Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

CEI recomenda Comissão Processante contra João Miranda

Por | 27/10/2011

joao

Karen SantiagoJoão Miranda aparenta nervosismo durante leitura das conclusões da CEI feita pelo presidente José Martins

Sete recomendações propostas entre elas à abertura de uma Comissão Processante sob a acusação de falta de decorro parlamentar do vereador João Miranda, algumas considerações finais e a não existência de provas concretas que comprovem de fato o envolvimento de ex-funcionários públicos no esquema de bota-fora na cidade encerrou, nesta quinta-feira, 27, os trabalhos dos membros da Comissão Especial de Inquérito (CEI) de Itapecerica da Serra criada para investigar o conteúdo do CD denúncia envolvendo um diálogo comprometedor entre o vereador João Miranda e seu ex-assessor Vítor Rangel.

O relatório final foi entregue ao plenário durante sessão e as considerações finais foram expostas aos presentes e vereadores, pelo presidente da comissão José Martins. A votação acontece entre os vereadores em plenário, se aprovarem o relatório a uma grande possibilidade da abertura de uma Comissão Processante (impeachment de João Miranda).

Foram deliberados também propostas como: reordenação do sistema de fiscalização municipal, com a reciclagem e capacitação dos atuais fiscais e que a escolha seja realizada por meio de concurso público dos futuros fiscais, além da prefeitura fiscalizar os atos de particulares; A criação de uma Procuradoria Ambiental no propósito de melhorar as relações entre as Secretarias de Planejamento e Meio Ambiente e de Assuntos Jurídicos que podem servir para o melhoramento dos processos ambientais; Uma ouvidoria para facilitar a comunicação entre população e administração pública também foi proposta, com a garantia das reclamações e denuncias de irregularidades sejam sigilosas, preservando a identidade do morador.

“Propomos ainda, ao Prefeito Municipal, Jorge Costa, medidas que acabem com a má influência político partidária no serviço público municipal para que seja privilegiado a ocupação de cargos de direção e chefia por funcionários técnico e capacitado ”, pontuou José Martins.

O acompanhamento pela Câmara Municipal do Inquérito Policial que apura eventuais irregularidades de movimentação e depósito de terra e outros materiais (bota-fora) em terrenos da cidade e por fim o encaminhamento do relatório final para o Ministério Público Estadual, para o conhecimento do que foi apurado pela Comissão também foram propostas dos membros da CEI.

Em entrevista ao Jornal na Net durante os depoimentos realizados à CEI, José Martins afirmou que o foco da comissão nunca foi o policial, mas sim a possível quebra de decoro parlamentar, má administração e utilização de recursos.

“As investigações estavam mais ligadas à esfera política, questão administrativa da câmara e prefeitura, portanto a CEI não vai chegar à proposta de cassar o João Miranda, porque não é esse o papel da CEI. Na câmara tem um código de ética e provavelmente vamos apresentar a denúncia para comissão de ética que vai tomar a providência instalar uma comissão processante, quer cassar, cassa. Papel da CEI não é cassar ninguém, nem propor cassação”, afirmou.

Conteúdo do Relatório

Criada no dia 30 de junho e composta pelos vereadores José Martins, Paulinho PM e Regina Corsini a CEI ouviu uma série de depoimentos de nomes citados no CD denúncia, como os subprefeitos do Potuverá, Irineu Farias, o Irineu, Valo Velho, Jaime Damasceno, secretários e ex-funcionários da prefeitura municipal Integrantes do PSB, antigo partido presidido pelo vereador João Miranda também prestaram depoimentos, além dos responsáveis pelo CD, Vítor e João Miranda.

Uma série de documentações foram analisadas com intuito de chegar a provas e evidencias que foram apuradas pelos membros da Comissão. A apuração foi divida em três partes como consta no relatório final divulgado com exclusividade ao Jornal na Net.

A primeira investigação foi à eventual conduta incompatível com o decoro parlamentar, cometida pelo vereador João Miranda, em relação aos preceitos estabelecidos como deveres do parlamentar perante a sociedade e a instituição Câmara Municipal.

