Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Casos de Dengue são diagnosticados na região

Por | 27/04/2011

dengue_1

DivulgaçãoCasos de Dengue são detectados em Embu, Itapecerica e Taboão

Nestes quatro primeiros meses de 2011, Embu, Itapecerica e Taboão da Serra já apresentam casos de Dengue. O mosquito Aedes aegypti que transmite a Dengue já não escolhe mais a época do verão para infectar as pessoas, mais resistente e praticamente preparado para proliferar a doença, o mosquito transmite a Dengue também em países e lugares frios, segundo Milton Parron, diretor de vigilância epidemiológica de Itapecerica e Taboão da Serra.

Até o momento a cidade de Embu das Artes diagnosticou 22 casos sendo 3 autóctones (contraídos dentro do município), 8 importados e 11 ainda não identificado. Em Taboão da Serra, 10 casos foram confirmados sendo 3 autóctones e 7 importados, 126 foram notificados. Assim como no ano passado, Itapecerica apresenta menos casos, 7 no total, todos importados.

“Em Taboão, os casos importados foram diagnosticados do bairro Butantã e Baixada Santista (Santos). Em Itapecerica, os sete casos importados foram localizados nos bairros Jardim Jacira e Valo Velho, bairros mais populosos e que fazem divisa com São Paulo”, analisou Parron.

De acordo com análise dos casos, no mesmo período de 2010, Embu consegui reduzir em mais da metade, já que no ano passado (nos quatro primeiros meses do mês) 51 casos foram registrados.

“Isso é resultado das ações de orientação da população, aumento da eficiência de diagnóstico dos casos e capacitação dos profissionais de saúde”, informa a nota da prefeitura da cidade. Em Taboão e Itapecerica os casos também caíram cerca de 35%, segundo Milton Parron.

“Com a análise dos dados, significa até o momento que o risco no ano é menor do que em 2010. Cerca de 80% dos casos quando autóctones são de criadouros dentro das residências [no quintal], por meio dos vasos que ficam com água parada, pneus, tampas de garrafa, até em casca de ovos já encontramos as larvas da Dengue”, explicou Parron.

Os moradores precisam redobrar o cuidado para não permitir que objetos do dia-a-dia tornem-se criadouros do mosquito como os recipientes que acumulam água. Lembre-se, não basta retirar a água, tem que mantê-los limpos. As caixas d’água devem ser mantidas fechadas e colocar telas no “ladrão”. Quando utilizar tonéis para armazenar água, não se esqueça de mantê-los fechados e procure limpá-los semanalmente.

As calhas entupidas e lajes também podem ser grandes criadouros. É importante verificar periodicamente esses locais e remover a água acumulada. Os pratinhos de plantas devem ser limpos semanalmente ou colocar areia até a borda. Já para as plantas aquáticas, os vasos devem ser lavados com água e sabão, utilizando uma escova, ao menos uma vez na semana. E por fim, manter os sacos de lixo fechados e as lixeiras tampadas que impede, ainda, a aproximação de outros animais que podem trazer doenças como os ratos.

Veja os sintomas da dengue:
• Febre alta
• Dor de cabeça
• Dor atrás dos olhos
• Dor no corpo e nas juntas
• Manchas vermelhas pelo corpo

Em caso de suspeita de Dengue não deixe de ir ao Pronto Socorro ou Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência.
 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.