Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Em 24 horas, duas moradoras de Embu relatam terem sido perseguidas por homem

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 28/08/2018

estuprador

DivulgaçãoUma delas foi seguida no Jardim Vazeme; a outra, no Santa Emília

Duas moradores de Embu das Artes relataram que foram seguidas por um homem na cidade. A primeira perseguição teria acontecido no domingo, 26, no Jardim Vazame, e a outra, na segunda-feira, 27, no bairro Santa Emília. Um vídeo postado em uma rede social, no entanto, revela que ao menos três mulheres foram perseguidas no município. 

Uma delas, em áudio, disse que estava caminhando em uma rua do Jardim Vazame, no domingo, quando viu o homem vindo em sua direção do outro lado da calçada. Ela, que estava de capuz e não tinha visão das lateriais,  olhou para o lado após um ônibus com o farol alto passar e percebeu que o suspeito já estava próximo e iria atacá-la. 

Assustada, começou a correr e entrou em uma igreja em frente a um posto de saúde. De lá, ela pode ver o homem desistindo de segui-la e indo embora. No dia seguinte, a moça viu um outro relato de perseguição em uma rede social e identificou o homem das imagens.

A segunda vítima disse na publicação que estava atravessando a Rua Constantinopla, por volta de 22h40 de segunda-feira,  no Jardim Santa Emília, quando viu o homem em frente a um pet shop que fica ao lado de uma tapeçaria chamada Skay.

Ele começo a segui-la e quando a alcançou, na Avenida Detroid, mostrou uma arma de fogo e ordenou que ela o acompanhasse. Após se negar, a vítima levou uma coronhada e só conseguiu correr depois que seu relógio se soltou na mão do suspeito. 

A polícia foi acionada, mas nas câmeras de segurança não foi possível identificar para onde o homem fugiu. Segundo descrições dadas pela mulher, ele era alto, pardo, magro e, no dia, usava uma blusa azul de moleton e uma calça jeans.

Em um vídeo publicado nas redes socias nesta terça-feira, 28, é possível ver o homem com as mesmas descrições seguindo uma outra mulher dentro de uma padaria, também no Jardim Vazame. No estabelecimento, ele sai primeiro que a moça sem levar nada e se esconde atrás de alguns carros estacionados na rua. Após a vítima sair da padaria, ele começa a segui-la. Não dá saber, porém, o que acontece depois. Com esse registro, é possível afirmar que pelo menos três perseguições já aconteceram na cidade. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.