Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Moradora de Taboão afirma que foi sequestrada e assediada por motorista de Uber

Por Sandra Pereira | 28/04/2018

queixa

Divulgação Moradora fez Boletim de Ocorrência e registrou  queixa no aplicativo. Ela disse que recebeu ligação do escritório do Uber lamentando o fato e informando que tomaria providências

Uma moradora de Taboão da Serra viveu momentos de terror durante a viagem com um motorista do aplicativo Uber nos últimos dias. A mulher entrou no veículo na porta de casa, na região do Monte Alegre, para ir até uma loja de manutenção de notebooks na Estrada do Campo Limpo. De acordo com ela, o motorista saiu da rota da viagem e começou a dirigir por ruas desconhecidas, ao mesmo tempo em que passou a fazer perguntas de duplo sentido e se tocar. Num determinado momento, depois de comprar balas em um semáforo chegou a perguntar se ela “gosta de chupar”. A vítima contou que ficou mais de 1 hora dentro do Uber quando o percurso original da sua viagem não passaria de 15 minutos. Ela relatou que o Uber entrou em contato e prometeu providências.

Literalmente em pânico, a mulher mandou mensagem para o marido pedindo socorro. O motorista desconfiou e chegou a perguntar com quem ela estava conversando. Os prints da conversa entre o casal mostram o medo que a passageira sentiu de ser vítima de sequestro ou estupro. O medo piorou ainda mais quando ela notou que o motorista passou do local de destino e ao ser questionado contou que ia abastecer. Momentos depois o motorista chegou a tirar o pênis da calça e perguntar se ela gostava de brincar.

“Falei moço pelo amor de Deus eu sou casada e tenho um filho de 5 anos. Me deixe sair pelo amor de Deus”. Nessa hora já estava perto do Shopping Campo Limpo ele desligou o Uber e disse que era pra não ficar muito caro”, relatou no Boletim de Ocorrência.

Mesmo em pânico a moradora de Taboão conseguiu lembrar que logo que entrou no veículo o motorista do Uber entregou a ela um cartão de motorista particular. Ela enviou imagem do cartão ao marido e ele conseguiu ligar para o motorista do aplicativo.

“Disse a ele que a polícia já estava fazendo buscas e era melhor ele deixar minha mulher onde estava. Ele largou ela numa oficina perto da Estrada do Campo Limpo onde a encontramos completamente amedrontada”, contou o marido.

Ele disse que a Polícia Militar continuou fazendo buscas e prendeu o motorista do aplicativo. “Quando ele entrou na delegacia minha esposa fez xixi na roupa de tanto medo que sentiu. Ela estava em pânico. Vamos tomar todas as medidas para que mais ninguém passe por isso. Depois ela me contou que pensou em pular do carro e gritar mas a porta do carro e o vidro estavam travados”, declarou.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.