Moradores de Taboão criticam falta de viaturas da Polícia Militar nas ruas

Por Sandra Pereira | 18/09/2018

Moradores de vários bairros de Taboão da Serra estão reclamando, e muito, da falta de policiamento da Polícia Militar (PM) nas ruas da cidade. Eles alegam que ninguém mais vê as viaturas da corporação fazendo ronda. Reclamam que até mesmo nos locais e horários com maior incidência de assaltos a PM não aparece. A crítica em relação a falta de viaturas nas ruas de Taboão também se estende a Polícia Civil. Os moradores cobram que o Estado assuma o seu papel constitucional e melhore a segurança e a sensação de segurança.
“A gente não vê mais uma viatura da Polícia Militar ou da Civil passando nas ruas. Todo dia tem mais gente sendo assaltada. Na minha rua dá pra contar quem ainda não foi”, dispara um morador do jardim Salete. “É mais fácil achar dinheiro que uma viatura na ruas”, ironiza uma moradora do Indiana. “A PM parece que saiu de Taboão”, sentencia uma comerciante do Maria Rosa
Ninguém pode negar que a segurança pública é um dos problemas mais sentidos pela população. Também é fato que a Constituição Federal determina no artigo 144 que “ A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos: I - polícia federal; II - polícia rodoviária federal; III - polícia ferroviária federal; IV - polícias civis; V - polícias militares e corpos de bombeiros militares”, estabelece.
“A segurança estava ruim mais piorou demais nos últimos meses. A gente paga imposto e não tem nem mesmo o direito de trabalhar ou sair de casa em paz”, resume um morador do Saint Moritz;
A verdade é que apesar de todo o aparato das forças de segurança previsto na constituição, na prática, os moradores enfrentam diariamente a falta de policiamento nas ruas. Essa é a queixa principal das vítimas de violência nos bairros, ou dos que temem a falta de segurança.
“Não dá para ignorar que a GCM é a maior aliada da população contra a violência. A gente tem que reconhecer que a guarda sozinha não pode responder pela segurança de Taboão. Quem tem que garantir a segurança nas ruas é a PM”, enfatiza dona Maria Aparecida dos Santos, moradora do Parque Albina.
A verdade é que em Taboão da Serra, assim como na maioria das cidades, a Guarda Civil Municipal cumpre papel importante na segurança da população. Mas, é essencial lembrar que a GCM foi criada para proteger o patrimônio municipal e não para assumir o enfrentamento da violência, como ocorre atualmente. Isso sem contar que na repartição dos recursos arrecadados a união e os estados ficam com a maior parte, enquanto o município recebe menor percentual, portanto não pode assumir a autonomia de áreas que exigem maior investimento, como é o caso da segurança pública.

Comentários