Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Esporte

Brasil está entre os favoritos na conquista da Copa do Mundo

Por Outro autor | 10/06/2018

copa

Divulgação

Brasil, Alemanha e França estão entre as seleções que estão adiante das adversárias e com chances maiores de faturarem o título da Copa de 2018, que começa no dia 14 de junho com o jogo de abertura entre os anfitriões e a Arábia Saudita, em Moscou. Além de equipes fortes, o cruzamento dos grupos aponta isso, caso não haja nenhuma zebra. 

Veja o vídeo clicando aqui.   

Possíveis caminhos do Brasil no Mundial 

O Brasil faz parte do Grupo E, junto de Costa Rica, Sérvia e Suíça, com quem estreia dia 17 de junho em Rostov. Em seguida, a seleção brasileira encara a Costa Rica dia 22 de junho em São Petersburgo e encerra a primeira rodada de grupos contra os sérvios dia 27 em Moscou. O adversário do Brasil nas oitavas de final sairá do Grupo F, que conta com Alemanha, México, Suécia e Coreia do Sul. Se o Brasil se classificar em segundo lugar no grupo e a Alemanha liderar sua chave ou vice-versa, eles se enfrentam logo nas oitavas de final. Porém, se as duas campeãs mundiais terminarem a primeira fase na liderança de seus respectivos grupos, só se enfrentarão numa eventual final. Assim, nesse caso, o adversário do Brasil seria México, Suécia ou Coreia do Sul. Passando pela segunda fase, a seleção brasileira pega pela frente alguma equipe do Grupo G (Bélgica, Inglaterra, Tunísia e Panamá) ou do Grupo H (Polônia, Senegal, Colômbia e Japão). O eventual rival da semifinal será com certeza das chaves A, B, E ou F. Se a equipe de Tite encerrar como líder do Grupo E, poderia brigar por uma vaga na final com Portugal, Uruguai, França ou Espanha. Por exemplo, a Argentina, em caso de zebra, também pode enfrentar o Brasil na semifinal.

Será esse o ano do Hexa? 

 

Três anos após o histórico vexame da goleada de 7 a 1 dentro de casa contra a Alemanha, na semifinal da Copa de 2014, a equipe de Neymar e companhia superou o longo período de maus resultados e voltou a ser respeitada pela torcida e adversários. A excelente campanha nas eliminatórias sul-americanas com vitórias tranquilas em cima de Argentina, Colômbia e Uruguai, todos times de primeiro escalão mundial e o alto nível de futebol apresentado no último ano só confirmam que o Brasil chegará forte na Rússia. O favoritismo do Brasil é o mesmo que o da Alemanha, segundo o valor que o site Betway oferece nas apostas, cotado em 15 de fevereiro, de R$6,00, para ganhar o Mundial. Logo na sequência vem a França, avaliada em R$6,50 e mais adiante, cotada em R$9,00 a Espanha e a Argentina a R$10,00. Gabriel Jesus, que machucou o joelho e fazia ótima temporada no Manchester City, junto com Fernandinho, deve retornar aos gramados em breve e não ficará fora do Mundial. Philippe Coutinho marcou seu primeiro gol pelo Barcelona, que levou a equipe à final da Copa Rei. O antigo colega de Liverpool, Roberto Firmino, também está voando e é destaque no ataque do time inglês. Para o gol, Tite tem Alisson, em boa fase no Roma, e Ederson, que também vive um ótimo momento no Manchester City. Sem falar nos consagrados nomes como Neymar, Marcelo e Daniel Alves, que têm lugar garantido na seleção brasileira. O treinador parece ter o time na mão e essa é a uma das maiores chances para o Brasil conquistar o hexa desde 2006, quando perdeu para a França nas quartas de final.


Na briga pelo troféu de favorito

A Alemanha não fica fora de uma semifinal de Copa do Mundo desde 1998, quando perdeu por 3 a 0 para a Croácia nas quartas de final. Os atuais campeões mundiais conquistaram a Copa das Confederações em 2017 e chegam voando para esse Mundial. Schweinsteiger deixou a seleção alemã em 2016 e o capitão do tetra, Philipp Lahm se aposentou. Apesar disso, a seleção alemã conta agora com o jovem Leroy Sané e Ilkay Gundogan, ambos do Manchester City. O goleador Timo Werner também vive ótima fase e está sob os olhares de grandes times mundiais como Chelsea, Liverpool e Manchester United. Já os franceses, campeões de 1998, têm um elenco de fazer inveja a qualquer outra seleção, inclusive a brasileira, e podem se dar ao luxo de ignorar o camisa 9 do Real Madrid, Karim Benzema. Pois contam com Griezmann, Pogba, Kanté, Lorris e com o parceiro de Neymar, Mbappé. A França ainda é a atual vice-campeã da Eurocopa.

A Espanha, campeã da Copa de 2010 na África do Sul, e Argentina também correm por fora, mas não estão entre os favoritos. Mesmo com Holanda, Itália e Chile fora da Copa do Mundo, essa edição promete grandes jogos desde a fase de grupos, com Portugal enfrentando a Espanha, e Bélgica contra Inglaterra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.