2011

rodoanel1

DivulgaçãoTrecho ainda apresenta problemas com operadoras de telefonia

Em funcionamento há um ano e sete meses, o Trecho Sul do Rodoanel ainda apresenta falhas na comunicação. Em diversos pontos da rodovia, não é possível fazer chamadas pelo telefone celular, o que expõe motoristas a situações perigosas. O problema é agravado devido à falta de telefones públicos ao longo da estrada.

A ausência do sinal de telefonia móvel motivou reunião entre o líder do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado Orlando Morando, e a Procuradoria Geral do Estado, no centro da Capital. Ele apresentou denúncia contra as operadoras, que são as responsáveis pela instalação dos equipamentos de transmissão. Segundo a concessionária SPMar, apenas a TIM manifestou interesse na colocação dos aparelhos (leia as respostas das demais companhias ao lado).

"O procurador geral (Fernando Grella Vieira) sinalizou que irá pedir ao promotor responsável a imediata reabertura do procedimento para notificar as empresas e dar prazo para a resolução do problema. Se isso não for feito, resultará em ação civil pública", informa o deputado. O Ministério Público confirmou a realização da reunião, mas não divulgou as decisões tomadas.

A equipe do Diário percorreu o trecho e constatou a intermitência do sinal. Um dos pontos mais críticos foi nas proximidades do acesso à Rodovia Anchieta. Na denúncia apresentada, o tucano aponta falhas entre o Km 48 e Km 64 (entre Itapecerica da Serra e a Capital), Km 72 e Km 75 (entre a Anchieta e a Imigrantes) e do Km 80 ao Km 86, em Mauá.

"É absurdo ter ponto sem sinal entre as duas principais rodovias da região. Além de ser área importante, está localizada na cidade, em São Bernardo. Como é que o sinal não pega ali?", questiona o deputado. Para Morando, os pontos ‘surdos' aumentam os riscos de assalto, já que, segundo ele, muitos navegadores de empresas transportadoras também não funcionam no anel viário.

Empresa acusa vandalismo em torres de telefonia

A Vivo aponta a prática de vandalismo contra torres de telefonia móvel como a principal causa do ‘silêncio' nas linhas da operadora no Trecho Sul do Rodoanel. "Devido aos recorrentes atos contra as instalações das ERBs (Estações Rádio Base), os clientes podem encontrar dificuldades na utilização dos serviços, que são normalizados no menor prazo possível pela operadora. A empresa informa que a rede cobre todo o trecho desde setembro do ano passado.

A Claro não comentou os problemas citados, e disse apenas que "está investindo na ampliação do seu sinal no Trecho Sul do Rodoanel".

A Oi também informou apenas que "tem investido na ampliação da cobertura de sua rede móvel no Estado de São Paulo. A empresa acrescenta que tem cobertura no Trecho Sul do Rodoanel."

Fábio Munhoz Do Diário do Grande - http://www.dgabc.com.br/News/5925186/trecho-sul-do-rodoanel-ainda-tem-pontos-incomunicaveis.aspx

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.