Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

PSOL aprova candidatura do Juninho para Deputado Estadual

Por Assessoria de Imprensa | 31/07/2018

_DSC5884

Divulgação

No último sábado, dia 28 de julho, o PSOL realizou a sua convenção estadual que aprovou as candidaturas que irão concorrer nas eleições de 2018. O partido é presidido pelo Juninho, liderança política de Embu das Artes, que também teve a sua candidatura a deputado estadual aprovada. 
 
O evento contou com diversas lideranças do partido e aprovou a candidatura ao Governo do Estado de São Paulo da Professora Lisete Arelaro e para o Senado o educador Daniel Cara e Professora Silvia Ferrado, além de chapa de 180 candidatas e candidatos a deputados federais e estaduais espalhados pelo Estado.
 
Segundo Juninho “é um orgulho presidir um partido que não tem envolvimento com corrupção, que tem representantes nos legislativo que fazem a diferença e que vai apresentar uma chapa de candidatos com uma grande diversidade, com  mulheres, negras e negros, LGBT’s, indígenas, ecologistas, professores, servidores públicos e lideranças populares”, afirmou o presidente. 
 
Sobre sua candidatura Juninho, que em 2016 disputou a Prefeitura de Embu das Artes, se mostra animado. “Acredito que a política é melhor meio de transformar a vida das pessoas, quero muito ter a oportunidade de ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo, temos propostas, ideias e muita disposição de lutar pelo povo, pela maioria”, enfatizou.
 
Com 32 anos, Juninho é Jornalista, casado, tem uma filha, morador de Embu das Artes é o presidente estadual do PSOL de São Paulo. Jovem, ativista do movimento negro, fundador do Círculo Palmarino, atuante na cultura periférica, lançou em 2018 o livro “Reflexões de Resistência”. Foi candidato a vereador 2012, a deputado estadual em 2014 e a prefeito de Embu das Artes em 2016. Juninho luta para que os recursos públicos estejam a serviço das pessoas, na melhoria de suas vidas e na garantia de direitos.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.