Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Deputados dizem sim a Embu das Artes

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 12/08/2011

embu

Arquivo do Jornal na NetCidade agora terá oficialmente o sobrenome das Artes

O que antes era apenas um apelido, agora virou nome oficialmente, a Assembléia Legislativa de São Paulo aprovou, por unanimidade, a oficialização do nome Embu das Artes, em sessão extraordinária realizada na quarta-feira, 10/8. Antes de iniciar a votação, o deputado estadual Geraldo Cruz usou a plenária para ressaltar as diversas características e vocações que tornaram Embu conhecida como Embu das Artes.

Feliz com o resultado, o prefeito Chico Brito, que acompanhou a votação juntamente com o vice-prefeito Natinha, espera que o governador sancione a lei até o final de agosto. Ele destaca que a oficialização do nome é, em primeiro lugar, uma questão simbólica, de identidade da população. Em segundo lugar “por ser uma estância turística o nome já vai dizer o motivo pela qual a cidade recebe esse título”.

Com a aprovação da lei, é possível mudar a sinalização viária e rodoviária, o que melhorará a orientação do turista para chegar à cidade. “Não podemos ter uma cidade com dois nomes. Será a única cidade do país que terá o nome “das artes”. Muitos turistas passam direto porque estão procurando Embu das Artes.”, diz o prefeito.

A medida é histórica não apenas para o município, mas também para o país tendo em vista Embu das Artes a primeira cidade a pedir a alteração do nome. Isso se deve a alteração da lei estadual que permite que seja feita a mudança, articulada pelo deputado estadual Donisete Braga.

O controlador geral do município, Marcos Rosatti, e o presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Embu, Hillmann Albrecht, prestigiaram a votação.

População escolhe Embu das Artes 
Em 1º de maio foi realizado um plebiscito na cidade em que mais de 100 mil eleitores foram às urnas votar pela oficialização, ou não, do nome Embu das Artes. Desses, 74.286 votaram a favor, o que representa 66,48 % do eleitorado. Pouco mais de 30%, votaram contra.

Segundo Chico Brito, as pessoas que votaram contra, fizeram por medo de que isso pudesse gerar custos ou transtorno em virtude de diversos boatos espalhados pela cidade. "Teve muita boataria, acharam que iam pagar taxa, ter que trocar documentos pessoais, trocar a placa do carro. Não tem nada obrigatório", enfatizou.

“O número de abstenção à votação foi menor que no referendo do desarmamento, que contou com ampla divulgação na grande imprensa”, diz o prefeito

Após a sanção da lei pelo governador, todos os documentos que forem tirados no município, passarão a constar o nome Embu das Artes, inclusive as placas de carro. No entanto isso é válido para documentos novos, os que possuírem ainda constando o nome Embu não precisam ser substituídos.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.