Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Esporte

Ex-jogador Neto participou de sessão de autógrafos em Taboão

Por Outro autor | 10/04/2011

neto

DivulgaçãoNeto veio lançar na cidade marca de arroz e feijão no Rod e Raf

Na última quinta – feira (7) Taboão da Serra recebeu um dos maiores jogadores de futebol do Brasil. O encontro ocorreu dentro de uma das principais redes regionais de supermercados da cidade, o Rod & Raf. O ex-jogador José Ferreira Neto, mais conhecido como Neto, participou de uma tarde de autógrafos e, do lançamento dos nomes de times de futebol de São Paulo, que passarão a estampar uma popular marca de feijão e arroz.

Neto é um dos maiores ídolos da história do Corinthians, teve passagem também pelo Ponte Preta (inicio da carreira), Guarani, Palmeiras, Santos e ainda pelo Milionários da Colômbia.

A popularidade do ex-craque continua até hoje, prova disso foi à gigantesca fila que se formou dentro do estabelecimento. Crianças e adultos gritavam o nome de Neto e, esperavam ansiosos e pacientes para chegar perto do ex-futebolista.

O ex-jogador, que tem fama de ser explosivo, demonstrou simpatia, sorriu durante todo o tempo e até brincou com os fãs. No intervalo da sessão de autógrafos, nos concedeu a seguinte entrevista:

Anderson: Hoje você veio a Taboão da Serra, fazer o lançamento dos times que estamparão a marca de arroz e feijão, como você se sente tendo sido escolhido o jogador para fazer a representação?
Neto: Este é um lançamento importante, de uma grande marca e que a partir de hoje vai levar os nomes dos times do estado de São Paulo, para mim é uma grande satisfação.

Anderson: Como é trabalhar na TV Bandeirantes ao lado do Datena e, da Renata Fã?
Neto: Trabalhar com eles é muito bom. Com o Datena é fantástico. São poucas as pessoas na televisão que se tem uma boa convivência.

Anderson: Qual dos times que você jogou, mais marcou para você?
Neto: Ao longo da carreira eu joguei em alguns times, mas o que me marcou foi o Guarani onde eu iniciei na carreira de jogador.

Anderson: Quando nós estávamos subindo aqui para a sala, você demonstrou um certo nervosismo com a parada do elevador. (neste momento fui interrompido antes de concluir a pergunta)... Com risos
Neto: É eu tenho claustrofobia, vejo o elevador parado e já entro em desespero e, o elevador daquele tamanho com tanta gente, não seria diferente só poderia parar mesmo.

Texto:  Anderson Dias

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.