Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Festa da padroeira no Largo dos Jesuítas, em 9/10

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 7/10/2011

mulungu

DivulgaçãoMulungu se apresenta na festa da padroeira neste sábado, dia 9 de outubro

A padroeira Nossa Senhora do Rosário será lembrada mais uma vez neste ano, por iniciativa da Companhia de Jesus, com a Festa que será realizada na tarde do dia 9 de outubro (dois dias depois do Dia de Nossa Senhora do Rosário, que é 7/10), em frente ao Museu dos Jesuítas (Largo dos Jesuítas, 67, Centro Histórico). Haverá apresentação de música, dança e contação de história. Veja a programação a seguir, aberta ao público e gratuita:

15h: JOVENS DO PROJETO OCA
O grupo da oficina de teatro das Oficinas Culturais Anchieta (OCA) fará uma pequena intervenção artística com música, dança e contação de história. As oficinas OCA fazem um resgate da vocação artística da cidade através de oficinas de arte e artesanato com crianças da comunidade. As atividades, gratuitas, são de entalhe em madeira, escultura, modelagem em argila, pintura e teatro.

15h15: GRUPO MULUNGU
Dançarinos e músicos integram o Grupo Mulungu, que busca preservar a cultura brasileira. Faz pesquisas sobre os ritmos, canções e movimentos populares nacionais, apresentando toda beleza da dança e do canto também da cultura local.

16h: ORQUESTRA DE VIOLAS
A Orquestra de Violeiros de Taboão da Serra é formada por alunos do curso de viola caipira da Escola Municipal de Música de Taboão da Serra. São 30 integrantes, que divulgam a cultura tradicional.
Padroeira de Embu das Artes

Fundada pelos padres da Companhia de Jesus na primeira metade do século 17, a cidade do Embu das Artes tem sua origem na antiga aldeia de M’boy. Era nestas terras, que ficava a fazenda de Fernão Dias e Catarina Camacha, sua mulher. Em 24 de Janeiro de 1624, o casal doou a propriedade aos jesuítas e tudo que nela continha. Mais tarde, depois do falecimento do marido, Catarina Camacha em seu testamento aprovado em 27 de Julho de 1668 impõe duas condições para efetivar a doação: o culto a Cristo Crucificado e a Festa de Nossa Senhora do Rosário, a quem a pequena capela da fazenda era dedicada. Por volta de 1690 o Padre Belchior de Pontes transferiu a capela existente nas terras doadas p ara outro local não muito distante, erguendo ali uma igreja maior que a anterior e conservando a invocação a Nossa Senhora do Rosário. A tradição perpetua-se até os dias atuais, tendo Nossa Senhora do Rosário como padroeira da cidade de Embu das Artes

A tradição da festa tem origem na batalha travada entre turcos e cristãos, em  7 de outubro de 1571 na Grécia. Nessa data o papa Pio V declarou que a vitória cristã fora possível graças à ajuda de

Nossa Senhora do Rosário. A festa litúrgica de Nossa Senhora do Rosário foi instituída pelo papa Pio V em 1571, quando se celebrou a vitória dos cristãos na batalha naval de Lepanto, quando os cristãos católicos, em meio à recitação do Rosário, venceram os turcos otomanos. No Brasil, os festejos à santa chegou com os colonizadores portugueses e tornou-se uma das principais festas da tradição popular.
 
Elke Lopes Muniz

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.