Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Moradores de Itapecerica reclamam de situações precárias em ruas de bairros

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 7/03/2019

DivulgaçãoSegundo moradores, falta asfalto, iluminação pública e há grande dificuldade com transporte público e escolar

Curta o Jornal Na Net no Facebook e acompanhe as principais notícias da região! 

Moradores de alguns bairros de Itapecerica da Serra têm enfrentando grande dificuldades com a precariedade de algumas rua. Na Estrada do Mato a Dentro, no Jardim Samambaia, e na Estrada Ferreira Guedes, no Potuverá, que ficam próximas, mas em bairros diferentes, os munícipes relatam uma série de problemas.
 
“Não temos iluminação pública, asfalto aqui não passa perto”, disse uma moradora. Ela ainda relatou que a situação já foi informada para a prefeitura e para vereadores, mas nada até agora foi feito. “Vereadores? Só conhecem o caminho na época de pedir votos”, relatou.
 
“Tentamos de tudo, ir na prefeitura, reclamar com vereadores, prefeito, até um "protesto, e nada acontece, nunca melhora”, completou. Quando chove, ainda de acordo com ela, as ruas se tornam uma “tremenda lama, onde veículos atolam e deslizam”.
 
Outro problema relatado foi com o transporte público. “Transporte é raridade e, quando vem, não tem horários seguidos”, afirmou. Ainda de acordo com munícipes, quando o ônibus não passa pela rua, é preciso andar a pé até a BR-116.
 
A Estrada de Tanabe, que é continuação da Ferreira Guedes, também foi alvo de críticas. Mas, desta vez, além da iluminação e da pavimentação, um outro problema apontado é com relação ao transporte escolar.
 
“Quando chove, ficamos isolados e as crianças sem poderem ir à escola”, disse outra itapecericana. “Não temos energia pública, tão pouco asfalto, e promessas nunca são cumpridas”, completou ela, relatando outras dificuldades.
 
A mulher também falou sobre a Estrada da Barragem, mas a reportagem verificou que essa via faz parte da prefeitura de Cotia.
 
“Aqui está tudo junto e misturado, daí essa bagunça. Nem nós, moradores, sabemos com exatidão”, informou ainda. Como a região fica na divisa entre Itapeceria e Cotia, as prefeituras, segundo os munícipes, ficam “passando a bola” uma para a outra. “Uma prefeitura joga a responsabilidade e nenhuma das duas se movem para exercer o dever deles e o nosso direito”, disse uma outra munícipe.
  
Essa não é a primeira vez que o Jornal Na Net recebe reclamações nesta a região. Na semana passada, o site também relatou problemas em três ruas no bairro Potuverá, Abílio Marchi, a Estrada nova dos Godois e a Raquel Vona. Os constrangimento relatado também foi o mesmo: falta de pavimentação e dificuldades no transporte escolar. 
 
Procurada, a Prefeitura de Itapecerica da Serra enviou a seguinte nota: 
 
A reportagem procurou a prefeitura de Itapecerica da Serra, que informou realizar  "no dia a dia, através da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, um intenso trabalho de limpeza, manutenção, recapeamento e pavimentação de vias públicas pelos quatro cantos da cidade. Cada ação é publicada no Mapa de Obras (https://itapecerica.sp.gov.br/secretarias/mapa_de_obras), recurso criado para que a população possa acompanhar o trabalho. Em virtude das fortes chuvas deste início de ano, muitas ruas, vias e avenidas estão sofrendo danos gerados pela pressão e pelo volume de água (que segundo especialistas, tem sido o maior dos últimos tempos). E, é em período de fortes chuvas, no sentido de evitar o desperdício com material, que as obras são desaceleradas. Sendo assim, a Prefeitura de Itapecerica da Serra esclarece que ao término do período de fortes chuvas (até o fim de março) as obras serão devidamente aceleradas. Por fim, cada ação realizada segue um cronograma da Secretaria, e para o morador ter a sua via atendida basta registrar o seu pedido na Ouvidoria (https://itapecerica.sp.gov.br/ouvidoria/).
 
 
 
 
 
 
 
 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.