Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

4 crianças presas são libertadas em Itapecerica

Por | 26/06/2011

casa

Karen SantiagoCasa onde crianças permaneceram presas está fechada após prisão de mãe e crianças serem libertadas

Os policiais militares de Itapecerica da Serra, cabo Pires e soldado Ribeiro libertaram após denúncia de familiares, na noite deste sábado, 25 de junho, quatro crianças, três meninas de 1 mês e meio, 4 e 11 anos e um menino de 13 anos em situação de maus tratos, com muita fome, queimaduras e hematomas pelo corpo, a casa onde viviam era feita de cativeiro. Agredidas e mantidas reféns por dias, pela própria mãe, Raquel Arruda dos Santos de Oliveira, 32 anos as crianças, de acordo com os policiais, já estavam há cinco dias sem alimentação. A presa responderá pelo crime de tortura.

Em estado de abandono, sujas, debilitadas, com diversas queimaduras, hematomas, com medo, fome e frio, as crianças choravam e gritavam muito no momento que os policiais chegaram a residência, na rua Gilmar Viana, no 52, no bairro Jardim Pelúcio, próximo ao Santa Júlia. Segundo informações dos policiais, a entrada da guarnição na casa só foi possível após arrombarem a janela, porque Raquel não respondia pelo nome e a porta estava totalmente fechada. Em estado de fúria, a mãe das crianças rasgou o fardamento do soldado.

Os policiais militares contaram que o menino de 13 anos detalhou o que a mãe fazia com seus irmãos. “Ela (a mãe) batia com cinta, chinelo, queimava com ferro. Raquel já esquentou o celular com o ferro de passar roupa e colocou na mão do mais velho, além de com a panela de pipoca quente queimar o queixo, testa e pescoço do mesmo”, contaram. Até a bebê de um mês e meio sofreu maus tratos. “Ela obrigou a sua filha de quatro anos, a lavar a bebê, o que quase causou o seu afogamento”.

De acordo com os policiais a alimentação das crianças era fornecida por vizinhos, a última foi na terça-feira. “A mãe espancava seus filhos em diversos momentos do dia. Na hora de acordar, no momento da oração e para os mesmos fazerem os serviços domésticos, se caso não fosse feito da maneira que a agradava, as crianças apanhavam mais”, relataram. Ainda segundo os policiais, a casa estava com o piso todo molhado, muito suja. Até um cachorro morto foi encontrado no quintal.

Durante todo o resgate a mulher reagiu descontroladamente e de forma agressiva, segundo informou a PM. A todo o momento ela referia-se a Deus, ela teria dito que “Deus quem mandava” ela maltratar os filhos. A corporação disse ainda que ela demonstrou sinais de uma pessoa com problemas mentais.

A irmã mais velha das vítimas disse que há cinco anos acolheu as crianças em sua casa, mas por Raquel ter ficado grávida e, além disso, pela escola ter afirmado que acionaria o conselho tutelar do município devido às faltas constantes no colégio, ela foi obrigada a devolver as crianças, mas agora se compromete a lutar pela guarda definitiva dos quatro.

“Fazem mais ou menos três anos que ela vinha agredindo com mais freqüência meus irmãos. Na época somente meu irmão mais velho (13 anos) não veio pra minha casa, pois demonstrava muito medo, essa foi a primeira vez que ele contou tudo o que sofria esses anos todos. Na última semana ela não permitiu a ida das crianças para a escola, devido à gravidade dos hematomas, pois estava ciente que a escola vendo os machucados acionaria o conselho tutelar”, relatou.

Raquel Arruda dos Santos de Oliveira foi levada ao Hospital Pirajussara, em Taboão, onde passará por exames psicológicos e até o resultado da perícia oficial realizado pelo Estado permanecerá presa por tortura. Já as quatro crianças foram encaminhadas ao Conselho Tutelar do município.

Confira fotos:

farda

pms_1

Sd Ribeiro e cabo Pires responsáveis por liberar as crianças

12/01/2018

GCM em Itapecerica apreende carro com mais de R$ 650 mil em multas

Um veículo gol de 1996, com mais de 650 mil reais em multas foi apreendido pelo Grupamento de...

11/01/2018

Bandidos balearam pai e filho em tentativa de assalto na região do Campo Limpo

Criminosos balearam pai e filho enquanto tentavam invadir a residência das vítimas, na noite...

10/01/2018

Polícia Rodoviária comemora 70 anos com operação de 24 horas nas estradas

Durante as 24 horas desta quarta-feira (10), a Polícia Militar Rodoviária realizará uma operação...

07/01/2018

Mulher em situação de rua é encontrada morta em Taboão da Serra

Uma mulher, de 49 anos, foi encontrada morta pela Polícia Militar, na manhã de sábado, na rua...

06/01/2018

SSP-SP oferece R$ 50 mil por denúncias sobre atirador que matou Arthur

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, determinou o pagamento de até R$...

05/01/2018

Dupla é presa por assalto a posto de combustível em Taboão da Serra

Dois homens foram presos, na madrugada de sexta-feira (05), após assaltarem um posto de...

05/01/2018

Idosa morre após ser atropelada por trem em Embu Guaçu

Uma mulher de 79 anos morreu após ser atropelada por um trem, às 20h de quinta-feira. O acidente...

04/01/2018

Jornal na Net repudia atentado contra Gabriel Binho e pede apuração rigorosa

O chargista, fotógrafo e morador de Embu das Artes, Gabriel Binho, foi vítima de um grave...

25/12/2017

Comerciante achou bebê morto numa lixeira, em Taboão, na véspera de Natal

Um bebê morto, com idade entre dois meses e seis meses, foi encontrado em uma lixeira por um...

25/12/2017

Homem de 23 anos é executado com 8 tiros em Taboão da Serra

Um rapaz de 23 anos, identificado como Marcos Oliveira Viana dos Santos foi executado com 8...

15/01/2018

Obesidade cresce entre usuários de planos de saúde, diz pesquisa

Uma pesquisa com 53 mil usuários de planos de saúde de todo o Brasil aponta aumento da obesidade...

15/01/2018

Morador de Taboão que estava internado na Bahia com febre amarela morreu

O morador do jardim Record, em Taboão da Serra, que estava internado com febre amarela na Bahia...

15/01/2018

Inscrições para o ProUni começam dia 6 de fevereiro

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2018...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.