Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

CEI de Itapecerica ouve citados em CD denúncia

Por | 2/09/2011

cei

Karen SantiagoMais seis pessoas citadas no CD foram ouvidas nesta quinta-feira

Os trabalhos da Comissão Especial de Investigação (CEI) de Itapecerica da Serra completaram um mês nesta quinta-feira, dia 1º. Criada para apurar denúncias feitas em uma gravação entre o vereador João Miranda (PSB) e um ex-colaborar de seu mandato Vítor Rangel Cavalcante, a comissão formada pelos vereadores José Martins (PMDB), Paulinho PM (PMDB) e Regina Corsini (PSDB) ouviu diversos depoimentos de nomes envolvidos nas denúncias, como secretários municipais, funcionários e ex-servidores da prefeitura, vereadores, além de João Miranda e Vítor Rangel (protagonistas da gravação).

“O nosso foco não é policial, afinal está em boas mãos e sim os políticos. Uma eventual quebra de decoro parlamentar, má administração e utilização de recursos, mais ligado a esfera política, questão administrativa da câmara e prefeitura”, explicou o presidente da comissão, José Martins.

Ele afirmou que todas as irregularidades constatadas pela comissão serão relatadas no relatório e posteriormente encaminhadas ao Ministério Público e Polícia Civil, que investigam as denúncias.

“Nenhuma irregularidade foi descoberta, do que o cd previu. As maiores irregularidades apontadas até agora se referem à conduta do vereador João Miranda que nos diz respeito. Nomeação de diversas pessoas na prefeitura, nenhum concursado, o partido (PSB) acabou absorvendo esse espaço. Eles (funcionários nomeados a mando do vereador) não têm noção da função que exercem. Ficamos chocados com isso e também pela prefeitura absorver essa disputa política e nomear diversos funcionários”, afirmou.

Em sua avaliação a questão do controle das autorizações ainda não está clara, uma vez que “quem autoriza a movimentação de terra é a Secretaria de Assuntos Jurídicos e não a de Meio Ambiente”. E completa, “Como em uma eventual sindicância, a Secretaria de Assuntos Jurídicos vai participar, se a responsabilidade de fiscalizar era dela, como pode ter isenção. É muito esquisito, estranho esse negócio, quem deveria fiscalizar era o Meio Ambiente (secretária) no entendimento de todos aqui”.

José Martins ressaltou que nesse processo ficou claro que os vereadores (Amarildo Gonçalves, o Chuvisco, José Hélio, Tonho Paraíba e José Maria) não têm nenhum envolvimento com as denúncias, “o nome deles foi falado de bobeira”.

Questionado se a CEI irá acabar em pizza, o vereador afirmou que entre as atribuições da Comissão está fazer o relatório das conclusões que ela chegou e submeter ao plenário que tomará a decisão do que será feito. “A CEI não vai chegar à proposta de cassar o João Miranda, porque não é esse o papel da CEI. Na câmara tem um código de ética e provavelmente vamos apresentar a denúncia para comissão de ética que vai tomar a providência instala uma comissão processante, quer cassar, cassa. Papel da CEI não é cassar ninguém, nem propor cassação”, finalizou.

A CEI tem 45 dias para apurar o caso, prorrogáveis por mais 45. Melissa Hee Terra do Amaral, secretária de assuntos jurídicos, foi à única convocada que não prestou depoimentos. Pela razão de seu afastamento da secretaria. O motivo não foi revelado. Os vereadores citados na gravação não puderam participar da Comissão.

Mais seis citados na denúncia prestaram depoimento

Os fiscais Eduardo Fadlo Bechara, o Turco, Emílio Carlos Anselmo e os ex-sub-prefeitos da regional do Valo Velho, Jaime Damasceno e Potuverá Irineu Rodrigues Lermes, além do ex-secretário de Segurança, Trânsito e Transportes (atual assessor de gabinete) João Pereira e ex-chefe de gabinete, Heleno Antônio de Menezes foram ouvidos na tarde desta quinta-feira.

Todos eles negaram saber da existência de bota-foras na cidade, conhecerem o conteúdo na íntegra do cd denúncia e afirmaram conhecer de vista Vítor Rangel e João Miranda por ele ser vereador do município.

