Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

OAB de Taboão não se posiciona sobre fraude

Por Karen Santiago | 1/07/2011

acacio

Karen Santiago"Não sabemos o que está acontecendo, tudo que está acontecendo acompanhamos pela mídia", afirma Doutor Acácio

A Ordem dos Advogados de Taboão da Serra continua sem se posicionar sobre a maior crise política já vivida na cidade. Enquanto outras instituições e movimentos realizam protesto e se manifestam contra a corrupção que assolou Taboão, a OAB se mantém tímida em relação às investigações da polícia civil que investiga a fraude na arrecadação de tributos como o IPTU e o ISS. Ao todo 23 pessoas foram presas, entre eles quatro vereadores, três secretários municipais e vários funcionários e ex-funcionários da prefeitura de Taboão da Serra.

Em entrevista concedida a imprensa regional nesta quinta-feira, 30, após a reunião do Conseg Monte Alegre, o presidente da OAB de Taboão, Doutor Acácio Luiz deixou claro que a instituição é a favor da legalidade e que só vai se manifestar quando as pessoas envolvidas sofrerem processo e forem condenadas. “Tudo que for de forma legal a OAB está apoiando. Cabe a justiça decidir se eles são culpados ou não e os advogados defenderem as pessoas que tem o direito de defesa”, explicou.

Doutor Acácio Luiz não vê nenhuma ilegalidade no andamento das investigações e também não avalia a ação da polícia que entrou na câmara da cidade e prendeu os vereadores Elói, Arnaldinho e Carlos Andrade (que foi algemado), no dia 6 de maio, como arbitrária.

“A polícia faz o levantamento, investigação, o Ministério Público oferece a denúncia e os advogados fazem a defesa. Não vi ilegalidade porque eles estavam com mandado judicial, a juíza autorizou a polícia civil realizar essas prisões. Ilegalidade eu não vi, agora se são culpados ou não cabe a justiça decidir, o devido processo legal. Se houve exagero ou não cabe cada advogados das partes realmente alegar e expressar na defesa”, opinou.

Em relação a falta de posicionamento da OAB de Taboão até este momento, Doutor Acácio ressalta que a instituição “não tem que aparecer de forma alguma, porque as partes envolvidas já contam com seus advogados. A OAB não tem que dar opinião”, disse.

Segundo ele, para dar opinião concreta, a OAB precisa saber o que está acontecendo. “Não sabemos o que está acontecendo, tudo que está acontecendo acompanhamos pela mídia. Não chega informação pra nós”, finalizou.

HELENA DE ALMEIDA BOCHETE

Srs. Fernando e Eduardo, parabéns, estão inclusos na vida política da Cidade, isto prova que nossos cidadãos de bem, estão cada vez mais presentes e dando suas importantes opiniões, isto é exercer a Democracia na sua essência, porém, fazendo uso do mesmo direito, ouso discordar de Vs.Sas , quanto ao entendimento dos fatos, posto que: UMA.....ARBITRARIEDADES já EXISTIAM HÁ MUITOS ANOS, SIM, na OMISSÃO dos nossos representantes, quer do LEGISLATIVO, quer do EXECUTIVO da nossa Comarca, quanto a FARRA de “ROUBAR os COFRES PÚBLICOS, ou seja, o TRIBUTO mais SAGRADO, pago com sacrificio pela maioria da população, o IMPOSTO PREDIAL, e outros, crimes estes, à meu ver hediondos, pois lesa distribuição de renda, dando causa a má qualidade de vida que vem amargando nossos Munícipes, em todas as àreas, em especial, Saúde e Educação; DUAS.....o CIRCO já estava há muitos anos ARMADO, só que os PALHAÇOS sem DÚVIDAS, eramos nós, a POPULAÇÃO no geral; TRÊS.....não fique calado nunca, Eduardo, é discutindo com democracia que enriquecemos nosso interior, e chegamos a soluções nas crises, pessoal ou social, e quanto à Ordem dos Advogados 211º subsecção, nosso Presidente tanto deu seu posicionamento que, democraticamente houve sua oposição, cuja justificativa, de que, a OAB local cala-se diante dos fatos, por ter recebido terreno da PMTS, com aprovação do Legislativo, não tem fundamento, e fere nossos membros associados a honrada Ordem, pois, não temos onde atender as pessoas que precisam usar do judiciário e não tem condições financeiras para pagar custas e honorários, e nossa subsecção, vem atendendo uma demanda alta por dia, mantendo custas, com locação e funcionários, sem contar que o Estado cumpre com os honorários de forma “a quem” do real valor de tabela mínima do piso dos operários do direito. QUARTO....nesta oportunidade, faço deste comentário, uma proposta em aberto ao Digno Presidente da OAB de nossa subsecção, Dr. Acacio, para que este determine a criação de uma Comissão de Advogados da Região, para acompanhar de perto, a CPI junto a Câmara Municipal local, com o condão de defesa dos direitos do cidadão em geral, ressaltando que, a legitimidade para defesa da sociedade em sede de juizo é dos R.representantes do Ministério Público, que, brilhantemente atua no resgate dos direitos da sociedade, finalizados estes, sob a Vara de Digna Juiza Dra. Flávia, que tão bem, vem promovendo Justiça humanizada, que é Justiça mais próxima da justiça, combatendo na região, a impunidade, dos crimes organizados, contra a população. Helena A Bochete

