Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

1º dia Zona Azul de Taboão: ruas vazias e dúvidas

Por Karen Santiago | 19/09/2011

azul_1

Karen SantiagoRuas vazias, reivindicações e muitas dúvidas marcaram 1º dia da cobrança da Zona Azul

A cidade de Taboão da Serra amanheceu mais vazia nesta segunda-feira, dia 19 de setembro. Diversas ruas que contam com os parquímetros, instalados para o funcionamento da Zona Azul na cidade disponibilizavam de muitas vagas para estacionamento de veículos vazias. Inicialmente o município possui 822 vagas para carro e 21 para motos. A cobrança, que começou oficialmente nesta segunda, funciona de segunda à sexta-feira, das 8 às 18h e aos sábados, das 8 às 17h, e nos feriados em horários especiais.

Dúvidas de funcionamento dos parquímetros, insatisfação dos motoristas, comerciantes e moradores das ruas marcaram o primeiro dia do assunto mais comentado da cidade a cobrança da Zona Azul.

Alguns motoristas sem saber exatamente como seria o procedimento, decidiram vir de ônibus para Taboão como é o caso de Romeu Ferreira, 33 anos, chefe de produção.

“Deixei meu carro em casa porque não sabia quanto tempo ia demorar a fazer a homologação. Se fosse demorar muito, teria que sair da fila, como no Atende, para colocar outro papel de autorização para estacionamento. Na minha opinião este serviço só serve para arrecadação do Consórcio e Prefeitura”, opinou.

Para o advogado Luciano da Silva, morador de Taboão há 32 anos o estacionamento além de ser muito caro, “poderiam cobrar R$ 5 à hora, por exemplo, em vez de cobrar picado, meia hora tanto e etc” é prejudicial para o morador das ruas que contam com o serviço (parquímetro).

“Tenho dois carros, só um cabe na garagem. O outro deixava na rua. Agora não posso mais deixar. Essa cobrança de Zona Azul tirou a privacidade dos moradores, que tiveram sem nenhuma autorização, a frente da sua casa (Elisabeta Lips) com faixas de estacionamento”, reclamou.

O Advogado também frisou à reportagem que visitou diversas ruas que contam com a cobrança, a dificuldade de motoristas no uso do equipamento. A professora da rede municipal, Francisleire apesar de achar prático e justo o serviço, reclamou da demora no pagamento e impressão do papel que autoriza o estacionamento.

“Acho que isso está acontecendo porque é a primeira vez que utilizo. Para melhorar, na minha opinião, eles deveriam organizar o pagamento somente de quanto tempo a pessoa fica na vaga, nem mais e nem mesmo. Porque pelo que entendi, se o período que solicitei ultrapassar, preciso parar o que estou fazendo, sair do local, por exemplo, banco como hoje, para colocar mais meia ou uma hora”, completou.

azul2

Professora utiliza com algumas dúvida o parquímetro

Os comerciantes ao redor dos parquímetros instalados também reclamaram da mudança. Segundo eles, dificulta o estacionamento para os clientes, “rouba” vaga que era exclusiva de seu comércio, além de afastar os clientes, que só freqüentam o comércio com seus veículos.

“Estes oito comércios próximo a prefeitura ficaram prejudicados. Uma vez que em vez do motorista parar o carro na Zona Azul, utiliza do meu estacionamento, que é exclusivo do cliente para estacionar. Hoje já teve até discussão”, explicou o comerciante há 12 anos do local, Paulo Sérgio.

azul4

Comerciante reclama das vagas "roubadas"

Os comerciantes em torno da Praça Luiz Gonzaga, no bairro Pirajuçara, também foram categóricos em afirmar que as mudanças atrapalharam o comércio em geral. “Dá para se notar com a quantidade de vagas vazias, né? Além disso, não posso mais parar meu carro na rua, porque preciso tirá-lo de dentro da loja para abrir, pois posso ser multada. Não sei o que fazer”, afirmou Sr. Jeremias.

“Para a gente que mora e trabalha está difícil, porque precisamos dispor de R$ 25 por mês. É diferente quem estaciona para ir ao banco. O número de clientes diminuiu e não tenho mais lugar para estacionar meu caro, preciso pagar”, finalizou o cabeleireiro, Edgar de Souza Alves, 41 anos.

azul5

Comércios em torno da Praça Luiz Gonzaga também reclamam da Zona Azul

Segundo uma das operadoras do parquímetro, encontrada pela reportagem em um dos lugares visitados, muitos motoristas não apresentaram dúvidas no modo de utilizar o equipamento e ainda afirmou que o número de carros diminuiu nas ruas da cidade com o início da cobrança.

