Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

GCM de Itapecerica evita contaminação de rio

Por | 19/06/2011

vala

Karen SantiagoValeta no leito do Rio Embu-Mirim é aberta onde encontra-se um cano de esgoto que deságua no rio

A prática do crime ambiental foi mais uma vez combatida pela Guarda Civil Municipal de Itapecerica da Serra. A abertura de uma valeta no leito do Rio Embu-Mirim de aproximadamente 50 metros de comprimento onde encontra-se um cano de esgoto que deságua no rio terminou com a autuação do proprietário do terreno E.R.D, 55 anos. O aterro já conta com um boletim de ocorrência datado do ano passado e também um Inquérito Policial deste ano.

O aterro localizado na Estrada do Xavi no bairro do Potuverá está inserido em área de manancial e também APP (Área de Preservação Permanente) e tinha por finalidade, segundo o boletim de ocorrência, aumentar a área útil da propriedade e também descartar resíduos sólidos. A retroescavadeira para a movimentação da terra irregular foi apreendida para perícia do local.

vala1

Retroescavadeira foi apreendida

A Guarda Municipal constatou a irregularidade em patrulhamento pela Estrada na última quinta-feira, dia 16 de junho. “No local estava a pessoa M.S.H que informou ser encarregado da obra, sendo contrato pela empresa MW Pavimentações. Nenhuma autorização para a realização da obra foi exibida, por este motivo encaminhamos as partes à Delegacia de Meio Ambiente (Seccional de Taboão da Serra)”, explicaram os guardas.

O proprietário do terreno responderá em liberdade pelo artigo 54 da Lei de Crime Ambiental, poluição de qualquer natureza [contaminação do rio]. A Seccional de Taboão da Serra está investigando os responsáveis pela utilização irregular da área.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.