Fernando

O Fato é que a OAB sabe que houve arbritariedade nas prisões, houve um verdadeiro circo, um exagero fortissimo, nivelando todos os acusados ao mesmo patamar. Ora, isso é justiça?

Carolina

Dr. o senhor não pode acusar o vereador Carlos Andrade de tentar fujir, primeiramente deve-se apurar os fatos, segundo não tem como fujir pelos fundos da câmara e segundo informações ele iria até o cabinete fazer uma ligação. CUIDADO!!!!

Resposta:Não foi o doutor que disse isso, foi a Polícia.

Eduardo

A pergunta que não quer calar: Será que a OAB não se posiciona pois recebeu um terreno da PREFEITURA DE TABOÃO DA SERRA, com o aprovação da Camara Municipal? Será?

22/04/2017

Taboãoprev presta contas de 2016 em audiência da Comissão de Finanças da Câmara

A Autarquia Previdenciária do Município de Taboão da Serra (Taboãoprev) realizou prestação de...

21/04/2017

Câmara de Embu aprova multa a pichação, criação da Romu e título a Fábio Teruel

Os vereadores de Embu das Artes aprovaram nesta quarta-feira, dia 19, aplicação de multa a...

21/04/2017

Câmara aprova requerimento contra demora na reconstrução do muro

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram por unanimidade, na sessão da terça-feira, 18,...

20/04/2017

Secretaria da Fazenda deposita 289 milhões em repasses de ICMS

As cidades de Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica receberam do governo do estado à...

18/04/2017

Alckmin assina convênios que permitem polícia acessar sistemas da Anatel

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta terça-feira, 18, o início da operacionalização da...

16/04/2017

Comissões de Finanças e de Transporte da Câmara de Taboão terão Audiência

As comissões de Finanças e de Transporte da Câmara Municipal de Taboão da Serra vão realizar...

15/04/2017

Presidente da Câmara de Taboão recebe presidente do Legislativo de Embu

A presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, vereadora Joice Silva, recebeu numa visita...

13/04/2017

Partidos devem entregar prestações de contas de 2016 até 30 de abril

Os 35 partidos políticos com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devem entregar à...

13/04/2017

416ª Zona Eleitoral pede ajuda da Câmara para incentivar cadastro de biometria

Para evitar as longas filas que se formam no período que antecede as eleições, e, ao mesmo tempo...

13/04/2017

Prefeito Jorge Costa assina convênio fruto de emenda da deputada Analice

O prefeito de Itapecerica da Serra Jorge Costa esteve no Palácio dos Bandeirantes para...

24/04/2017

Dr. Alcionei Miranda reage a assalto em sua casa e leva tiro na perna

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio de Embu das Artes, advogado...

24/04/2017

Moradores do Parque Santa Adélia em Itapecerica, sofrem com assaltos frequentes

Na última semana os bandidos esperaram as crianças e os adolescentes descerem do ônibus escolar,...

24/04/2017

Festa da Divina Misericórdia: Hoje Jesus volta o Seu olhar para nós

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.