O período mínimo de estacionamento é de 30 minutos (R$ 1,00) e o máximo de 2 horas (R$ 4,00), após utilizar o período máximo, o usuário deverá procurar uma outra vaga. A tolerância de permanência é de 5 minutos e o usuário terá 24 horas para pagar a tarifa de pós-utilização para não ser multado.

As motos não pagam tarifa, porém devem estacionar nas áreas especialmente destinadas a elas (total de 21 vagas). Não podem utilizar as vagas do estacionamento rotativo. Os monitores do Consórcio não aplicam multas, esta função é feita pelos agentes de trânsito da Prefeitura.

O município conta com os parquímetros no Centro, Prefeitura, Pirajuçara e Fórum – Parque Pinheiros. Os equipamentos além de disponibilizar os cartões com permissão para estacionar, recebem 6% do valor arrecadado. O motorista que estacionar sem o cartão está sujeito a multa prevista no código de trânsito brasileiro.

Em relação ao valor a ser pago nos cartões, se o horário for ultrapassado, o motorista será notificado a pagar no período de 24 horas um valor de R$ 20 na própria máquina ou na sede da Zona Azul (na rua Cesário Dau, 506 – Jardim Maria Rosa), caso o valor não seja pago, o motorista receberá uma multa e de quebra três pontos na carteira.

Confira nota oficial do Consórcio:
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3402/consorcio-divulga-nota-sobre-1º-dia-da-zona-azul

10º

Walter Arendt

Isso é roubalheira pura, só 2 % vai para os cofres da prefeitura, outros 2 % para o governo estadual e outros 2 % para o federal, o restante para os cofres do consórcio que deve ter utilizado o jeitinho brasileiro para ter as placas feitas pela prefeitura, a pintura da rua pela prefeitura, só que eu pago o iptu que embute a manutenção da minha rua, e o consórcio expropriou vias públicas dos munícipes, se 6% ficasse com o consórcio e o restante desitinado para saúde, educação e segurança do Taboão, seria válido. Basta verificar nas campanhas de quem esta empresa vai investir ou já investiu em campanhas passadas.

Walter Arendt

ROUBALHEIRA PURA SÓ 2% VAI PARA PREFEITURA, 2% PARA O ESTADO E 2% PARA O FEDERAL, O RESTANTE PARA O CONSÓRCIO E A QUEM O JEITINHO BRASILEIRO TAMBÉM CHAMADO DE CUSTO BRASIL FEZ CRIAR A LEI DA ZONA AZUL.

Luis - Itapecerica da Serra

Hoje dia 28/11/2011 estive nesta cidade, estacionei de costume no mesmo local, ao lado do borracheiro, travessa proximo a BR, sentido centro, fiquei assustado com lembrete - ATENÇÃO, seu veiculo esta estacionado de maneira irregular,ausencia de tiquete, me assustou e fui verificar se era multa ou somente advertencia, a minha sorte foi advertencia,acho injusto e caro.

Resposta:

Miltinho

Sim, é democratização do espaço público...onde TODOS possam e consigam estacionar ao ir a um banco, médico, dentista, etc e não somente aqueles que "precisam" ficar o dia todo com o seu carro parado no mesmo lugar sem dar a chance de outros usarem o espaço público. Já que ninguem respeita ou colabora para que os espaço seja público todos tem que pagar.

José dos Santos

Só reclama da Zona Azul quem ficava parado o dia todo na mesma vaga. Se é espaço público deve ser usado por todos e a única maneira disso ser uma realidade, infelizmente, é mexendo no bolso de que fazia do espaço público um espaço particular e exclusivo (muitas vezes colocavam até caixote, cadeira ou outro objeto para guardarem suas vagas).

Mauricio

Ontem fui até a prefeitura, secretaria de saúde, aquela rua atras do Paço Municipal não havia um único veículo estacionado em vagas da chamada área azul; os carros sumiram, isso por volta das 16:40Hs.

Dona Cida

MAIS UMA PALHAÇADA DO GOVERNO EVILÁSIO E DOS VEREADORES QUE ESTÃO NA CAMARA E QUE SÃO FARINHA DO MESMO SACO MESMO!!!, E SÓ QUEREM PREJUDICAR O POVO QUE VOTARAM NELES!!!, MAS NÃO ESQUECEREMOS NO ANO QUE VEM 2012 TODAS ESSAS PAÇHAÇADAS QUE ESTÃO FAZENDO COM A GENTE!!!! DAREMOS O TROCO E FAREMOS PROTESTOS NAS URNAS!!!! PODE DEIXAR O POVO ESTÁ MAIS ESPERTO QUE VOCÊS IMAGIMAN!!!

