Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Protesto contra corrupção reúne 500 participantes

Por Sandra Pereira | 21/06/2011

protestp

Sandra PereiraManifestantes fizeram protesto na porta da prefeitura pedindo a saída de Evilásio Galeria de Fotos

A região central de Taboão da Serra  foi tomada no final da tarde desta terça-feira (21) por um grupo de 500 manifestantes em protesto contra a onda de corrupção na cidade, após a prisão em flagrante do funcionário Márcio Renato Carra, quando ele dava baixas indevidas em tributos como o IPTU e o ISS Taboão mergulhou numa crise nunca antes vista na cidade. Atualmente 23 pessoas estão presas acusadas de participação no esquema da fraude, sendo quatro vereadores, três secretários municipais e vários funcionários e ex-funcionários públicos. 

Gritando palavras de ordem pedindo o fim da corrupção, empulhando faixas e até cantarolando os manifestantes pediam a saída do prefeito Evilásio Farias e denunciavam os gastos “elevados” da câmara municipal. O protesto foi organizado por entidades, professores, sindicalistas, estudantes e lideranças partidárias. Entre os organizadores estão a Apoesp, o MTST, Psol e o PSTU.

Os organizadores da manifestação prometem se mobilizar todas as terças-feiras alternando o protesto entre a câmara e a prefeitura. Eles ameaçam que só parar as manifestações após o prefeito Evilásio Farias deixar o cargo.

Os manifestantes se concentraram na praça Nicola Vivilechio de onde seguiram para prefeitura. Eles chegaram a parar a Régis Bittencourt na região central de Taboão por alguns instantes. O protesto foi acompanhado de perto pela polícia militar e a Guarda Civil Municipal.

Na chegada dos manifestantes à prefeitura aconteceu o momento mais tenso do protesto. Eles chegaram a ameaçar invadir a prefeitura. Vários manifestantes chutaram o portão principal, enquanto outros empurravam e incentivavam os demais a entrar no pátio da prefeitura. Um manifestante chegou a jogar água nos Guardas Municipais que estavam no local.

Pouco tempo depois houve um boato de que a GCM usaria gás de pimenta contra os manifestantes. As lideranças responderam alegando que se o gás fosse jogado a prefeitura seria invadida e a ameaça parou. Apesar do clima tenso não houve registro de violência.
A frente da prefeitura foi completamente tomada pelos manifestantes e acabou se tornando um palco aberto para quem quis protestar contra os atos de corrupção na cidade. Com discursos inflamados e firmes as lideranças que fizeram falas no local não pouparam a administração do prefeito e nem a câmara municipal.

A advogada Júlia Collet que ficou conhecida na cidade em razão da luta contra o aumento do IPTU em 2010 denunciou que a câmara “suga” R$ 14 milhões por ano dos cofres públicos municipais. “Vamos dizer não à corrupção e dizer sim à população lembrando a luta contra o aumento abusivo do IPTU”, salientou ela.

O estudante João Paulo Ávila, 13 anos, integrante do grêmio estudantil da escola Antônio Rui Cardoso, no Jardim Salete, fez um discurso maduro cobrando melhorias na saúde e na educação, principalmente. O adolescente criticou a corrupção e disse que vai chamar os colegas para participar do movimento contra os desvios nos cofres municipais. “Estamos lutando por uma cidade melhor. Isso vai ficar na história. Podem jogar até spray de pimenta, isso passa. Mas o que estamos fazendo aqui não vai passar”, ponderou.

A moradora Valéria Maria classificou a corrupção como sendo uma vergonha e falta de respeito. Para ela a cidade virou alvo de brincadeiras de mau gosto em razão da repercussão negativa das prisões dos vereadores e secretários municipais.

Veja o vídeo do protesto:

http://www.youtube.com/watch?v=9DjJ6lYohlQ&feature=player_embedded


13/12/2017

Taboão da Serra celebra Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD), ligado à Secretaria de Assistência Social...

11/12/2017

Idosa de 76 anos desapareceu neste domingo em Taboão da Serra

Dona Ana Maria Barbosa, 76 anos,desapareceu quando estava indo para casa onde mora com a irmã e...

10/12/2017

Multidão lota Ginásio Ayrton Senna para acompanhar o Natal Nota 10

Mais uma vez uma multidão de pais e familiares de alunos compareceu ao Ginásio de Esportes...

08/12/2017

Jorge Costa inaugura Unidade de Saúde da Família no Jardim Montezano

O prefeito de Itapecerica da Serra, Jorge Costa, inaugurou na manhã dessa quinta-feira (30) a...

05/12/2017

Justiça autoriza prefeitura de Embu a voltar a cobrar taxa do lixo

Suspensa após liminar a taxa de lixo da cidade de Embu das Artes, volta a ser cobrada. A decisão...

04/12/2017

Aprovado Voto de Louvor à caminhada histórica pelo fim da violência à mulher

A Câmara Municipal de Itapecerica da Serra aprovou por unanimidade na sessão do dia 28,...

03/12/2017

Adolescente que pilotava moto e bateu em ônibus será sepultado na Saudade

O adolescente de 14 anos, conhecido como Tete, que morreu depois de bater na lateral esquerda de...

02/12/2017

Montagem da super estrutura do Embu Summer Fest começou

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa do evento

Nesta semana, a A Luz Eventos deu início a...

01/12/2017

Família pede liberdade do carteiro de Embu preso em audiência onde testemunhava

Funcionário dos Correios de Embu das Artes há mais de 20 anos o carteiro Denivaldo Jesus de...

15/12/2017

Receita paga hoje o último lote do ano de restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal paga hoje (15) o sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda...

15/12/2017

OMS divulga recomendação para não catalogar canabidiol como droga

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu recomendação pública para não catalogar o canabidiol...

15/12/2017

Idec alerta para tentativa de fraudes após acordo sobre planos econômicos

Pouco mais de 48 horas depois de oficializada a assinatura do acordo entre a Advocacia-Geral da...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.