Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Embu das Artes prepara-se para a Conferência Regional de Saúde

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 18/07/2011

1507

DivulgaçãoNa 8º Conferência Municipal foram elaboradas 70 propostas para debate regional

No dia 6 de agosto será realizada a Conferência Regional de Saúde, em cidade da Região Oeste ainda a ser definida, para a qual o Governo da Cidade de Embu das Artes, por meio da Secretaria de Saúde, levará uma série de propostas extraídos da 8ª Conferência Municipal de Saúde. Realizada de 1º a 3/7, a Conferência Municipal teve como tema “Todos usam o Sistema Único de Saúde (SUS)! O SUS na seguridade social, política pública, patrimônio do povo brasileiro”. Ocorreu depois de três Pré-conferências Regionais, promovidas com participação de comunidades nos bairros Jardim Sílvia, Parque Pirajuçara e Jardim Santa Emília, e das quais foram elaboradas propostas para o encontro municipal.

A 8º Conferência Municipal levou ao auditório da EM Valdelice Prass mais de 150 pessoas, entre elas Jacinta de Fátima Senna da Silva, representando o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o médico especialista em saúde pública Giovani di Sarno, que fizeram palestras. Também compareceram o prefeito Chico Brito, o deputado Geraldo Cruz, o gerente regional de Relacionamento da Caixa Econômica Federal (CEF), Fernando Augusto, a secretária de Saúde, Sandra Magali Fihlie, entre outros.

Depois do debate sobre o Acesso e Acolhimento com Qualidade – Um desafio para o SUS, foram elaboradas propostas regionais, estaduais e nacionais, pensando na política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade; a participação da comunidade e controle social; e a gestão do SUS no que diz respeito ao financiamento, gestão do trabalho (recursos humanos) e da educação em saúde. Foram enfatizados temas como: modelo de atenção e organização dos serviços, financiamentos, recursos humanos, participação da comunidade e regionalização.

Os problemas do SUS são iguais em todas as outras cidades, lembrou a secretária municipal de Saúde. “Está na hora de trabalhar a política de gestão de pessoas para atuar em saúde na região”, disse. “A conferência ocorre num momento importante, em que a presidente Dilma Rousseff baixou portaria com mais recursos para o SUS”, declarou Geraldo Cruz. Foi aplaudido ao dizer que a saúde também depende da oportunidade de bolsas de estudos de medicina para estudantes que não podem pagar o curso, mas conhecem a realidade do país.

“Não existe nada melhor que o serviço público de saúde. Temos de valorizar a conquista do SUS no País”, declarou o prefeito Chico Brito. Os investimento em saúde no município neste ano são de R$ 54 milhões, uma mudança radical com relação a 2001, quando ia haver intervenção no município por problemas no setor. Na visão do prefeito, é preciso definir responsabilidades das três esferas de governo, para que não ocorram fatos como a falta de remédio na rede pública municipal porque o governo estadual não mandou a remessa de medicamentos para a cidade distribuir aos pacientes carentes. Outra questão complicada é a do número de leitos no Hospital Geral do Pirajuçara (HGP), construído para atender Embu das Artes e Taboão da Serra, mas que recebe pacientes de mais 40 cidades do Estado.

O governo municipal avançou na área de saúde com reforma e construção de Unidades Básicas de Saúde e Prontos-socorros, investiu em formação e capacitação de servidores, programas de prevenção e promoção de saúde, além de mudar a gestão médica dos PS Vazame e Central. Na 8ª Conferência Municipal de Saúde foram catalogadas 70 propostas para debates na Conferência Regional em agosto. Abaixo relacionamos algumas:

Política de Saúde
• Implementar uma política regional de enfrentamento à violência com a ampliação de referência regional e estadual para essa ocorrência, com assistência multiprofissional e instalação de IML com perito forense.
• Acionar o Ministério Público contra a privatização do SUS para fiscalizar, monitorar e punir os descompromissos com o SUS.
• Implantação do quesito raça cor em todo o Estado.

Participação da Comunidade e Controle Social
• Fortalecer os conselhos gestores, fomentando a participação popular nos três níveis de governo (municipal estadual e federal), com a criação de conselhos gestores dentro dos serviços regionais sob gestão do Estado e garantir a participação dos representantes dos conselhos municipais.
• Propor debates em instituições de saúde e bairros sobre a emenda 29 e a lei estadual que regula a utilização dos leitos hospitalares (25%). Organizar marcha juntamente com os municípios da região até Brasília para exigir a regulamentação da emenda constitucional 29 e o veto da utilização de 25% dos leitos.
• Garantir a câmara técnica de políticas de saúde da população negra no conselho estadual de saúde.