ZECA

O POVO PRECISA SE UNIR E BOICOTAR E FAZER PROTESTOS TODAS AS TERÇAS FEIRAS NA CAMARA PARA QUE ELES TOMEM PROVIDENCIAS E SAIBAM QUE O POVO NÃO AGUENTA MAIS DE TANTA PALHAÇADA NESTE TABOÃO!!!!, TANTO DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO E NINGUÉM DEVOLVE PARA OS COFRES PÚBLICO E TUDO ACABA EM PIZZA COM SOBREMSSA DE MARMELADA!!! VAMOS PROTESTAR NAS URNAS EM 2012 E FORA TODOS ESSES QUE ESTÃO AGORA!!!!

Antonio Pereira

Sou a favor de todos os taboanenses boicotarem essa malandragem politica que estão fazendo em nossa cidade. Façam como eu, não utilizem esse desta manobra política barata que estão fazendo com a gente. Ouvi esse prefeito corrupto dizer que essa zona azul é para democratizar os espaços públicos, que conversa fiada, quando roubaram nosso dinheiro do IPTU queiseram democratizar a grana?

maria aparecida

democratização do espaço???? democracia é a liberdade de ir e vir sem dar satisfação a ninguem, e o que esta acontecendo no Taboão e a punição por usufrir da rua publica. Em itapecerica já é muito ruim pagar a zona azul, mas posso deixar horas no mesmo local é so ir acrescentando novos recibos, resta saber se irei encontrar o carro na minha volta, mas ai .... fica na mão de Deus Isso mesmo povo boicotem mesmo, usufruem de outros comercios e bancos em outros locais, paguem para deixar seus carros em estacionamento particular quando verem que o lucro será baixo quero ver se a empresa resistirá

25/06/2017

Acidente entre ônibus e veículo partícular deixa trânsito lento na Régis

Um acidente na BR 116 sentido Embu das Artes, em frente ao AssaÍ Atacadista, envolvendo dois...

20/06/2017

19 pontos de ônibus vão ser trocados ou reformados em Taboão da Serra

Dezenove pontos de ônibus localizados em pontos estratégicos e de grande fluxo de passageiros...

19/06/2017

Jovens se envolvem mais em acidentes graves no trânsito

Segundo dados do INFOSIGA SP do mês de maio, feito pelo Movimento Paulista de Segurança no...

13/06/2017

Programa Mais Asfalto quer acabar com buracos e melhorar qualidade do asfalto

Há anos a má qualidade do asfalto das ruas de Embu das Artes é um dos principais problemas...

06/06/2017

Caminhão que transportava álcool tomba no Rodoanel e deixa trânsito lento

Dois caminhões se envolveram em um acidente no fim da manhã desta terça-feira (06), no Rodoanel...

30/05/2017

Avança Projeto de Lei que proíbe radares móveis em rodovias

A Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados em Brasília (DF) deu parecer...

29/05/2017

Acidente com um vítima fatal travou o trânsito na Régis Bittencourt em Taboão

Uma pessoa morreu por conta de um acidente grave envolvendo 5 veúlos no começo da noite deste...

25/05/2017

ANTT aprovou projeto do retorno na Régis para atender Taboão da  Embu

A Autopista Régis Bittencourt informou por meio de nota enviada à reportagem do Jornal na Net...

25/05/2017

Taboão inaugura Serviço de Acolhimento para Crianças e Adolescentes

O Dia Nacional da Adoção, celebrado nesta quinta-feira, 25, foi marcado em Taboão da Serra, pela...

24/05/2017

Vereadores cobram Bombeiros sobre AVCB do Pátio de Embu das Artes

Vereadores de Embu das Artes aprovaram durante a última sessão Legislativa um ofício ao Corpo de...

25/06/2017

Quentão do Taboão começa na sexta e promete agitar finais de semana

A esperada Arena Multiuso de Taboão da Serra vai ser aberta ao público nesta sexta-feira, 30,...

25/06/2017

Polícia de Campinas apreende 2 toneladas de maconha que vinha para Embu

25/06/2017

Hugo Prado viabiliza parceria e traz cursos superiores da UniVesp para Embu

O desemprego crescente em Embu e a falta de mão-de-obra qualificada ampliam a necessidade de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.