Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Bombeiros confirmam 200 desaparecidos em rompimento de barragem de Brumadinho

Por Outro autor | 25/01/2019

Divulgação

O Corpo de Bombeiros confirmou que há pelo menos 200 pessoas desaparecidas depois que uma barragem se rompeu nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O rompimento ocorreu no começo desta tarde. Imagens aéreas mostram que um mar de lama destruiu casas da região do Córrego do Feijão.

Quatro feridos chegaram, até as 16h20, ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. O Corpo de Bombeiros confirmou por volta das 17h que havia aproximadamente 200 pessoas desaparecidas. A empresa diz que havia empregados no local do rompimento e que há possibilidade de vítimas.

A Vale informou que o rompimento ocorreu no início da tarde de hoje, na Mina Feijão. Segundo as primeiras informações, os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.

"A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade", disse em nota.

Ações de Emergência 

De acordo com a Defesa Civil, os moradores que vivem na parte mais baixa da cidade estão sendo retirados das casas.

Cinco helicópteros estão trabalhando no local no resgate de vítimas - três dos bombeiros, um da Polícia Civil e um do Exército. Não há como chegar ao local por terra.

A Polícia Rodoviária Estadual informou que a MG-040, entre as cidades de Brumadinho e Mário Campos, está totalmente interditada por causa do rompimento da barragem.

Em Betim, uma equipe da Defesa Civil está às margens do Rio Paraopeba. A intenção é monitorar o nível da água e verificar se há risco de o rio transbordar.

A Cruz Vermelha informou que uma equipe de 50 voluntários treinados em resgate foi enviada para a região.

Fonte: G1

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.