Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Conferência da Criança e do Adolescente de Taboão reúne alunos da rede pública para discutir garantia de direitos

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 24/08/2018

conferenciacrianca

DivulgaçãoO encontro contou com palestras, roda de debates e apresentações musicais 

Na manhã desta sexta-feira, dia 24, aconteceu no centro de Taboão da Serra a  XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, promovida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do município.

Com o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”, o evento teve a finalidade de reunir diversos alunos e educadores da rede pública municipal para discutir ações que visam garantir a proteção dos direitos das crianças e adolescentes do município.

Segundo o presidente do CMDCA, Diego Odakura, um dos grandes ganhos da conferência “é a participação da criança e do adolescente”, que cresce cada dia mais. “Hoje, por exemplo, nós tivemos um grande número de usuários que vieram até aqui saber quais são seus direitos e o que eles querem lutar”, afirma.

Francisco Eduardo Bodião, sociólogo, professor e um dos fundadores do Fórum da Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Butantã (FoCA – Bt), foi um dos palestrantes convidados. Um dos pontos principais abordados por ele é o direto que a criança e o adolescente têm que ter na participação política e a importância dos debates em espaços públicos para discutir políticas públicas.

“Momentos como esses são de reafirmação. Ou a gente quer uma sociedade que converse menos, ou uma que converse mais. Ou a gente quer uma sociedade que se encontre menos, ou uma que se encontre mais. E as crianças têm que fazer parte desse processo”, afirma Francisco.

Outra palestrante foi Roberta Durtante Sato, orientadora socioassistencial no CCA Gracinha e militante no FoCA – Bt. Além de relatar os ganhos históricos da luta pela garantia dos direitos da criança e do adolescente, ela também afirmou que o “espaço da Conferência Lúdica não era garantido, por isso nós dizemos que encontro como esse são espaços de resistência”.

Ao final, todos os alunos presentes, juntamente com seus respectivos educadores, formaram grupos para discutir sobre cinco eixos temáticos, sendo eles: garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social; prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes; orçamento e financiamento das políticas para criança e adolescentes; participação, comunicação social e protagonismo de crianças e adolescentes; espaço de gestão e controle das políticas públicas de crianças e adolescentes.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.