Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Embu Guaçu realizará 1º Festival de Balões sem Fogo

Por Outro autor | 2/09/2011

ima1

Chiquinho PanteraDezenas de balões soltos em evento similar realizado em São Gonçalo – Rio de Janeiro, no começo de 2011

Nos próximos dias 10 e 11 de setembro, a cidade de Embu Guaçu receberá a 1ª Edição do Festival de Balões sem Fogo no Estádio Bento Pires de Moraes, conhecido por CSU.
Os balões sem fogo ou ecológicos como são conhecidos, são balões feitos com as mesmas técnicas dos balões soltos em festas juninas e durante todo o ano pelos baloeiros, porém seus materiais são mais leves e ecologicamente corretos. Essa técnica vem se tornando popular, pois não utilizam a tradicional tocha para fazer o balão subir. Ele é inflado com um maçarico, tem sua boca fechada e se mantém no céu apenas com o calor do sol. Assim, na hora de sua queda, não oferecem riscos de incêndio.

Nos últimos anos, os baloeiros de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, principais cidades brasileiras que possuem a prática de soltar balões vêm buscando técnicas de manter sua prática sem infringir a lei 9605 criada em 1998 que tornou a prática de soltar, fabricar, transportar e vender balões crime ambiental. Com essa nova prática de soltar balões sem fogo, eles conseguiram manter sua arte sem prejudicar o meio ambiente e oferecer riscos a população.

“O balão sem fogo é feito com materiais leves como papel de seda, cola e barbante. No lugar da perigosa boca de ferro, tradicional nos balões com fogo, os baloeiros utilizam varetas de bambu e fibra de vidro. Assim, caso o balão caia sob fios de alta tensão, não causará curto circuito. O tempo de voo e autonomia do balão sem fogo também é diferente dos tradicionais. O balão sem fogo fica em média 40 minutos no alto e não alcança grandes altitudes evitando problemas com aviões, uma das queixas mais comuns entre pilotos de aviões”, diz um dos organizadores do Festival Joel Gonçalves Vieira.

Com a isenção do risco de incêndios, os baloeiros buscam poder mostrar sua arte. Os balões possuem diversas formas e desenhos. Não carregam fogos de artifício. Apenas bandeiras e faixas de papel com mensagens e desenhos de temas variados feitos apenas com papel de seda colorido e cola. Para participar dos festivais as turmas de baloeiros seguem regras rígidas como controle de materiais e tamanhos.

O evento de Embu Guaçu será o primeiro na região sul da Grande São Paulo, porém já houve eventos similares nas cidades de Mogi das Cruzes, Rio de Janeiro e São Gonçalo. Cada evento reuniu cerca de 90 balões e 15 mil pessoas. 

No dia do evento estão previstas cerca de 5 mil pessoas vindas de diversas cidades do Brasil e equipes de baloeiros do México, Colômbia e Itália, países que também cultuam a prática de soltar balões. A organização prepara junto com as Secretarias de Cultura e Meio Ambiente uma grande estrutura com praça de alimentação, feira de artesanato, shows, estacionamento e ambulância para atender os presentes.

No final do evento os baloeiros realizarão um plantio de árvores nativas e arrecadação de brinquedos para serem doados para instituições de caridade.

O evento que terá início as 18:00 do dia 10 e soltura dos balões a partir das 06:30 da manhã do dia 11 de setembro possui participação e apoio da Prefeitura de Embu Guaçu, das Secretarias de Cultura e Meio Ambiente, da ONG Viva Vida além de comerciantes e empresários locais.
Maiores informações podem ser acessadas no site: www.balaosemfogo.com.br

 Dinho de Marcco – Agência Building

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.