Financiamento
• Garantir política pública de investimento contínuo, a nível federal, estadual e municipal, para ações de promoção em saúde, tais como: eventos, grupos de promoção e educação em saúde, formação de profissionais e equipe de apoio aos Centros de Saúde. Resgatar e respeitar a educação popular em saúde.
• Implantar e efetivar, o programa de residências terapêuticas e casas de acolhimento, com responsabilidade técnica e financeira do Estado, com gestão e monitoramento do município.
• Rever financiamento das ações e serviços de saúde mental a nível federal e estadual.
• Aumento do piso financeiro da Atenção Básica para R$ 42 e estabelecimento de recurso fixo de no mínimo R$ 100 mil anuais para a Promoção de Saúde.
• Articular com os municípios da região para que o Estado cumpra sua parte no repasse de verbas e na entrega sistematizada de medicamentos do Programa Dose Certa e Alto Custo.
• Revisão da Lei de Responsabilidade Fiscal para o aumento do percentual da folha de pagamento do RH da Saúde, visando número de profissionais adequado a demanda para garantia de acesso, qualidade da assistência.

Gestão do Trabalho – Recursos Humanos
• Constituir política regional de recursos humanos a partir de necessidades, para garantir a universalidade e integralidade do atendimento, com isonomia salarial regional, de forma a incentivar a vinculação do profissional no município.

Educação em Saúde
• Interferir na política estadual e nacional de educação para que os profissionais da área da saúde recém-formados (por escolas públicas ou ações afirmativas) trabalhem no setor público como forma de responsabilidade social e contrapartida para a conclusão e aperfeiçoamento de seus estudos.

Assistência à Saúde
• Implantar a Rede Amamenta Brasil e credenciar as Unidades Básicas de Saúde na Iniciativa: Unidade Básica Amiga da Amamentação, através do suporte da Secretaria do Estado.
• Implantar a Iniciativa Hospital Amigo da Criança, na Maternidade Municipal de Embu das Artes, com o suporte da Secretaria Estadual.
• Implementar o Programa de Saúde do Idoso com apoio e subsídio do Estado e da federação.
• Garantir vagas proporcionais, de acordo com a população, para os munícipes de Embu das Artes, no Aleitamento Materno Exclusivo (AME) regional situado no município de Taboão da Serra.
• Garantir leitos para pessoas com sofrimento mental e dependentes de álcool e outras drogas no Hospital Regional do Pirajussara (HGP).
• Estabelecer criação de oficinas ortopédicas de abrangência regional que atendam pessoas com reduzida capacidade funcional priorizando aquelas com maior vulnerabilidade.
• Estabelecer que o Estado subsidie (com recursos técnicos e financeiros) o cumprimento das propostas aprovadas na última conferencia nacional de saúde do trabalhador aos municípios que ainda não tiveram condições para se adequarem.

Foram elaboradas ainda, três moções:
• Moção de repúdio contra a privatização de 25% dos leitos do SUS para iniciativa privada.
• Moção de apoio às práticas de promoção em saúde no município.
• Moção de repúdio ao governo do estado de São Paulo pelo não cumprimento da distribuição dos medicamentos de alto custo e dose certa.


Elke Lopes Muniz

10/12/2017

Atividades de prevenção marcaram a SIPAT/2017 da prefeitura de Itapecerica

Durante toda a semana passada, a Prefeitura de Itapecerica da Serra realizou a Semana Interna de...

08/12/2017

Ações de prevenção ao câncer da próstata marcaram a Campanha Novembro Azul

A campanha, “Cuidando da Saúde do Homem", realizada em Taboão da Serra pela Secretaria de Saúde,...

08/12/2017

Diversas atividades de prevenção marcaram a SIPAT/2017 da prefeitura de Itapecer

Durante toda a semana passada, a Prefeitura de Itapecerica da Serra realizou a Semana Interna de...

04/12/2017

SUS tem 904 mil cirurgias eletivas na lista de espera, aponta CFM

Levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta que pelo menos 904 mil cirurgias...

30/11/2017

NOP Odontologia Especializada ganha certificação em qualidade e atendimento

Durante o mês de agosto de 2017, 450 pessoas foram ouvidas sobre o serviço de atendimento...

29/11/2017

Virada Inclusiva promove atividades para lembrar Dia da Pessoa com Deficiência

Para lembrar o "Dia Internacional da Pessoa com Deficiência", 3/12, a Prefeitura de Embu das...

29/11/2017

Mais de 1,1 mil cidades estão em alerta para dengue, zika e chikungunya

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (28) o Levantamento Rápido de Índices de...

28/11/2017

ABES apóia a inclusão de pessoas com autismo no mercado de trabalho

A Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) é uma das entidades que apoiam a...

11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

11/12/2017

Ney Santos reajusta bolsa da Frente de Trabalho de R$ 350 para R$ 1.000,00

A partir de janeiro de 2018 os integrantes da Frente de Trabalho de Embu das Artes vão receber...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.