Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Hospital Campo Limpo e M'Boi Mirim, sabem porque não tem médicos?

Por Outro autor | 18/05/2011

hosp1

DivulgaçãoHospitais estão sem médicos

Os moradores carentes da Zona Sul de São Paulo em especial da Região do Campo Limpo, Jd. São Luiz, Capão Redondo e Jardim Ângela que necessitam de atendimento médico do SUS e recorre a um dos Hospitais Campo Limpo ou M´Boi Mirim, depara com um serviço de saúde péssimo e com mau atendimento, chegam a ficar quatro horas ou mais para ser atendido.

Todo esse descaso é pela total falta de atenção e investimento sério na  área  de  Saúde Pública e que vem ocorrendo em todo o País, e todos dizem e perguntam o mesmo, porque não contratam médicos?   

A resposta é bem simples é porque a Prefeitura paga milhões para  um Hospital particular, sem fins lucrativos conhecida como  (Organização Social) as OS, nesse caso Hospital Albert Einsten, numa forma de privatizar a Saúde Pública.  

 O  Hospital Campo Limpo  é  Municipal  e  o  responsável  pela contração de médicos e enfermeiros através de concurso público é a Prefeitura de São Paulo,  porém  transferiu  a responsabilidade para Terceiro Setor  a chamada política neoliberal, que  é retirar a responsabilidade do Poder Público e transferir  para o setor  privado, nesse caso Hospital Particular, essa Política enriquece os  empresários  dono do  Hospital Particular,  e quem sofre é o povo pela falta de atendimento médico.

A Organização Social está disciplinada na Lei 9.637, de 18 de maio de 1998, sancionada pelo Presidente Fernando Henrique. Conforme reza a Lei o Poder Executivo poderá qualificar como Organização Social, a pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, nesse caso reconheceu  o Hospital Albert Einsten, para administrar o Hospital Campo Limpo e M´Boi Mirim.

Essas O.S  recebem  da  Prefeitura através de contrato de gestão para oferecer o serviços de saúde que a população utiliza atualmente que é de péssima qualidade.  

Na  verdade, uma vez que a prestação de serviços de saúde é péssimo,  há um desvio de finalidade na aplicação do dinheiro público nessa  ORGANIZAÇÕES SOCIAIS,  onde afronta o direito à saúde garantida pela Constituição Federal artigo 6º e os Princípios da Legalidade, Pessoalidade, Moralidade da Administração pública, que deveria oferecer diretamente o Serviço Público de Saúde e não transferir a responsabilidade para terceiros setor, denominados  O S.

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo  no ano passado 2010,  após denúncias,  fizeram uma vistoria nos Hospitais da  Cidade inclusive o Hospital Campo Limpo e apuraram falta de médicos por causa de baixo salários e segurança no local.

Ora, se a Prefeitura transferiu a administração do Hospital Campo Limpo para um Particular (Organização Social), então porque falta  médicos, mesmo recebendo milhões de reais através de contrato de gestão ?.

No entanto, chamo a atenção da População de cobrar do Prefeito Gilberto Kassab a transparência do dinheiro público, desses contratos de gestão com o Hospital Albert Einstein,  uma vez que não oferece um serviço de saúde de qualidade no Hospital Campo limpo e M´Boi Mirim e a prestação de serviços é péssimo,  colocando em dúvida esse tipo de gestão Hospitalar. 

Ressalto que esses Hospitais ficam na periferia da zona Sul de São Paulo e atende a População do Capão Redondo e Jardim Ângela e Cidades vizinhas como Embu e Itapecerica da Serra e quem sofre é essa população carente.

Dr. Marcos Raul de Almeida Souza é advogado, Pós-Graduando em Direito Previdenciário, foi Membro da Comissão de Direitos Políticos e Eleitoral da OAB/SP 102ª subseção Santo Amaro, militante político do PSOL.

Dr. Marcos Raul

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.