Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Ney Santos chora, nega desvio de merenda e repete que é perseguido por adversários políticos

Por Sandra Pereira | 14/05/2018

1

Sandra PereiraPara o prefeito adversários políticos e imprensa fazem perseguição sistemática ao seu governo no Embu

Depois que a sua casa e a sede da prefeitura foram alvos de busca e apreensão pela Polícia Federal (PF) durante a operação Prato Feito, deflagrada no dia 9, o prefeito de Embu das Artes, Ney Santos, (PRB), negou em entrevista coletiva estar sendo alvo de investigação da Federal. Visivelmente abalado, o prefeito chorou várias vezes e reclamou do fato de seu nome ter sido “relacionado indevidamente em acusação de desvio de merenda escolar”. Ele admitiu as conversas que manteve com um homem identificado como Carlinhos, que segundo a PF, opera um esquema de fraude na venda de uniforme escolar para várias prefeituras, entre as quais estaria Embu das Artes. Ney Santos negou qualquer tipo de ilegalidade na conversa alegando que o “material” citado no diálogo obtido em grampo da Polícia Federal eram camisas adquiridas na reta final de sua campanha.

“Nunca tive problemas em enfrentar acusações que fazem contra mim, mas essa semana eu tive vergonha de encarar meus filhos... Desviar verba de merenda, enquanto existem crianças que vão para a escola só para se alimentar, não é coisa que se faça... Eu mesmo muitas vezes fui pra escola por causa da merenda”, falou pausando a voz várias vezes quando era tomado pelo choro.

Ney Santos disse que a licitação para a compra do uniforme escolar de Embu foi feita antes do seu governo e garantiu a legalidade do certame. O prefeito disse que o processo chegou a ser auditado pelo Tribunal de Contas. A defesa dele afirmou que durante o processo judicial vai conseguir provar a inocência do prefeito.

“Nós estamos na legalidade. Essa empresa fornece uniforme em várias cidades do Estado e está sendo investigada desde o ano de 2015. Eu assumi a prefeitura em 2017. A licitação com essa empresa foi feita em 2016, quando eu ainda não era prefeito. Nosso trabalho aqui na cidade é sério, queremos mudar a história desse município”, observou.

Sobre os depósitos feitos pela empresa na conta do seu ex-assessor Rodrigo Passos o prefeito de Embu afirmou que são responsabilidade do ex-funcionário, sugerindo que a iniciativa de receber recursos da empresa de Carlinhos foi do próprio Rodrigo.

Na reta final da entrevista o prefeito questionou: será que um garoto pobre que veio da favela não pode ser prefeito de uma cidade? Depois disso, Ney Santos, disparou contra os adversários políticos da região, argumentando que o fato de lançar candidaturas a deputado estadual e federal despertou a ira de “grupos interessados em se perpetuar no poder”.

O prefeito afirmou que todas as acusações que sofreu em período eleitoral são anônimas com a intenção de induzir a polícia a erro e prejudicar sua imagem.


“Nossos adversários usam isso para prejudicar nossa imagem. Todas as acusações que sofri foram frutos de perseguição política. Essa agora é diferente porque a empresa já vinha sendo investigada, mas é estranho isso acontecer agora quando eu lancei duas candidaturas fortes que vão sair vitoriosas. Nossos adversários políticos da cidade e da região estão tirando proveito, distorcendo as matérias com sensacionalismo pra me prejudicar”, observou.

Ney Santos e outros 12 prefeitos, além de ex-prefeitos e funcionários públicos foram alvos de uma operação da Polícia Federal e do Tribunal de Contas da União contra fraudes em licitação de merenda escolar, compra de uniforme e material didático de incentivo a leitura. A operação Prato Feito investiga ações de fraude e desvios em licitações da área de Educação em pelo menos 30 cidades do estado de São Paulo, apontando o envolvimento de prefeitos e ex-prefeitos.

O prefeito criticou a citação de seu nome pela grande imprensa e classificou o fato como perseguição. Depois se definiu como o garoto propaganda da imprensa. “Desde 2010 sou citado em casos policiais, porém nada nunca foi provado, eu nunca cheguei a ser ouvido em processo nenhum. Preciso me defender, embora a pressão seja muito forte eu vim aqui dar uma explicação para o nosso povo”, finalizou.

Após a coletiva, o prefeito convidou a comitiva de vereadores, o secretário de Educação de Embu, Pedro Angelo e imprensa para conferir de perto a qualidade da merenda escolar servida aos alunos da rede municipal.

Desde que assumiu o mandato o prefeito Ney Santos enfrenta severas batalhas judiciais. Ele já sofreu acusação de ligação com organização criminosa, lavagem de dinheiro, abuso de poder econômico e até tráfico de drogras. Na história recente de Embu nenhum prefeito enfrentou uma oposição tão acirrada na cidade. Além disso, Ney Santos já teve pedido de prisão negado duas vezes. Recentemente, o Tribunal de Justiça determinou a apreensão do seu passaporte, informou a Polícia Federal que ele não pode deixar o país e determinou comparecimento mensal em juízo. 

 

21/09/2018

TRE determina retirada de fake news contra deputada Analice Fernandes

O Tribunal Regional Eleitoral determinou ao Facebook a remoção de fake news - notícia falsa...

20/09/2018

Candidata a vice-governadora de SP pelo PT veio a Taboão com proposta de Governo

Ana Bock, candidata a vice-governadora pelo PT na chapa de Luiz Marinho (PT), esteve em Taboão...

20/09/2018

Em razão do processo eleitoral, horário de verão terá 14 dias a menos este ano

O horário de verão começará mais tarde esse nao. A decisão foi tomada pelo Tribunal Superior...

20/09/2018

Vereador Marcos Paulo reforça cobrança por mais policiamento da PM em Taboão

O vereador Marcos Paulo (PPS), fazendo menção à reportagem feita pelo Jornal Na Net, também...

17/09/2018

Ney Santos vê normalidade na convocação para recepção de Márcio França no Embu

O prefeito afastado de Embu das Artes, Ney Santos, PRB, considerou fato normal a convocação de...

16/09/2018

Joice Silva diz que 6.8 no IDEB prova qualidade da educação em Taboão

A educação municipal de Taboão da Serra conquistou a maior nota da região no Índice de...

16/09/2018

Desfile de 7 de Setembro é um marco para a educação de Taboão da Serra

O Desfile Cívico de 7 de Setembro reuniu mais de 47 escolas da rede municipal de ensino. Com a...

16/09/2018

Alckmin visita Campo Limpo acompanhado de FF e Analice e apela por voto útil

O candidato à Presidência da República pelo PSDB e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin,...

14/09/2018

FF e vereadores preparam medidas para recuperar salários de agentes públicos

Fernando Fernandes, o vice-prefeito Laércio, a presidente da Câmara, Joice Silva e os vereadores...

12/09/2018

PSDB cobra explicação dos 4 vereadores de Taboão sobre retirada do apoio a Doria

O presidente estadual do PSDB, Pedro Tobias, e o secretário-geral do partido, César Gontijo,...

21/09/2018

PF busca em Taboão e SP quadrilha que fraudava seguro-desemprego

A Polícia Federal realizou, na última quinta-feira, dia 20, mandados de busca e apreensão em...

21/09/2018

Seis pessoas foram presas por saquearem carga de caminhão que tombou na Régis

Seis pessoas foram presas, na tarde da última quinta-feira, dia 20, por participarem de saques a...

21/09/2018

TRE determina retirada de fake news contra deputada Analice Fernandes

O Tribunal Regional Eleitoral determinou ao Facebook a remoção de fake news - notícia falsa...

ingle

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.