Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Itapecerica tem aumento em empregos formais no início do ano; Embu e Taboão registram queda

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 6/03/2019

DivulgaçãoOs dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho

Curta o Jornal Na Net no Facebook e acompanhe as principais notícias da região! 

A cidade de Itapecerica da Serra iniciou o ano com um saldo positivo de 40 empregos com carteira assinada criados em janeiro deste ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, do Ministério do Trabalho. Embu das Artes e Taboão da Serra fecham o mês com saldo negativo.

O resultado em Itapecerica é a diferença entre o número de contratações no mês, que chegou a 717, e o de demissões, que ficou em 678.

Apesar de ter crescido, em comparação com janeiro do ano passado, com saldo positivo de 181 vagas de empregos formais preenchidas, o número de 2019 ainda foi pequeno. O excedente em 2018 se deu porque no período foram desligados 596 funcionários no município e contratados 777.

Já com relação a dezembro de 2018 o número de empregos formais se recuperou, já que no último mês do ano passado foi registrado um déficit de 155 vagas. Foram 489 admissões contra 644 desligamentos, o que não é um resultado comum para o mês.

Outras cidades

Embu das Artes, diferentemente de Itapeceria, teve queda no número de empregos formais gerados. Em janeiro deste ano o saldo negativo ficou em 30 vagas, ou seja, foram 1.504 admissões contra 1.534 desligamentos. Em comparação com igual período de 2018, a diferença na geração de empregos é grande. Foram 1.411 pessoas contratadas contra 1.279 desligadas.

O número do início deste ano só não foi pior do que o do final de 2018. Em dezembro, o munícipio ficou com déficit de 341 vagas, resultado de apenas 885 contratações e 1226 demissões.

Das três cidades, Taboão foi a que registrou o pior resultado em janeiro de 2019, com um saldo negativo de 374 vagas. Ou seja, no mês, foram 2.306 pessoas empregadas na cidade contra 2.680 desligadas.

Em comparação com igual período do ano anterior, o número também é de declínio. Foram 2.498 pesssoas contratadas e 2.660 mandadas embora. Dezembro de 2018 também não foi um mês bom, pois registrou saldo negativo de 393 em empregos gerados, o que é resultado de 2.207 contratações e 2.660 demissões

 

 

 

 

 

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.