Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Parquímetros da Zona Azul são pichados em Taboão

Por Sandra Pereira | 19/07/2011

a1

Sandra PereiraAntes de começar a funcionar equipamentos  estão sendo pichados 

Poucos dias após serem instalados e mesmo antes de começar a operar os parquímetros das empresas Cellopark e Autoparque do Brasil que serão utilizados na cobrança da implantação da Zona Azul em Taboão da Serra já sofreram com a ação de vândalos. Ao menos três deles já foram pichados, antecipando que a conservação dos equipamentos não será tarefa fácil. 

No Parque Pinheiros, na rua Fórum, e no centro de Taboão são vistos parquímetros que já foram alvo de vandalismo. Os equipamentos foram instalados em diversas ruas, que já tiveram suas vagas demarcadas. Os preparativos para o início da cobrança estão a todo vapor.

A Zona Azul de Taboão da Serra começa a funcionar no próximo dia. A partir dessa data os motoristas vão sentir no bolso o preço de estacionar nas ruas centrais da cidade. O valor da cobrança em Taboão é mais caro do que Itapecerica da Serra onde o imposto existe há mais tempo. Apesar da cobrança ainda não ter se iniciado a reação contrária dos moradores já demonstra que o novo imposto deve gerar polêmica. 

“É mais uma maneira de arrancar dinheiro das pessoas”, dispara indignado, Ronaldo Santos, morador de Taboão, enquanto observa o equipamento.

O contrato celebrado entre a prefeitura e as empresas que formam o consórcio vencedor, indica que a cidade receberá por volta de R$ 120 mil por ano enquanto as empresas vão embolsar descontados os impostos ao menos R$ 1,5 milhão por ano. Caso o prefeito cogite a possibilidade de cancelar a implantação como quer a câmara municipal a municipalidade teria que pagar multa ao consórcio. Ao todo serão mais de 2.500 vagas rotativas que vão custar R$ 4 por duas horas de estacionamento. 

Os motoristas poderão pagar o estacionamento apenas com moedas  e um cartão que posteriormente será vendido. Entre os moradores esse fato tem gerado curiosidade. Muitos ainda têm dúvidas como por exemplo se haverá agentes cuidando dos equipamentos.

“Se o dinheiro ficar dentro deles os nóias vão arrancar e pegar. Se fazem isso com caixa eletrônico imagine com essas coisas”, disse um morador 

O secretário de administração, Marcelo Rioto, disse que o valor arrecadado na Zona Azul deverá ser aplicado em melhorias no trânsito. Ele garantiu que as empresas vão cumprir à risca o decreto que delimitou as áreas onde haverá cobrança.

A câmara aprovou por unanimidade, no dia 28 de junho,  o projeto de número 2136/2011, que cancela a instalação da Zona Azul na região. O projeto é de autoria do vereador Alexandre Depieri. Ele apresentou o mesmo sob o argumento de que a cidade vive hoje em uma situação impactada devido a toda situação que ocorreu com os desvios do IPTU.

Veja mais imagens:

a

a2

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.