Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Primavera tem início nesta sexta-feira (23) às 06h04min

Por Outro autor | 22/09/2011

primavera1

DivulgaçãoPrimavera inicia-se nesta sexta-feira, 23 de setembro

A primavera começa nesta sexta-feira (23) às 06h04min com chuvas e termômetros próximos da média. De acordo com os modelos numéricos de previsão, a estação se inicia sem a atuação dos fenômenos El Niño ou La Niña, já que as águas superficiais do Pacífico Equatorial não apresentam variações significativas em relação à média.

Ao longo da última semana de inverno, a propagação de uma frente fria de fraca atividade que passa pelo oceano deve mudar o tempo. Ainda na quarta-feira (21), o sistema provoca aumento de nebulosidade e precipitação isolada. As temperaturas mínimas ficam por volta dos 15ºC, e as máximas permanecem abaixo dos 25ºC. Na quinta-feira (20), último dia da estação, o sol retorna entre nuvens, e no decorrer do dia favorece a gradativa elevação das temperaturas.

Segundo os meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura, a primavera já começa com mudanças. “Na sexta-feira (23) um sistema frontal mais intenso chega ao Estado, ocasionando chuvas mais generalizadas e diminuição das temperaturas”, explica o meteorologista Michael Pantera.

Conforme Pantera, durante a transição entre as duas estações é comum a ocorrência de períodos de tempo seco e baixos índices de umidade relativa do ar, já que a estação chuvosa ainda não se instalou, e a insolação aumenta nesta época do ano. “Esta condição deve ser observada com maior intensidade no interior do Estado, já que a faixa litorânea recebe grande influência da umidade do oceano”, complementa o meteorologista.

As previsões do CGE indicam que a estação chuvosa ainda deve demorar um pouco para se estabilizar, e neste período deve ser observada precipitação irregular, isolada e alternada a períodos de tempo seco. Outra situação comum nesta época é a incidência de ondas de frio, causada pela entrada de massas de ar polar mais tardias. O maior volume de precipitação deve ser registrado apenas a partir da segunda quinzena de outubro.

No mês de novembro, as precipitações já devem começar a se normalizar tornando-se cada vez mais freqüentes e generalizadas. Esta situação se consolida até dezembro, com a chegada do verão, quando as chuvas passam a ocorrer dentro da média em praticamente todo o Estado. “É interessante lembrar que a principal característica desta época do ano é a condição bastante chuvosa na Capital paulista” finaliza Pantera.

Carlos Senna - Coordenador da Defesa Civil de Taboão da Serra

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.