“Ficou evidenciado que João Miranda faltou com o decoro parlamentar, uma vez que lançou acusações inverídicas contra alguns vereadores, na conversa com seu ex-assessor. Miranda atribuiu a Chuvisco, Zé Hélio e Tonho Paraíba envolvimento com operações ilegais de movimentação e depósito de terra e outros materiais (bota-fora). Como negou a participação dos citados, em depoimento à CEI, nenhum indício contra os demais vereadores foi encontrado”.

Em relação à participação do vereador nos bota-foras, a única suspeita real, constatada pela comissão é parte da conversa em que o vereador contesta o recebimento de determinado valor afirmado pelo Vítor. No entanto, o relatório aponta que esse tópico ficou isolado num contexto maior, sendo rebatido pelos envolvidos que se tratava de acerto de dívidas pessoais, sem nenhuma ligação com o assunto bota-fora.

O segundo tema analisado foi à suposta ofensa de João Miranda contra Ivone Cooley. Que virou caso de polícia. Por fim, o possível envolvimento de agentes políticos e servidores públicos municipais em eventuais irregularidades nos bota-foras.

“Não obtivemos nenhuma evidência da participação dos servidores em supostos esquemas ilegais, embora seja nítida a necessidade de melhorar o sistema de fiscalização, principalmente nas questões que envolvem matéria ambiental. Em outro aspecto chamou a atenção o caráter político partidário da divisão de poder em determinados setores da Prefeitura, delegando-se cargos de direção e chefia a grupos políticos e levando-se para a Administração Pública divergências e disputas internas”.

 

16/01/2018

Inauguração do novo quartel do Corpo de Bombeiros de Taboão será dia 19

Nesta sexta-feira, 19, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a deputada estadual...

01/01/2018

Estado envia R$ 57,5 milhões para investimentos em 126 municípios paulistas

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quinta-feira (28) o repasse do 15º lote de...

26/12/2017

PSB quer Hugo Prado candidato a deputado estadual e Márcio França a governador

A expressiva liderança do jovem presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, Hugo Prado,...

23/12/2017

Ney Santos cancela carnê do IPTU 2018; prefeitura vai cobrar igual a 2017

O prefeito Ney Santos anunciou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (22) o cancelamento do...

22/12/2017

Alckmin libera recursos para Itapecerica, Embu das Artes e Embu-Guaçu

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quinta-feira, 21, no Palácio dos Bandeirantes, o...

22/12/2017

Moradores de Embu das Artes farão ato contra o aumento do IPTU dia 27

Após receber os carnês de IPTU 2018 com valores elevados pela atualização da Planta Genérica e a...

19/12/2017

TJ acata ADIN do PT e suspende taxa do lixo 2017 de Embu das Artes

O Tribunal de Justiça de São Paulo acatou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), sugerida...

17/12/2017

Em clima festivo, Câmara de Taboão aprova novo estatuto da GCM

Em clima festivo e com discursos de elogios à Guarda Civil Municipal (GCM), os vereadores de...

15/12/2017

Vereadores comemoram a aprovação do novo estatuto da GCM de Taboão

A presidente da Câmara de Taboão da Serra, Joice Silva (PTB), revelou a satisfação de poder...

14/12/2017

Deputada Analice anuncia reformas em Escolas Estaduais de Taboão

Depois de uma reunião com o presidente do FDE - Fundação para o Desenvolvimento da Educação,...

18/01/2018

Secretario de transporte de Taboão se reúne com Detran

O secretário de transportes de Taboão da Serra, Gerson Pereira Brito, se reuniu na

18/01/2018

IPVA com desconto para veículos com placas final 8 vence nesta quinta

Proprietários de veículos placa final 8 têm até esta quinta-feira (18) para obter o desconto de...

18/01/2018

Futebol de base de Itapecerica da Serra avança para segunda fase da Sanca Cup 20

Com três vitórias consecutivas na fase classificatória da Copa São Carlos de Futebol (Sanca...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.