Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Estragos da chuva que atinge a região

Por | 16/01/2011

morro

Karen SantiagoMorro no Jd. Paraíso na rua Pedra Mole ameaça desabar ainda mais

A forte chuva que atinge a região desde o início do ano já causou estragos em ruas, rodovias e avenidas das cidades de Itapecerica, Embu e Taboão da Serra. Nesta segunda-feira, um idoso morreu soterrado pelos escombros de sua própria residência, em Embu.

Após as chuvas, algumas tragédias anunciadas são evidentes nas cidades, em Itapecerica, um morro no Jardim Paraíso já desmoronou na última quinta-feira, e continua assustando quem passa no local e também os moradores.

As tempestades que duram por volta de 40 minutos, praticamente todos os dias, têm travado o trânsito na região. A cidade que mais registra pontos de alagamentos é Taboão da Serra. Só na última sexta-feira, 12 foram registrados. Os bairros que são mais atingidos em Taboão são Jardim Três Marias, Jardim Iolanda, Jardim Maria Rosa e Rodovia Régis Bittencourt (em frente ao Shopping Taboão, Seccional e Casa da Pamonha), os bairros Intercap, Marabá e São Mateus.

Na cidade de Itapecerica, segundo a Secretaria de Obras e Serviços, a limpeza de bueiros é diária. Apesar da informação os mesmos locais alagam em dia de chuva. O bairro do Pinheirinho e a Avenida Armando Sales (Km 29) e extensão ficam inundadas. Outro ponto crítico é próximo ao Colégio 8 de Maio.

Em nota, a Secretaria de Obras e Serviço informou que devido à grande extensão do município e o aumento da chuva e detritos lançados por moradores não permite a limpeza de bueiro simultaneamente em toda a cidade.


Segundo a nota nas últimas semanas, o serviço foi realizado nas vias Estrada da Represinha, Rua Manoel Máximo da Rosa, Rua Pernambuco, Rua Rio Grande do Norte, Rua Lázaro Paulino, Rua Guatemala, Rua Uruguai, Largo da Matriz, Avenida Brasil, ruas do Bairro Embu Mirim, Vila Geni, Jardim Imperatriz, Rua Pará, Rua Paraíba, Rua Pedro, Rua Domingues, Rua Zoraide das Dores, Rua Plutão, Rua Soldado Agostinho, Batalhão da PM, Rua Inácio, Praça. Belchior de Pontes, Rua Juvenal Luz, Rua José Silva e Rua Antonio Lopes da Silva.

“Limpamos os bueiros o ano todo, e não somente em época das chuvas. A limpeza é feita com caminhão de sucção e hidrojateamento e manualmente para a retirada de lixo que se acumula”, explicou o chefe de Divisão de Limpeza Pública, que faz a inspeção dos serviços.

De acordo com o Sr. Adriano, que faz a inspeção do serviço, “estamos limpando todos os bueiros, e quando chega caso de emergência vamos imediatamente, equipados com caminhão de sucção e hidrojateamento", frisou.

A Defesa Civil do Embu monitora as áreas de risco, assim como a de Taboão, além de desentupir bocas de lobo e bueiros no período de chuvas que começou em Dezembro e se encerra em Março, dia 31.

O órgão também faz leituras dos pluviômetros instalados no Parque Rizzo para medir a intensidade das chuvas acumuladas no mês de dezembro.

 

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.