Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Geração X e Millennials: o que os estudiosos pensam sobre essas gerações

Por Outro autor | 19/10/2018

divorcio900

Divulgação - Google Imagens

Uma recente pesquisa revelou que o índice de divórcio nos Estados Unidos tem sido menor entre Millennials (geração formada pelos nascidos entre 1981 e 1997) em comparação à Geração X (nascidos entre 1965 e 1980). A queda no fim de casamentos foi de 18% entre 2008 e 2016 de acordo com informações publicadas sobre o estudo da Universidade Maryland.

Mas, será que os Millennials, também conhecidos como Geração Y, conseguem mesmo manter-se casados por um período mais longo? Ou seria esse dado uma consequência do decréscimo no número de casamentos em si ou do aumento de uniões tardias?

Essas e outras questões têm fomentado o interesse de pesquisadores em entender as semelhanças e diferenças entre as Geração X e Y, bem como o impacto dessas na sociedade futura.

Bom salário é essencial para Geração X e Millennials

Muitos dos desafios enfrentados por essas duas gerações são bem parecidos. Por exemplo, ambas ainda lutam para encontrar o balanço ideal entre trabalho e lazer. Os nascidos nos dois períodos costumam queixar-se ou de passarem mais horas do que gostariam no escritório ou de não estarem investindo tanto quando querem em suas carreiras.

Outro ponto em comum é a importância dada ao salário na hora de escolher um emprego. Ainda que encontrar a vaga ideal seja um desafio para ambas, as duas gerações acreditam que dinheiro no bolso é o que mais pesa na decisão final. 

 

Geração X e Millennials consideram que ter uma casa própria é o objetivo mais importante da vida adulta, segundo dados da pesquisa do Grupo Padrão. Ambas também compartilham o desconforto ao ter que lidar com vendedores insistentes e o hábito de culpar a geração anterior à sua pelos problemas que enfrentam. 

Millennials nasceram com tecnologia nas mãos  

A diferença mais marcante entre Geração X e Millennials está no uso da tecnologia. O primeiro grupo testemunhou o nascimento dos computadores pessoais, do smartphone, da internet, e muitos outros recursos que hoje são parte do dia a dia. Ou seja, teve que se adaptar a essas novidades à medida em que teve contato com elas.

Já os Millennials nasceram quando essas soluções já eram parte da vida diária, tanto pessoal quanto profissional. Por conta disso, essa geração sente-se muito mais à vontade ao usá-las. O celular, por exemplo, pode ser considerado como um de seus melhores amigos. A Geração Y também não vê nenhum problema em manter esse aparelho sempre ao seu lado, mesmo durante encontros amorosos, na sala de aula, ou no banheiro. 

 

Por outro lado, eles estão enfrentando mais problemas com dinheiro que a Geração X. As causas de dificuldades financeiras entre Millennials são uma incógnita, mas algumas hipóteses têm sido levantadas. Muitos estudiosos atribuem-na à fragilidade da economia mundial durante as últimas décadas. Outros, ao elevado nível de escolaridade da Geração Y, que acaba por diminuir as oportunidades de emprego. 

Generalizar pode criar problemas 

Mas, há um ponto com o qual a grande maioria dos pesquisadores concorda: ainda que seja possível observar pontos em comum e diferenças, não é uma boa ideia tirar conclusões definitivas sobre indivíduos baseando-se apenas em análise de geração.

Gerações cobrem cerca de 15 anos, colocando em um mesmo grupo pessoas com diversas realidades sociais, econômicas, culturais, geográficas, entre outras. Assim, discutir as características da Geração X e Millennials tem um valor indicativo e não definitivo.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.