Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Macário suspende contrato de empresa que fez site da Câmara

Por Sandra Pereira | 26/10/2011

site

DivulgaçãoMacário não aprovou e mandou cancelar novo site da Câmara de Taboão

A Câmara Municipal de Taboão da Serra acaba de suspender o contrato com a empresa Carlos Rafael Frones Baliosian LTDA – ME, responsável pela construção do seu site institucional. O presidente da instituição José Macário (PT) assinou nesta quarta, 26, a documentação cancelando o contrato com a empresa. O site iria custar R$ 30 mil aos cofres públicos municipais.

Mas, a qualidade do serviço realizado pela empresa, que utilizou um programa gratuito para elaborar o portal, desagradou ao presidente  da instituição que determinou o cancelamento do contrato. Clique aqui para visualizar o site da Câmara de Taboão da Serra.

Além de reincidir o contrato com a empresa o presidente Macário (PT) determinou a abertura de nova licitação para contratar o serviço.

O portal ficou poucos dias no ar, mas o suficiente para arrancar críticas e desagradar a mesa diretora da Casa. Além de várias páginas com dados incompletos e fotos “achatadas” dispostas sem qualquer organização, o site não continha nem mesmo informações completas dos 13 vereadores do município.

A empresa havia sido contratada na gestão do presidente José Luiz Elói pra criar o site institucional ocasião em que recebeu R$ 30 mil. Já na gestão de Macário uma nova licitação foi aberta e a empresa voltou a vencer o certame. Entretanto, o novo site conseguiu ser ainda pior que o anterior, deixando o presidente irritado com a má qualidade do serviço.

O site passou mais de 90 dias para ser elaborado, entretanto, basta uma visualização rápida na página para constatar que o mesmo foi feito às pressas e sem planejamento. A melhor parte continua sendo a sessão on line por meio da qual os moradores podem acompanhar as sessões do legislativo municipal.

Veja mais informações sobre o site da Câmara:

http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3313/camara-de-taboao-vai-gastar-mais-r$-30-mil-em-site-institucional

12º

Daniel Mattoso

Somente para constar: Agosto de 2013 e o referido Site (possivelmente outro projeto do que este de 2011), está fora do ar (SQL).... kkkk

11º

Erico

Sobre o tema gostaria de dizer que a plataforma CMS Joomla é muito boa, talvez quem fez não atendeu as necessidades contratadas e exagerou no valor. A questão do Site ser um software livre não é motivo de questionamento quanto ao preço cobrado, afinal de contas a câmara não esta comprando direitos autorais quando contrata a construção de um site e sim esta pagando pela mão de obra ou pela prestação do serviço. Sem querer julgar o merito da discussão acho que o foco deve ser em cima do que foi pedido e o resultado se é compativel com o preço.

10º

Sérgio Cardoso

Jonathan quero concordar com suas palavras. No comentário que fiz, eu queria apenas frisar o Joomla como mais um fator a se levar em consideração para o absurdo de se cobrar 30 mil. Não que eu desrespeite os CMS, muito pelo contrario eu sou um super entusiasta, sempre utilizo-os(Wordpress, Drupal, Frog), mas eu tambem sou a favor de dependendo do projeto e sua complexidade, que se construa todo o ambiente baseado nas necessidades do sistema. Esse da Camara Municipal, talves dependendo de como se projetaria ele, a empresa conseguiria sim fazer um excelente site em joomla (ou wordpress, etc), mas o que eu percebo é a total falta de projeto=vontade para esse sistema, é um site sem idéias, ficam falando horas e horas dessa transmissao ao vivo pela internet que é fraca (do ponto de vista da qualidade do vídeo), simplista, básica pra não dizer pobre. Não há um carinho com esse site, não há ao meu ver se quer uma vontade de pensar num projeto novo, com paginas interativas, textos, fotos, vídeos, voltados a uma realidade de layout e tecnologias atuais. Eu penso que com uma verba de 30 mil a empresa deve sim, fazer um site compativel com tudo (mobile, desktop, tablets, etc) e o mínimo que se espera é que tenha uma qualidade extrema(independente de como foi feito). Volta a frisar, o problema não é ser Joomla, a questão é o valor, porque do jeito que foi feito por R$ 30 mil esse site não valeria nem R$ 10,00. Mas muito bom seu comentário parabens, eu acho que a construção de sites aqui na nossa região precisa ser melhor avaliada, pois esses dos nossos orgãos publicos é sofrível.

Jonathan

Olá Não faço parte nem conheço ninguem da equipe de produção desse site, mas gostaria de dizer que embora o sistema utilizado pelos criadores do site seja open source, joomla, se não me engano, o que se deve questionar é a qualidade e funcionalidade do produto final. Só para se ter uma idéia, até bem pouco tempo atrás, toda a plataforma web do estado do Paraná era produzida usando-se um CMS open source. O importante é qualidade e funcionalidade do produto final

fabiano castelari

Amiga Sandra onde esta meu comentário, desta matéria e parabens pela entrevista com o prefeito evilásio, pois o eduardo do otaboanense so entrevista o fernando, gosto muito do seu trabalho. Continue assim.

anonimo

Para fazer esse site, usou -se um programa gratuito, e cobraram 30mil pra fazer um site sendo que é gratuito ??? Parabéns pra quem recebeu esse dinheiro e azar nosso, pois foi dinheiro público!!!