O ex-fiscal Emílio, ex-sub-prefeitos das regionais, Jaime e Irineu, além do ex-secretário João Pereira e ex-chefe de gabinete Heleno ressaltaram que conhecem os casos de bota-fora e ouviram falar do cd por meio de notícias divulgadas com exclusividade pelo Jornal na Net. “Não sabemos nada a mais do que isso”, afirmaram. João Pereira deixou claro que a secretaria juntamente com a GCM trabalhou duro para evitar os bota-foras e "o Jornal na Net participou das principais ocorrências", frisou.

Os locais que foram constatados como bota-foras também não eram de conhecimento dos mesmos, exceto de Heleno e Emílio. Os demais ressaltaram saber de ocorrências sobre o assunto (denúncias de bota-foras) pelo Jornal.

“O poder executivo sempre proibiu bota-foras, como por exemplo, do caso da Lagoa, que ao sabermos, tomamos medidas e mais de 60 caminhões, com a ajuda da Delegacia do Meio Ambiente e GCM foram retirados da cidade (http://www.jornalnanet.com.br/noticias/1928/gcm-evita-despejo-de-entulho-em-itapecerica )”, afirmou Heleno.

cei1

Heleno afirmou que despejo de resíduos sólidos continua na cidade

Por fim, o ex-chefe de gabinete, atualmente desempregado, ele foi exonerado dia 12 de agosto, afirmou que “o despejo de resíduos sólidos, portanto, bota-foras continuam na cidade, já os locais que contavam com as movimentações de terra, estão parados, por determinação do MP”.

Confira matérias relacionadas às denúncias de bota-foras:
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3140/policia-cumpre-34-mandados-de-busca-e-apreensao-em-itapecerica
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3142/promotor-vai-pedir-prisao-dos-acusados-em-bota-foras
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3143/delegado-explica-esquema-de-bota-fora-em-itapecerica
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3179/mp-desvenda-esquema-dos-bota-foras-em-itapecerica
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3191/juiz-recusa-pedidos-de-prisao-por-bota-foras-de-itapecerica

Confira depoimento de João Miranda e Vítor Rangel:
http://www.jornalnanet.com.br/noticias/3155/cei-descobre-origem-do-cd-denuncia-em-itapecerica

23/11/2017

Laércio Lopes deixa o PTB e busca novos partidos para disputar sucessão de 2020

O vice-prefeito Taboão da Serra, Laércio Lopes, anunciou nesta quarta-feira, 24, que vai deixar...

23/11/2017

Novo texto da reforma mantém idade mínima de 65 para homens e 62 para mulheres

O deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016,...

23/11/2017

Polícia Federal prende ex-chefe da Casa Civil do governo Cabral e cumpre outros

22/11/2017

Temer reúne governadores em busca de apoio para reforma da Previdência

Com a proximidade do recesso parlamentar, que começa oficialmente no dia 23 de dezembro, o...

15/11/2017

Analice Fernandes volta a presidir Alesp e marca a história das mulheres

Depois de marcar a história de Taboão da Serra como a 1ª mulher eleita deputada estadual,...

14/11/2017

Analice Fernandes reforça ações de combate a violência contra a mulher

A deputada estadual, Analice Fernandes, que assumiu pela segunda vez a presidência da Assembleia...

14/11/2017

Fórum em Taboão discute as demandas para melhorar a acessibilidade no município

A Câmara Municipal de Taboão da Serra foi palco no sábado (11) do “2º Fórum de Acessibilidade,...

11/11/2017

Presidente da OAB –SP recebe título de Cidadão Taboanense na Câmara

O advogado Dr. Marcos da Costa, presidente estadual da Ordem dos Advogados do Brasil seção São...

10/11/2017

Vem ai a 5º ação do Prefeito no seu bairro no Jr. Santo Eduardo

Neste  sábado, 11/11, à partir das 09:00 horas, com saída da Rua Panorama o Jd. Santo Eduardo...

23/11/2017

ONG Sementes do Amanhã vira pauta de reportagem da rede Globo

A ONG Sementes do Amanhã será pauta de uma reportagem especial da rede globo. Denominada de...

23/11/2017

Taboão terá caminhada contra violência à mulher neste sábado, 25

A caminhada contra a violência à mulher vai fazer o próximo sábado, 25 de novembro, entrar na...

23/11/2017

Laércio Lopes deixa o PTB e busca novos partidos para disputar sucessão de 2020

O vice-prefeito Taboão da Serra, Laércio Lopes, anunciou nesta quarta-feira, 24, que vai deixar...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.