Sergio Cardoso

Até que enfim o bom senso prevaleceu. 30 mil por um site de joomla é d+ o pior que a justificativa do cancelamento são as fotos distorcidadas (o que hoje em dia em programação isso é ridículo de se arrumar), eu achava que o principal motivo deveria ser mesmo é o preço que é absurdo por uma plataforma grátis, sem conteúdo nenhum e manutenção zero. Imagina então se essa empresa fosse programar cada pagina do administrativo, cada sessão que ela adiciona, cada interface, ou melhor, se ela se preocupasse em ter um layout decente, porque não me venham falar que esse layout é moderno, só se voltamos a internet discada e eu não to sabendo. (se bem que com o speedy no taboão é capaz de isso ser verdade), seguindo essa lógica, essa porcaria de site custaria mais de 1 milhão!!! EEEE Taboão da Serra, saudades de um tempo aonde não tinha tanta malandragem! PS: Aqui vai minha consideração e opinião técnica, o Wordpress (que também é um CMS grátis, como o Joomla) é infinitamente melhor. Eu acho que esse site da camara devia ser feito por todos nós webdesigners e programadores, em concenso, DE GRAÇA e em troca poderiamos por em nosso portifólio, divulgando nosso trabalho.

Ari Maia

Caíram no velho truque dos templates do wordpress. Uma pesquisinha mais apurada no google "templates wordpress" paguem 100 doletas e façam vcs mesmos.

Márcio Amêndola

O site da Câmara de Embu é bem mais dinâmico e atualizado. Os custos totais são de aproximadamente 1/3 (UM TERÇO!) do que a Câmara de Taboão dispende anualmente. O presidente teve razão em suspender este contrato com empresa tão incapaz.

carlos

NOSSA E TÃO FACIL FAZER UM SAIT E QUANDO O FAZEM . FAZEM DEGRAÇA E COBRAM DA CAMARA ACORDA PESSOAL O MUNDO HOJE E DIGITAL

Roberto

É lamentável que este Macário só suspende contratos duvidosos depois a mídia divulga. São coisas do PT. Quem era o beneficiário do contrato? Quem fez o site? Quanto foi pago na primeira vez para fazer este péssimo site? Melhor que este até meu filho de 10 anos faz.

Antonio Pereira

Poderiam cancelar também os contratos com todas as empresas que vendem para o municipio, pois, tudo o que a prefeitura compra está superfaturado em até 300% com relação ao mercado. Será que já somos uma Suécia taboanense para pagar tudo superfaturado?

19/08/2017

Plano Plurianual é debatido pelo governo em Embu das Artes

Para viabilizar ações e políticas públicas, a Prefeitura de Embu das Artes está elaborando o...

18/08/2017

Itapecerica entrega Piscina Municipal, Academia de Musculação e Centro de Lutas

A Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Itapecerica da Serra entregou oficialmente à...

17/08/2017

Mulheres vítimas de violência emocionaram público em Audiência de Taboão

A violência contra a mulher ganhou rosto, voz e vez no plenário da Câmara Municipal de Taboão da...

16/08/2017

Deputada Analice consegue 1 milhão para reforma de UBS em Itapecerica

O prefeito Jorge Costa, o vice Paulinho, os vereadores Allan, Ramon Corsini, Cepacol e Carlinhos...

12/08/2017

Audiência pública da comissão dos Direitos Humanos acontece na próxima quinta

A comissão dos Direitos Humanos da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizará no próximo dia...

12/08/2017

Taboão aprova requerimento para conscientização sobre mortes no trânsito

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou por unanimidade de votos na sessão do dia 8,...

12/08/2017

Pq. Marabá ganha nova sinalização viária, diz vereadora Rita de Cássia

Um dos bairros mais populosos de Taboão da Serra, o Pq. Marabá, recebeu nos últimos dias uma...

10/08/2017

Vereadores de Embu defendem Taxa do Lixo e manifestantes esvaziam Câmara

Num embate nunca visto anteriormente na história recente de Embu das Artes o governo municipal...

09/08/2017

Dr. André da Sorriso atua para construção de novo retorno no Pirajuçara

Com indicações e ofícios encaminhados à Prefeitura Municipal de Taboão da Serra desde 2014, Dr....

06/08/2017

Presidente Joice Silva aprova Moção contra a Liberação da Maconha e Cocaína

Por iniciativa da presidente Joice Silva (PTB), a Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou...

20/08/2017

Programa Lado a Lado forma 777 alunos em Taboão da Serra

“O primeiro curso de que fiz no Jardim Saporito foi o de Manicure, em 2016. Não atuava neste...

20/08/2017

Carro capota perto da entrada do Assai na BR e deixa três feridos em Taboão

Um grave acidente de trânsito por pouco não acabou em tragédia neste domingo, 20, na rodovia...

20/08/2017

Taboão premia 21 alunos vencedores do concurso “Mitos e Lendas”

A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Taboão da Serra promoveu, na noite de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.